O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > Comunicação > Arquivo de Notícias > FAPERJ divulga resultado da edição 2017 do programa Pós-Doutorado Nota 10
Publicado em: 24/08/2017 | Atualizado em: 04/10/2017

FAPERJ divulga resultado da edição 2017 do programa Pós-Doutorado Nota 10

A FAPERJ divulgou, nesta quinta-feira, 24 de agosto, a listagem dos 85 contemplados no edital Pós-Doutorado Nota 10, que está beneficiando 17 instituições fluminenses. Entre elas, a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), contemplada com 37 propostas, e a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) e a Universidade Federal Fluminense (UFF), que aprovaram 13 projetos cada uma. Já a Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf) teve dez projetos beneficiados, enquanto a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) aprovou sete e a Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio), a Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ), o Instituto de Pesquisas do Jardim Botânico de Rio de Janeiro (IPJBRJ) e a Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) tiveram quatro propostas contempladas cada. A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), o Centro Nacional de Pesquisa de Agrobiologia (Embrapa Agrobiologia), o Instituto de Estudos do Mar Almirante Paulo Moreira (IEAPM), o Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict), a Universidade Estácio de Sá (Unesa), o Museu Nacional (MN) e o Observatório Nacional (ON) também foram beneficiados.

O objetivo deste edital foi incentivar os programas de pós-graduação stricto sensu sediados no estado do Rio de Janeiro, de conceitos 4, 5, 6 ou 7 pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), mediante a concessão de bolsas especiais a recém-doutores com destacado desempenho acadêmico, avaliado por meio de publicações (pelo menos duas publicações com qualis – em que o candidato à bolsa é o primeiro autor do trabalho –, prêmios obtidos, tempo médio de titulação e conceito do programa de pós-graduação de origem). Além disso, o programa pretende também fomentar as atividades de pesquisa científica, tecnológica e de inovação, mediante a seleção de propostas que visem: I. à absorção temporária de jovens doutores, com comprovada experiência em P,D&I, para atuarem em projetos de pesquisa e desenvolvimento nas diferentes áreas do conhecimento; II. ao reforço à pós-graduação e aos grupos de pesquisa sediados no estado; III. à renovação de quadros funcionais nas instituições de pesquisa sediadas no estado do Rio de Janeiro, vinculados ou não a empresas públicas ou privadas, para a execução de ensino, orientação e pesquisa em nível de pós-graduação stricto senso.

"As experiências bem-sucedidas com o Bolsa Nota 10, que concede bolsas diferenciadas aos melhores alunos de programas de mestrado e doutorado, de conceitos 5, 6 e 7, foram as principais inspirações para a FAPERJ criar o Pós-Doutorado Nota 10 (PDR Nota 10)", declarou Jerson Lima Silva, diretor científico da Fundação. De acordo com Lima Silva, o PDR Nota 10 é um programa que visa ampliar os esforços para a fixação de jovens e promissores pesquisadores em estruturas de excelência das ICTs do estado do Rio de Janeiro, bem como atrair jovens pesquisadores de fora do estado e do país. "Especialmente em um momento de crise de financiamento da pesquisa no estado e no país, não se pode perder os excelentes doutores que foram formados. O País ainda tem um número insuficiente de pesquisadores por milhão de habitante – cerca de dez vezes menos que os países desenvolvidos", acrescentou o diretor científico. Como nas modalidades do programa Bolsa Nota 10, o PDR 10 procura selecionar os pós-doutores de melhor desempenho e maior destaque acadêmico. É, portanto, um edital bastante competitivo, em que o peso maior da avaliação recai sobre o candidato à bolsa, seu histórico de pesquisa e a estrutura que irá recebê-lo.

Até o final do prazo de inscrição, foram recebidos pelo sistema sis-FAPERJ 116 projetos, coordenados por pesquisadores de 17 instituições de ensino e pesquisa do estado do Rio de Janeiro. A demanda, por grande área de conhecimento, apresentou a seguinte característica: em ciências biológicas foram recebidos, pelo sistema sis-FAPERJ, 45 projetos; ciências exatas e da terra, 12 projetos; engenharias, 10; ciências da saúde, 12; ciências agrárias, 14; ciências humanas, 15;  letras linguística e artes, seis projetos; e ciências sociais aplicadas, dois.

Com vigência de doze meses, as bolsas poderão ter até duas renovações por igual período e contarão com prazo máximo de até 36 meses para sua execução. A vigência das bolsas está prevista para ter início em setembro. Os candidatos dos projetos aprovados deverão aguardar comunicação da Fundação, por correio eletrônico, para retirarem seus termos de outorga na FAPERJ. 

Confira a listagem completa do resultado do programa Pós-Doutorado Nota 10 - 2017

Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email Compartilhar no WhatsApp
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes