O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > Comunicação > Arquivo de Notícias > Comissão de Tecnologia do Fórum Permanente de C&T faz primeira reunião
Publicado em: 12/05/2005

Comissão de Tecnologia do Fórum Permanente de C&T faz primeira reunião

Formas de aprimorar programas e editais voltados para a inovação tecnológica oferecidos pelo governo do estado e os incentivos estaduais à inovação foram os principais assuntos debatidos nesta terça-feira, 10 de maio, durante reunião da comissão de tecnologia e inovação do Fórum Permanente de Discussão sobre a Política Estadual de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. O objetivo do Fórum, instalado pelo governo do estado em 28 de abril, é traçar um diagnóstico preciso da ciência e da tecnologia no Estado do Rio, para, em seguida, definir as prioridades para o setor.

A primeira reunião da comissão, realizada no Museu da República e conduzida pelo subsecretário estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, Eduardo Cavalcanti, mobilizou alguns dos principais expoentes da área tecnológica e de inovação do estado. Ao abrir a reunião, Cavalcanti propôs a discussão de três temas: a discussão de mecanismos visando o aperfeiçoamento de editais e programas destinados à inovação; a sugestão de que cada participante indicasse mais um representante para a comissão; e, por último, a elaboração de um documento mostrando “quem é quem” na área de tecnologia&inovação no estado do Rio de Janeiro. “A representatividade de tecnólogos e inovadores está muito pulverizada no Estado do Rio. Acho que um documento que fizesse um inventário de instituições e empresas ligadas ao setor de inovação tecnológica seria útil para agilizar nossas iniciativas”, disse Cavalcanti.

 

Durante os debates, o edital Rio Inovação, lançado pela FAPERJ no final de 2003, foi lembrado seguidas vezes. “O edital foi uma excelente iniciativa embora ache que os procedimentos de avaliação possam ser aprimorados. O que deixou a desejar foi o cumprimento dos prazos no que se refere ao repasses dos recursos”, disse Maurício Guedes, diretor da Incubadora de Empresas da Coordenação de Programas de Pós-Graduação em Engenharia (Coppe) da UFRJ.

O edital da FAPERJ também recebeu a aprovação da especialista em Implantação de Projetos da Firjan, Ana Arroio, que representou Marilene Carvalho na reunião. “O Rio Inovação representou, sem dúvida nenhuma, um grande avanço. A decisão de não exigir um título de doutor para o pesquisador envolvido no projeto foi acertada”, disse. “Com esse edital, o Rio saiu na frente de outros estados e soube tirar proveito dos recursos do Pappe (Programa de Apoio à Pesquisa nas Empresas)”, completou.

Para Antonio Paes de Carvalho, da Extracta Moléculas Naturais S/A – Pólo Bio-Rio, o edital precisa ser reformulado. Ele defendeu o fim da obrigatoriedade da presença de um pesquisador ligado à empresa que se candidata a editais do gênero lançados pelo estado. “No caso do Rio Inovação, ganhamos, mas não levamos, porque o pesquisador-chefe havia deixado o projeto no decorrer do processo de julgamento”, lamentou.

A regulamentação da Lei de Inovação também foi abordada ao longo da reunião. Nelson Brasil, vice-presidente da Abifina (Associação Brasileira das Indústrias de Química Fina, Biotecnologia e suas especialidades), disse que o governo federal está estudando maneiras de apoiar a inovação tecnológica diretamente nas empresas. “Precisamos estar atentos e acompanhar de perto esse processo para ver o que irão propor. De qualquer forma, é preciso trabalhar para dar continuidade às iniciativas no âmbito do estado por meio de um orçamento plurianual”, sugeriu.

A data da próxima  reunião da Comissão de Tecnologia e Inovação ainda não foi definida. Na terça-feira, dia 17 de maio, a Comissão Científica do Fórum Permanente se reúne pela primeira vez em separado no auditório do Centro Administrativo do Estado do Rio de Janeiro, no Centro. No segundo semestre, um documento será elaborado e distribuído à comunidade científica do estado para análise. O documento definitivo será levado à discussão na primeira semana de C&T do estado, em setembro, que antecipará a 3 Semana Nacional de C&T, no mês seguinte, em Brasília.

Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes