O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > Comunicação > Arquivo de Notícias > Notas – Semana de 17 a 23 de janeiro de 2019
Publicado em: 17/01/2019

Notas – Semana de 17 a 23 de janeiro de 2019

Vitor Ferreira foi laureado com
a Medalha Simão Mathias
(Foto: Divulgação/SBQ)


Cientista do Nosso Estado da FAPERJ ganha medalha Simão Mathias da SBQ
O pesquisador e químico Vitor Ferreira, professor da Universidade Federal Fluminense (UFF), receberá a Medalha Simão Mathias, a mais alta condecoração concedida pela Sociedade Brasileira de Química (SBQ). Ele foi presidente da SBQ de 2012 a 2014. Por seus importantes estudos na área da Química, Ferreira integra o grupo de pesquisadores contemplados no programa "Cientistas do Nosso Estado", da FAPERJ. Especialista em síntese orgânica, Vitor graduou-se em Química pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) em 1976. Depois do mestrado em Química dos Produtos Naturais (UFRJ), foi para San Diego, nos Estados Unidos, onde concluiu seu doutorado em 1984. A Medalha Simão Mathias foi instituída pela SBQ em 1997 para reconhecer personalidades que tenham realizado contribuições expressivas à Química no Brasil e à SBQ. Mais informações: http://boletim.sbq.org.br/noticias/2019/n3350.php

Últimos dias para concorrer à vaga de professor na Engenharia Elétrica da PUC-Rio
O Centro de Estudos em Telecomunicações da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (Cetuc/PUC-Rio) está com processo seletivo aberto para a contratação de um professor de tempo integral e dedicação exclusiva, para atuar no curso de graduação e no programa de pós-graduação em Engenharia Elétrica no Centro Técnico Científico (CTC/PUC-Rio), na área de Sistemas de Comunicações. As inscrições podem ser realizadas presencialmente ou por e-mail e permanecem abertas até o dia 30 de janeiro de 2019. Os interessados devem possuir diploma de graduação em Engenharia Elétrica e título de Doutor. É essencial ter atuado na área de Sistemas de Comunicações, com ênfase na sua camada física. Para efetuar a inscrição, o candidato deverá enviar via e-mail (dulce@cetuc.puc-rio.br) os seguintes documentos: Curriculum Vitae modelo Lattes e, opcionalmente, em modelo livre; Coleção de separatas de publicações mais significativas; Memorial sobre atividades de ensino, pesquisa e extensão; Descrição de plano de pesquisa; Diploma de conclusão do curso de graduação em Engenharia Elétrica e comprovante do título de Doutor. A comissão responsável por analisar os documentos irá pré-selecionar os candidatos que se adequam ao perfil procurado. Os escolhidos deverão, então, apresentar um seminário com duração de uma hora, abordando sua atuação em ensino e pesquisa, assim como seus planos relacionados a futuras atividades acadêmicas. O professor selecionado deverá cumprir um período probatório de até três anos, durante o qual terá um contrato de professor de vínculo extraordinário. Sua passagem para o quadro principal ocorrerá após avaliação das Comissões de Carreira Docente da Universidade. Outras informações como, por exemplo, faixas salariais e benefícios, podem ser obtidas através do telefone (21) 3527-1680 ou pelo e-mail dulce@cetuc.puc-rio.br. Mais informações: http://www.cetuc.puc-rio.br

Uerj abre inscrições para cursos livres de idiomas
O Programa Línguas para a Comunidade (LICOM), vinculado ao Instituto de Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (ILE/Uerj), recebe até o dia 30 de janeiro inscrições para diversos cursos de idiomas em nível básico. O programa oferece oficinas de Português como língua materna e cursos de Grego Bíblico; Latim, e Línguas Estrangeiras Modernas como o Alemão; Espanhol; Francês; Inglês; Italiano e Japonês. Cada um desses compreende dois níveis, totalizando quatro semestres. Para iniciantes, será necessário preencher um formulário de inscrição, gerar e pagar o boleto referente à taxa de inscrição no sorteio. Já o candidato que tem algum conhecimento deverá se inscrever para o nivelamento, preencher formulário de inscrição, gerar e pagar o boleto referente à taxa de inscrição no nivelamento. O valor da taxa de inscrição é de R$ 25 e a matrícula do curso é R$ 330. O valor da matrícula é válido por um semestre letivo. O material didático usado no curso não está incluído nesse valor. Mais informações: http://www.cepuerj.uerj.br

