O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > Comunicação > Arquivo de Notícias > Notas – Semana de 14 a 20 de junho de 2018
Publicado em: 14/06/2018 | Atualizado em: 03/07/2018

Notas – Semana de 14 a 20 de junho de 2018

Artigo de pesquisadores brasileiros aponta sequelas da infecção por Zika na vida adulta
Uma pesquisa brasileira inédita, publicada no periódico Science Translational Medicine, aponta para a possibilidade de que fetos contaminados pelo vírus zika podem apresentar sequelas na vida adulta. Sob coordenação das virologistas Andrea Thompson Da Poian e Iranaia Assunção-Miranda e das neurocientistas Julia R. Clarke e Claudia Figueiredo, todas da UFRJ, o estudo também foi pioneiro em usar uma substância capaz de inibir a inflamação no cérebro, abrindo caminho para tratamentos contra a doença. Acompanhando o desenvolvimento de camundongos desde a fase da infecção, no período neonatal, até a vida adulta, os pesquisadores procuraram entender a atuação do vírus, sua disseminação e seus modos de replicação, além de observar as consequências da contaminação ao longo da vida. Eles puderam perceber a persistente atividade do vírus no cérebro, mesmo depois de os camundongos adultos não mais apresentarem sintomas da doença. Essa atividade viral resultava em alterações neurológicas e cognitivas permanentes, além da propensão a convulsões ou a alterações de comportamento na vida adulta. Os pesquisadores perceberam também que, durante a fase aguda, o cérebro dos camundongos apresentava quadros de neuroinflamação característicos de outras doenças neurológicas, o que lhes permitiu testar diferentes substâncias anti-inflamatórias já existentes e indicadas no tratamento de inflamações similares, como forma de conter o quadro da doença e diminuir as possibilidades de sequelas permanentes. Entre as substâncias empregadas, o infliximab mostrou os resultados mais promissores, uma vez que os camundongos tratados com ele tiveram menos sequelas que o grupo de controle. Embora ainda sejam necessários mais estudos para se chegar a uma terapia eficaz, isso indica que tratando a neuroinflamação durante a fase aguda, no auge da replicação do vírus, pode-se reduzir não apenas as sequelas, mas também a própria doença. Mais informações: Tel.: inbeb.ascom@gmail.com

Reitor da USP fará palestra na PUC-Rio sobre o ensino da engenharia
A Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) receberá, na próxima terça-feira, dia 19 de junho, às 17h, no Auditório RDC, o reitor da Universidade de São Paulo (USP), Vahan Agopyan, para a palestra gratuita “Ensino da Engenharia”. No evento, direcionado a estudantes e profissionais da engenharia, Agopyan passará por três eixos: fará um breve histórico do ensino da profissão, desde o século XVII até o século XX, relatará a experiência recente – da formação do engenheiro especialista para o profissional generalista – e apresentará as novas tendências, focando na importância da formação de líderes, com internacionalização das escolas e currículos interdisciplinares, estimulando a inovação e incentivando movimentos empreendedores. A iniciativa faz parte do evento "Seminários 2018 – Pós-graduação em Engenharia Civil", contou com o apoio da Associação Brasileira de Mecânica dos Solos e Engenharia Geotécnica (ABMS) e das empresas Huesker e Maccaferri, e a organização ficou a cargo da Academia Nacional de Engenharia (ANE). Mais informações: http://anebrasil.org.br/noticias/3698-2

Programa Nuclear da Marinha é tema de palestra na Coppe 
Na próxima quinta-feira, dia 20 de junho, o Almirante de Esquadra Bento Costa Lima Leite de Albuquerque Junior, diretor-geral de Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico da Marinha do Brasil, proferirá palestra na Coppe – o Instituto de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia, da Universidade Federal do Rio de Janeiro – sobre o “Programa de desenvolvimento de submarinos e o Programa Nuclear da Marinha”. Promovido pela Coppe, em parceria com o Centro de Excelência para o Mar Brasileiro (Cembra), o evento será realizado, às 14 horas, no auditório da Coppe, no Centro de Tecnologia 2 – Rua Muniz Aragão, 360, Cidade Universitária. A parceria entre a Coppe e a Marinha do Brasil vem de longa data. Parte da Tecnologia Sonar instalada nos submarinos brasileiros foi desenvolvida na Coppe, nos anos 1990, em colaboração com a Marinha. Em 2013, essa parceria resultou na inauguração do Laboratório de Tecnologia Sonar (LabSonar) da Coppe, que desenvolve tecnologias para acompanhar, detectar e classificar os ruídos produzidos no mar pelos motores dos navios e suas condições operativas, cujo objetivo é proteger a costa marítima brasileira. Mais informações: http://www.coppe.ufrj.br

Concurso Falling Walls Lab Brazil está com inscrições abertas
Quem tem uma ideia inovadora e quer compartilhá-la com líderes globais da ciência, negócios, política, arte e sociedade pode inscrevê-la no concurso Falling Walls Lab Brazil. A ideia não precisa necessariamente estar em prática. O autor do melhor projeto de pesquisa, plano de negócio ou iniciativa social ganhará uma viagem para concorrer na etapa mundial do concurso e participar da Falling Walls Conference, que será realizada em Berlim, na Alemanha, nos dias 8 e 9 de novembro. Na etapa final do concurso, serão julgadas 100 propostas de mais de 80 países. Os três primeiros colocados terão a oportunidade de apresentar suas ideias na conferência, ocasião em que mais de 20 cientistas líderes irão mostrar suas mais recentes descobertas para uma audiência de cerca de 700 pessoas. As inscrições para a etapa brasileira devem ser feitas até dia 5 de agosto no site www.falling-walls.com/lab, na opção Brasil. Podem se inscrever estudantes de graduação, pós-graduação, jovens profissionais e empreendedores com ideias de qualquer área do conhecimento. Os selecionados serão entrevistados e depois receberão treinamento para a classificação final no dia 2 de outubro, no Centro de Inovação Ahoy! Berlin São Paulo. Cada participante terá três minutos para fazer sua apresentação, em inglês, mostrando a relevância e o poder de transformação de sua ideia para um júri composto por especialistas da academia e do empresariado – formato que se repetirá na etapa mundial do concurso. Além do concurso e da conferência, o vencedor brasileiro também participará, na Alemanha, de atividades para conhecer centros de pesquisa e empreendedorismo, organizadas pela Research in Germany – uma iniciativa do Ministério da Educação e Pesquisa (BMBF) que visa promover as instituições alemãs de ensino e pesquisa no mundo. O concurso e a conferência são uma iniciativa da Falling Walls Foundation, instituição alemã sem fins lucrativos que promove discussões sobre pesquisa e inovação, divulgando as descobertas científicas mais recentes para um público amplo de todas os segmentos da sociedade. No Brasil, o concurso está sendo promovido pelo Centro Alemão de Ciência e Inovação São Paulo (DWIH São Paulo), em parceria com o Centro de Inovação Ahoy! Berlin São Paulo, a Universidade de São Paulo (USP) e a Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii). Mais informações: www.falling-walls.com  

Projeto Ópera na UFRJ apresenta A flauta mágica
O projeto Ópera na UFRJ realizará sua 21ª montagem com A flauta mágica, a mais popular ópera de Mozart, como parte da programação comemorativa dos 170 anos da Escola de Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). A temporada tem início com quatro récitas abertas ao público no Salão Leopoldo Miguez (Rua do Passeio, 98, Centro), de 21 a 24 de junho; em seguida, a ópera será apresentada no Teatro Municipal de Niterói, de 29 a 1º de julho, no programa Óperas de Inverno. Com direção musical de Inácio De Nonno, direção cênica de Julianna Santos, regência de André Cardoso e Felipe Prazeres, e direção coreográfica de André Meyer, a montagem conta com dois elencos compostos por solistas formandos e formados da Escola de Música e do Instituto Villa-Lobos, da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio); a Orquestra Sinfônica da UFRJ; o Coral Brasil Ensemble e cantores do Coro Infantil da UFRJ; e bailarinos da Companhia de Dança Contemporânea da UFRJ. Na criação e confecção do cenário e figurinos, estudantes dos cursos de Artes Cênicas da Escola de Belas Artes; e na direção cênica, estudantes da Direção Teatral da Escola de Comunicação. A flauta mágica é a última e a mais conhecida ópera de Mozart. Mais informações: http://www.musica.ufrj.br

Rio será sede da 22ª Conferência Mundial de Energia do Hidrogênio
Entre 17 a 22 de junho, o Rio de Janeiro sediará um dos mais importantes eventos internacionais sobre bioenergia e biocombustíveis. Será a 22ª Conferência Mundial de Energia do Hidrogênio (WHEC 2018), que pela primeira vez acontecerá no Brasil. Com cerca de 800 participantes, de 50 países, entre acadêmicos, pesquisadores e representantes de governos e indústria mundiais, o evento será uma oportunidade para debater as tecnologias sustentáveis mais promissoras e mostrar os investimentos que as sociedades avançadas estão fazendo para a transição à energia sustentável. Com o tema “Transformação de biomassas e de energia elétrica em hidrogênio”, o simpósio abordará aspectos referentes a tecnologias de produção, matérias-primas, ciclo de vida dos biocombustíveis, qualidade dos biocombustíveis, além de questões de logística e economia na operação dessas estruturas. Organizado em parceria pela Coppe e pela Universidade de Tsinghua, por meio do Centro China Brasil de Mudanças Climáticas e Tecnologias Inovadoras para Energia, o WBS será presidido pelo professor Paulo Emílio de Miranda, coordenador do Laboratório de Hidrogênio (LabH2) da Coppe/UFRJ e presidente da Associação Brasileira de Hidrogênio (ABH2). “Já empregado em larga escala por indústrias como a química, a metal-mecânica, a alimentícia, a de petróleo, a produção e o consumo de hidrogênio pela sociedade aumentarão exponencialmente por causa do uso energético que se fará dele”, adianta Miranda. Em paralelo às sessões científicas acontecerá o 11º Simpósio Mundial de Bionergia (WBS, na sigla em inglês) e uma trade fair. Mais informações: 3622-3406  e 3622-3408 e www.coppe.ufrj.br/planeta-coppe-noticias

Prêmio Fundação Bunge vai homenagear profissionais das áreas de Ciências Agrárias e Letras
Neste ano, o Prêmio Fundação Bunge, criado em 1955 para incentivar a inovação e a disseminação de conhecimento, homenageará profissionais da área de Ciências Agrárias, com o tema "Serviços Ambientais Para o Agronegócio", e da área de Letras, com o tema "Literatura Infantojuvenil". As indicações para cada área serão feitas pelas principais universidades e entidades científicas e culturais brasileiras até o dia 30 de junho. Em seguida, Comissões Técnicas compostas por especialistas em cada área de premiação irão avaliar e escolher os homenageados com o prêmio deste ano. Os contemplados serão conhecidos em agosto e a cerimônia de entrega da 63º edição do Prêmio Bunge e 39º do Prêmio Fundação Bunge Juventude acontecerá em novembro. O Prêmio Fundação Bunge é concedido anualmente com a proposta de reconhecer os profissionais que contribuem para o desenvolvimento da cultura e das ciências no Brasil, além de estimular novos talentos. A premiação homenageia dois profissionais de cada uma das áreas de atuação reconhecidas, totalizando quatro contemplados: dois na categoria Vida e Obra e dois em Juventude (pesquisadores com até 35 anos de idade). Desde a sua criação, quase 200 personalidades já foram premiadas, entre elas os escritores Jorge Amado e Ruth Rocha, o arquiteto Oscar Niemeyer, o médico e pesquisador Carlos Chagas Filho, o engenheiro agrônomo Eurípedes Malavolta e o cientista político Fernando Abrucio. Mais informações: http://www.fundacaobunge.org.br/projetos/premio-fundacao-bunge/premio-2018

Fórum de Psicanálise e Cinema da UniRio exibe o filme Um herói do nosso tempo
Dando continuidade ao Fórum de Psicanálise e Cinema, a Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio) vai exibir, na última sexta-feira desse mês, dia 29 de junho, às 18h, na Sala Vera Janacópulos, o filme Um herói do nosso tempo (Va, vis et deviens, 2005, 140 min.), dirigido e roteirizado pelo franco-romeno Radu Mihaileanu. Autor de obras como O concerto (2009) e A fonte das mulheres (2011), o diretor aborda temas sobre assuntos humanistas, como repressão feminina, relação de poder, política de estado e, sobretudo, questão da identidade e sua ruptura. Em particular, nesse trabalho, o autor reflete sobre sua própria história como imigrante, que, aos 22 anos, deixa, além de sua cidade natal, Bucareste, sua família e seus amigos, exilando-se na França, evadido da opressiva ditadura de Nicolae Ceausescu (1965 a 1989). A trama aborda a Operação Moisés, uma ação americano-israelense de 1984, que levou judeus refugiados da Etiópia (os Falashas) para Israel. Após a sessão, haverá um debate acadêmico. A UniRio fica na Av. Pasteur, 296 – Urca. Mais informações: www.unirio.br

Publicada a edição de junho do Boletim Eletrônico da Biblioteca de Manguinhos
A 106ª edição do Boletim Eletrônico da Biblioteca de Manguinhos traz artigos sobre propriedade intelectual, toxoplasmose e elefantíase. A iniciativa visa ampliar o acesso à informação científica em saúde, principalmente em relação a doenças infecciosas e parasitárias. No Boletim, o leitor terá acesso às revistas científicas ao clicar nos títulos, a todo o conteúdo dos artigos no link "leia" e a fontes de informação qualificadas sobre temáticas específicas selecionadas por profissionais de informação do Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde da Fiocruz, em edições mensais. Acesse a edição 106 do Boletim Eletrônico da Biblioteca de Manguinhos. Mais informações: http://www.fiocruz.br/bibmang/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?tpl=section_BOLETIMN106.htm

Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes