O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > Cientistas do Rio são homenageados pela TWAS
Publicado em: 26/08/2002

Cientistas do Rio são homenageados pela TWAS

Cientistas do Rio são homenageados pela TWAS

A ciência do estado do Rio de Janeiro anda bem cotada nas instituições internacionais. Três cientistas do estado foram indicados para membros da TWAS - Third World Academy of Sciences (Academia de Ciências do Terceiro Mundo). São eles o professor Otto Gottlieb, um dos indicados para o Prêmio Nobel de Química de 1999, o professor e engenheiro agrôno- mo Avílio Antônio Franco e o professor Marcelo Viana. Todos são pesquisadores bolsistas do Programa “Cientistas do Nosso Estado”, instituído pela FAPERJ, que concedeu bolsas a 200 cientistas notórios do estado do Rio, reconhecidos no país e no exterior.

Com apenas 37 anos de idade, o professor Marcelo Viana, do Instituto de Matemática Pura e Aplicada (Impa), sediado no Rio de Janeiro, recebeu também a medalha da TWAS pelo conjunto de seu trabalho, que se desenvolve na área de Sistemas Dinâmicos, em especial, Sistemas Caóticos, para cuja teoria já deu importantes contribuições. O prêmio foi entregue pelo presidente do Senegal, Abdoul Diouf. Formado em Matemática pela Universidade do Porto, o professor Marcelo Viana é doutor pelo Impa, onde teve como orientador o atual presidente da instituto, Dr. Jacob Palis.

Ao saber da premiação de seu colega, Jacob Palis falou para o FAPERJ 2000 com visível orgulho do ex-orientando. “Marcelo Viana é um dos mais brilhantes matemáticos de sua geração. E é assim que ele tem sido destacado, de maneira excepcional, em diversas ocasiões e por diversas entidades, nacionais e internacionais. Dentre as notáveis distinções que já lhe foram conferidas, destacam-se o fato de ser o mais jovem membro titular da Academia Brasileira de Ciências e, agora, o mais jovem membro da TWAS” - ressalta orgulhoso o colega. Ainda atestando o brilhantismo de sua carreira, Viana foi convidado a proferir uma palestra plenária no Congresso Internacional de Matemática, que se realizou em Berlim, em 1998, distinção, segundo Jacob Palis, jamais conferida a um matemático da América Latina.

De Paris, onde se encontra atualmente, o pesquisador Marcelo Viana concedeu uma entrevista exclusiva ao FAPERJ 2000 para falar sobre o prêmio da TWAS.

FAPERJ 2000 - O que representa para o senhor receber a medalha concedida pela TWAS?

Viana - Representa o reconhe- cimento da pesquisa de alto nível em matemática que vem sendo realizada no Brasil e, particularmente, no Instituto de Matemática Pura e Aplicada.

FAPERJ 2000 - Quais são os grandes desafios da ciência no terceiro mundo?

Viana - Por um lado, o objetivo universal de conduzir ao avanço do conhecimento. Por outro, o de contribuir para o desenvolvi- mento sustentado dos países em que vivemos. Esse desenvolvi- mento passa pela nossa capaci- dade de gerar ciência aqui mesmo, recusando uma atitude de meros importadores do conhecimento.

FAPERJ 2000 - Qual a contribuição da TWAS para o desenvolvimento da ciência no terceiro mundo?

Viana - A TWAS tem um importante papel na disseminação da atividade de pesquisa científica através do globo, tanto pela ação de seus membros como por intermédio de programas que patrocina, em cooperação com diversos organismos interna- cionais. Um exemplo é o programa de núcleos de Excelência Sul/Sul, com a participação do Impa e do CNPq, que facilita pesquisadores de países em desenvolvimento realizarem estágios de pesquisa em centros de alto nível da região.

FAPERJ 2000 - O que o senhor destacaria na sua trajetória de cientista-pesquisador?

Viana - A decisão de ficar no Brasil e desenvolver minha carreira no Impa, sem dúvida, uma instituição do mais alto nível no panorama da matemática mundial.

FAPERJ 2000 - Qual é hoje a importância da ciência no Rio de Janeiro no cenário científico brasileiro e mundial?

Viana - O Rio de Janeiro sedia várias das melhores instituições brasileiras de pesquisa, em diversas áreas da ciência, que são fundamentais para o desenvol- vimento do país e que são modelo para toda a América Latina. Trata-se de um patri- mônio precioso, que seria extremamente difícil reconstituir e que, portanto, é imperativo preservar.

Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes