Linguagem Libras Facebook Twitter Intagram YouTube Linkedin Site antigo
Compartilhar no FaceBook Tweetar Compartilhar no Linkedin Compartilhar no Whatsapp Compartilhar no Email Imprimir
Publicado em: 03/11/2022 | Atualizado em: 03/11/2022

Seminário na ABC discute resultados parciais dos contemplados pelo programa PPSUS

Por Ascom Faperj

A FAPERJ realizará nos dias 9 e 10 de novembro (quarta e quinta-feiras) o Seminário de Avaliação Parcial PPSUS 7ª Edição, do programa Pesquisa para o SUS: Gestão Compartilhada em Saúde (PPSUS). O edital é fruto de parceria entre a FAPERJ, o Departamento de Ciência e Tecnologia do Ministério da Saúde (DECIT/MS), a Secretaria Estadual de Saúde e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). O objetivo do evento é apresentar os resultados parciais das pesquisas com financiamento em curso pelo PPSUS.

Os projetos aprovados na 7ª Edição do PPSUS representam um investimento de cerca de R$ 6 milhões para apoiar a execução de iniciativas destinadas a promover a formação de recursos humanos e a melhoria da qualidade de atenção à Saúde no Estado do Rio de Janeiro, no âmbito dos atendimentos vinculados ao Sistema Único de Saúde (SUS). O PPSUS tem por finalidade apoiar financeiramente o desenvolvimento de pesquisas científicas que visam contribuir para a resolução dos problemas prioritários de Saúde da população brasileira, para o aprimoramento do SUS e para promover a aproximação dos sistemas de Saúde e de Ciência, Tecnologia e Inovação no Estado do Rio de Janeiro.

O seminário contará com a participação de pesquisadores e gestores do SUS, mediados pela equipe do Decit/MS, SES-RJ e da FAPERJ. Vão participar da mesa de abertura do evento a diretora do DECIT/MS, Alessandra de Sá Earp Siqueira; o secretário estadual de Saúde, Alexandre Chieppe, o presidente e a diretora Científica da FAPERJ, Jerson Lima Silva e Eliete Bouskela, respectivamente.

Para o presidente da FAPERJ, o programa e a realização dos seminários fortalece a parceria da Fundação com o Governo Federal e o Estado do Rio de Janeiro. “Por meio dos Seminários Parciais promovemos uma aproximação entre o Sistema Estadual de Saúde e de Ciência, Tecnologia e Inovação com a comunidade científica, gerando uma maior interação entre os pesquisadores e o estado, e, consequentemente, um fortalecimento do SUS”, destacou Lima.

A diretora Científica da FAPERJ lembrou que o Rio de Janeiro é um dos pioneiros na implantação do programa, que está presente em vários outros estados brasileiros. “Esse programa, desde sua primeira edição em 2005, sempre traz resultados bastante positivos no que se refere à transferência e aplicabilidade de resultados obtidos através da pesquisa científica para o SUS", disse Eliete.

O evento vai promover um debate necessário do estado atual das pesquisas contempladas, como ressaltou a assessora da Diretoria Científica Luciana Lopes. “Nosso objetivo primordial é assegurar que os resultados obtidos pelas equipes possam contribuir para o aprimoramento do SUS, promovendo o desenvolvimento científico e tecnológico em Saúde, e que por sua vez possam ser incorporados ao Sistema de Saúde”, destacou.

A programação prevê a apresentação dos resultados parciais de 20 projetos aprovados na 7ª Edição do PPSUS – RJ. As apresentações serão feitas dentro de áreas temáticas referentes às linhas/eixos de pesquisa dos estudos e analisadas por pareceristas de diversas instituições de ensino do País e representantes da SES-RJ. Foram cinco as linhas/eixos definidos no edital PPSUS: (1) Inovação para Sistematização de Dados em Saúde no Estado do Rio de Janeiro; (2) Rede de Atenção Oncológica no Estado do Rio de Janeiro; (3) Adesão às Linhas de Cuidado de Doenças Crônicas não Transmissíveis e Transmissíveis; (4) Saúde Materno infantil, da Mulher, Criança e do Adolescente; e (5) Inovação em Arboviroses com Ênfase em SARS-CoV2.

Confira a programação clicando aqui

Topo da página