Instituto de Química da UFRRJ organiza visitação de escolas
O Instituto de Química da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) convida as escolas de ensino fundamental e médio a participarem do projeto de extensão intitulado “Descobrindo a Ciência: Ensinando Química Através de Assuntos do Cotidiano”. Este projeto visa realizar experimentos simples, de baixo custo e seguros, com crianças e adolescentes com idade a partir de quatro anos, de forma a explicar conteúdos inerentes ao mundo escolar. Além das atividades no laboratório, os alunos são encaminhados para uma visita guiada ao Jardim Botânico da UFRRJ, onde é realizada uma pequena trilha com explicações sobre a função do local e demonstração e contato de espécimes representativas da Mata Atlântica. As visitas serão realizadas às segundas-feiras a partir do dia 25 de março – a visitação será interrompida por um mês a partir de 1º a 22 de julho, e segue até o dia 25 de novembro de 2019. A equipe do instituto solicita que as escolas indiquem apenas os dias que não poderão participar, pois a agenda será montada de acordo com a ordem de chegada dos pedidos. Mais informações (arquivo em pdf): https://portal.ufrrj.br/wp-content/uploads/2019/01/quimica-2019.pdf

UniRio abre inscrições para mestrado profissional em Gestão de Documentos e Arquivos
A coordenação do Programa de Pós-Graduação em Gestão de Documentos e Arquivos, da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (PPGARQ/UniRio) divulgou o edital de seleção para o curso de Mestrado Profissional em Gestão de Documentos e Arquivos. A oferta é de 20 vagas, para ingresso no segundo semestre de 2019. Há reserva para candidato portador de deficiência física (uma vaga) e candidatos negros (quatro vagas). As inscrições estão abertas até o dia 1º de março de 2019, no protocolo do Centro de Ciências Humanas e Sociais (Av. Pasteur, 458, Urca). Serão aceitas também inscrições pelos Correios, via Sedex. O processo seletivo será composto por cinco etapas: 1) análise de documentos e homologação das inscrições; 2) avaliação do memorial e proposta de Trabalho de Conclusão de Curso; 3) prova oral; 4) prova escrita de conhecimentos específicos; 5) prova escrita de compreensão de texto em língua estrangeira. Mais informações: http://www.unirio.br/ppgarq

Tabela periódica completa 150 anos
As Organizações das Nações Unidas (ONU) proclamou 2019 como o ano internacional da tabela periódica, em comemoração aos 150 de sua criação pelo químico russo Dimitri Mendeleev, em 1869. Presente nas paredes de quase todos os laboratórios de Química, a tabela periódica, entretanto, tem uma evolução curiosa. O arranjo feito por Mendeleev incluía apenas os 63 elementos conhecidos na época, organizados em colunas e linhas de acordo com suas propriedades químicas e físicas. Décadas antes, o químico John Dalton tentou criar uma tabela, bem como alguns símbolos bastante interessantes para os elementos, assim como John Newlands, que também criara uma tabela classificando os elementos por suas propriedades em 1863. A genialidade de Mendeleev estava no que ele deixou de fora de sua tabela, por reconhecer que certos elementos ainda seriam descobertos. Assim, onde Dalton, Newlands e outros publicaram o que era conhecido, Mendeleev deixou espaço para o desconhecido, prevendo com precisão as propriedades dos elementos que faltavam, como pode ser visto na tabela em preto, ao lado do elemento alumínio (Al), o espaço em branco. A tabela moderna tem vários elementos que Mendeleev ignorou e não previu, principalmente os gases nobres (como hélio, néon, argônio). Além disso, na versão moderna ela é orientada em colunas dispostas em linhas. À primeira vista, a tabela de Mendeleev não se parece muito com a atual, mas quando se gira a tabela de Mendeleev a 90 graus, a semelhança com a versão moderna se torna aparente. Verificando os halogênios – flúor (F), cloro (Cl), bromo (Br) e iodo (I)  todos aparecem próximos um do outro e hoje eles são organizados na 17ª coluna da tabela.

Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes