O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > Comunicação > Arquivo de Notícias > Fundação anuncia lançamento do Edital Pós-Doutorado Nota 10
Publicado em: 19/08/2021 | Atualizado em: 17/09/2021

Fundação anuncia lançamento do Edital Pós-Doutorado Nota 10

Por Ascom Faperj*
Atualizado em 17/09/2021

A Fundação anunciou nesta quinta-feira, dia 19 de agosto, o lançamento de nova edição do programa Pós-Doutorado Nota 10 (PDR 10). Um dos programas mais importantes da FAPERJ, o PDR10 2021 contará com um aporte superior a R$ 35 milhões. Serão concedidas até 120 bolsas, no valor mensal de R$ 5.200, além de uma taxa mensal de bancada para projetos de R$ 1 mil. Na edição 2021, a Fundação estendeu a vigência máxima dos projetos a até 48 meses, 12 meses iniciais com três renovações possíveis. O prazo para submissão de propostas on-line foi prorrogado e agora vai até o dia 23 de setembro.

O objetivo do Edital PDR10 é incentivar os programas de pós-graduação stricto sensu sediados no estado do Rio de Janeiro, com conceitos 4, 5, 6 ou 7 pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), mediante a concessão de bolsas a recém-doutores com destacado desempenho acadêmico. Serão selecionadas propostas que aumentem qualitativa e quantitativamente o desempenho científico e tecnológico do estado, que tenham potencial de incrementar a competitividade internacional da pesquisa brasileira. Além disso, serão apoiados projetos que objetivem a formação de recursos humanos para ensino, pesquisa e inovação, em nível de pós-graduação stricto sensu, e estejam relacionados à inovação e ao incremento da cooperação científica com empresas.

Podem apresentar propostas, candidatos em estágio de pós-doutoramento que estejam sob a supervisão de pesquisadores vinculados a programas de pós-graduação stricto sensu (conceito 4, 5, 6 ou 7 pela Capes) de instituições de ensino superior (IES) ou de centros e institutos de pesquisa, todos reconhecidos pela Capes e sediados no Estado do Rio de Janeiro. Para se tornar elegível, o candidato deve ter obtido o grau de doutor entre 19 de maio de 2016 e 16 de setembro de 2021, devendo também possuir pelo menos duas publicações como primeiro(a) autor(a) em revista internacional indexada com QUALIS e JCR na Plataforma LATTES. Serão também considerados os prêmios obtidos, tempo médio de titulação e conceito do programa de pós-graduação de origem. Cabe ao orientador/supervisor do candidato à bolsa ser o proponente do projeto. O orientador também deverá manter alta produção acadêmica na área de pesquisa com bolsa de produtividade do CNPq (níveis 1, 2 ou sênior do CNPq e/ou bolsa Cientista ou Jovem Cientista do Nosso Estado, ou equivalente). Somente poderá ser solicitada uma bolsa por orientador.

O Programa de Pós-doutorado Nota 10 foi criado pela FAPERJ a partir do êxito dos programas Mestrado e Doutorado Nota 10 em selecionar doutores altamente qualificados para exercerem pesquisa de fronteira no estado do Rio de Janeiro. Segundo o presidente da FAPERJ, Jerson Lima Silva, o objetivo PDR Nota 10  é ampliar os esforços para a fixação de jovens e promissores pesquisadores em estruturas de excelência das instituições de Ciência e Tecnologia do estado do Rio de Janeiro, além de atrair jovens pesquisadores de fora do estado e do País. “Nossa prioridade é não perder os excelentes doutores formados por nossos programas de excelência. Temos ainda um número insuficiente de pesquisadores, cerca de dez vezes menos que os países desenvolvidos. Tal como nas modalidades do programa Bolsa Nota 10, o PDR 10 seleciona os pós-doutores de melhor desempenho e maior destaque acadêmico. É, portanto, um edital bastante competitivo, em que o peso maior da avaliação recai sobre o candidato à bolsa, seu histórico de pesquisa e a estrutura que irá recebê-lo.”

Os recursos para o programa totalizam R$ 35,7 milhões, definidos na Programação Orçamentária da FAPERJ, e que permite a concessão de até 120 bolsas, conforme foi aprovado pelo Conselho Superior da Fundação. Na rubrica custeio, podem ser financiadas despesas com hospedagem e passagens para a participação em eventos acadêmicos de curta duração (destinadas ao bolsista), despesas com a realização de trabalho de campo e treinamento em novas técnicas de laboratório, a produção de materiais didático-instrucionais, editoração gráfica e material de divulgação de atividades exclusivamente relacionadas ao projeto e material de consumo necessário ao desenvolvimento do projeto e ao funcionamento de laboratório. Na rubrica capital, podem ser adquiridos material permanente e equipamentos de pequeno porte necessários ao desenvolvimento do projeto e ao funcionamento de laboratório.

Com vigência de doze meses, as bolsas poderão ter até três renovações por igual período e contarão com prazo máximo de até 48 meses para sua execução. Candidatos que não tiverem obtido o grau de doutor dentro deste período serão desclassificados.

Confira o conteúdo completo do edital no link: EDITAL Nº 25/2021 – PÓS-DOUTORADO NOTA 10 2021

ERRATA: o Subitem 2.2.2 do edital foi alterado (a versão acima já está atualizada)
ERRATA 2 : O Subitem 2.2.3 do edital foi alterado, passando a ter a seguinte redação:  2.2.3 “Ter obtido o grau de doutor entre 19 de maio de 2016 e 16 de setembro de 2021 [...]”

Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes