Linguagem Libras Facebook Twitter Intagram YouTube Linkedin Site antigo
Compartilhar no FaceBook Tweetar Compartilhar no Linkedin Compartilhar no Whatsapp Compartilhar no Email Imprimir
Publicado em: 09/06/2022 | Atualizado em: 09/06/2022

74ª Reunião Anual da SBPC: palco para mobilização da comunidade científica fluminense

Débora Motta

Cartaz oficial da Reunião: durante o evento, será entregue o documento "Projeto para um Brasil Novo" aos diversos candidatos políticos, com as principais reivindicações do setor de Ciência, Tecnologia e Inovação (Foto: Reprodução)

Celebrando o bicentenário da Independência do Brasil e o centenário da Semana de Arte Moderna, a 74ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) será realizada em Brasília, entre os dias 24 e 30 de julho, com o tema “Ciência, Independência e Soberania Nacional”. Reafirmando-se como um tradicional foro de mobilizações políticas e culturais, a Reunião deve mobilizar a comunidade científica e tecnológica fluminense para a discussão de pautas estratégicas para o desenvolvimento da C,T&I. O evento vai ocorrer nas dependências da Universidade de Brasília (UnB), que completa 60 anos. A Diretoria da FAPERJ está articulando a adesão da Fundação como membro institucional da SBPC.

“Escolhemos o tema do evento em alusão ao bicentenário da Independência do Brasil e ao bicentenário da Semana de Arte Moderna. Passados 200 anos desses acontecimentos históricos, ainda questionamos qual o papel que a Ciência brasileira ocupa para o real desenvolvimento do Brasil como nação soberana e independente e de que forma as políticas públicas para o setor vêm sendo realizadas. Somos realmente uma nação independente?”, ponderou a segunda tesoureira na diretoria da SBPC, Ana Tereza Ribeiro de Vasconcelos. Pesquisadora do Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC), ela destacou que a SBPC é o principal órgão da comunidade científica do País e tradicionalmente um palco de importantes mobilizações políticas.

Para nortear a proposição das reivindicações de ações de governança para o setor de Ciência, Tecnologia e Inovação, a SBPC está apresentando a série de 12 seminários online intitulada “Projeto para um Brasil Novo”, para tratar de temas relevantes que contribuam para o desenvolvimento do País. A partir dos principais pontos elencados nos debates sobre temas estratégicos, será entregue, durante a Reunião, o documento “Projeto para um Brasil Novo”, com recomendações de políticas públicas em C,T&I para os diversos candidatos à Presidência da República, aos governos estaduais e Parlamento. Entre os assuntos abordados na série estão  “Ciência, Tecnologia e Inovação”, “Educação básica”, “Educação superior”, “Pós-graduação”, “Direitos Humanos”, “Segurança Pública”, “Mudanças Climáticas”, “Meio Ambiente”, “Questão Indígena”, “Diversidade de gênero e raça” e “Cultura” (confiram os vídeos no Canal da SBPC no YouTube).

A diretora da Regional Rio de Janeiro da SBPC, Lígia Bahia, também professora da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), falou sobre as expectativas da delegação estadual para a Reunião. “Para nós da delegação do Rio de Janeiro essa Reunião será fundamental. Concentramos no estado um número relevante de instituições científicas em relação ao cenário nacional e estamos no momento que antecede as eleições majoritárias para presidente da República e governadores. Certamente todo debate que ali vai acontecer, com pessoas de outras unidades da Federação, será importante para a gente reafirmar o peso político do RJ em também colaborar pra que o Brasil retome e amplie o papel de destaque que já teve na área de C&T entre os países do BRICs”, disse. “Tivemos recentemente uma redução de recursos federais brutal para o setor de C,T&I, conforme detalhado em nota de repúdio publicada pela SBPC. Vamos reivindicar que o País retome um ciclo de aumento progressivo nos investimentos em pesquisa no Brasil”, completou.

Vista aérea do campus UnB Darcy Ribeiro: universidade, que completa 60 anos, será palco de debates da comunidade científica para a formulação de políticas públicas voltadas ao desenvolvimento nacional (Foto: Beto Monteiro)

O professor e pesquisador Ildeu Moreira, do Instituto de Física da UFRJ, relembrou a que a comunidade científica e tecnológica fluminense tradicionalmente se mobiliza nas discussões das Reuniões Anuais da SBPC. “A SBPC foi criada em 1948, em São Paulo, e desde o início teve participação intensa do pessoal do Rio. Em todas as 73 reuniões anuais que ocorreram até então houve uma participação muito intensa da comunidade científica fluminense. Nesta 74ª Reunião, cerca de 35 pesquisadores do Rio de Janeiro vão participar das mesas-redondas, palestras ou conferências. Representantes de todas as grandes instituições estaduais, como UFRJ, Uerj, Fiocruz, UFF, PUC-Rio e Uenf, entre outras, estarão presentes para discutir os rumos da Ciência e do País”, ressaltou. Atuante na esfera pública, ele foi diretor do Departamento de Popularização e Difusão da Ciência e Tecnologia do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), sendo um dos criadores da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia.

Serão discutidos temas como a Saúde na pandemia, a colaboração internacional em Ciência, o financiamento à pesquisa, incluindo o papel dos sistemas estaduais de financiamento à C&T, o bicentenário da Independência, a História da Ciência e Educação. Vale lembrar que essa reunião será realizada na UnB, universidade fundada também em decorrência do protagonismo político de Darcy Ribeiro, que foi senador pelo Rio de Janeiro. “Essa Reunião tem um significado importante porque estamos em um momento muito grave de desmonte da Ciência brasileira e da Educação. O Rio sempre foi um polo de luta por essas questões e pela democracia. Contamos com a participação dos nossos pesquisadores”, concluiu Moreira, que também leciona no Programa de Pós-graduação em História das Ciências, Ensino de Física e História da Física na UFRJ, e no Programa de Mestrado em Divulgação Científica da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Diante do cenário da pandemia, esta edição acontecerá de forma híbrida, com atividades virtuais e presenciais, nos quatro campi da Universidade de Brasília (UnB): Darcy Ribeiro, Ceilândia, Gama e Planaltina. “Vamos reforçar todas as medidas de segurança em relação à saúde dos participantes”, disse Ana Vasconcelos.

Além da SBPC Jovem, da ExpoT&C e da SBPC Cultural, o evento contará também com atrações da SBPC Afro e Indígena, SBPC Educação e a SBPC Inovação. De forma experimental, a SBPC levará à UnB atividades do programa SBPC vai à Escola, destinadas aos estudantes e professores da educação básica. A Reunião se encerra com o Dia da Família na Ciência, em um sábado dedicado à integração entre cultura, ciência e recreação para crianças, jovens e seus familiares.

Mais informações sobre a 74ª Reunião Anual da SBPC: https://ra.sbpcnet.org.br/74RA   

Topo da página