O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > Editorial
Publicado em: 26/08/2002

Editorial

Editorial


Passados 10 meses do início da nossa gestão já podemos fazer um balanço do plano de recuperação das atividades de fomento científico e tecnológico no estado. Iniciado o período, por orientação do Governador Anthony Garotinho, tratou-se de pagar a dívida da instituição com cerca de 400 projetos de pesquisa interrompidos desde 1995 por falta de pagamento. Os bolsistas, que até então estavam com as bolsas atrasadas, passaram a receber todo o dia 10 de cada mês. Cerca de 870 novos auxílios à atividade de C&T foram concedidos, dos quais 610 projetos de pesquisa, 140 eventos e o restante em apoio a novos pesquisadores. Hoje a FAPERJ mantém 1.361 bolsistas.

A Rede Rio 2, que conecta cerca de 90 entidades, implantou sua plataforma com tecnologia ATM, constituindo-se na maior de todas as redes do país e saindo à frente no Projeto Internet 2. Agora, a Rede prepara-se para inaugurar seu canal internacional de 10 Mbits, dando vazão ao aumento do fluxo com o exterior.

O Programa Cientistas de Nosso Estado - lançado pessoalmente pelo governador - possibilitou a 200 pesquisadores seniores darem continuidade a seus projetos e manterem seus laboratórios através de auxílios especiais.

Ao longo desses meses a Faperj coordenou quatro seminários temá- ticos com a Academia Brasileira de Ciência. Um deles já deu origem ao livro: As Forças Armadas e o Rio de Janeiro, em parceria com a ESG. Numa iniciativa inovadora, lançou o Mapa da Ciência, publicação que reúne as 140 entidades de pesquisa distribuídas pelas regiões do estado, com verbetes que apresentam suas finalidades, endereço, telefone e horário de funcionamento, permitindo serem conhecidas pelo grande público e turistas que nos visitam.

Um programa de investimento em infra-estrutura científica para entidades estaduais de C&T foi criado para a capacitar as organizações mantidas pelo estado. O objetivo foi o de torná-las aptas a competir por recursos federais e internacionais, em condições semelhantes às demais.

Vive-se novos tempos na área de C&T no estado. A FAPERJ já dispendeu cerca de R$ 30 milhões do Tesouro e mais R$ 7 milhões de outras fontes com projetos, contra R$ 6,2 milhões de investimentos governamentais e R$ 1,4 de outros financiadores no primeiro ano do governo anterior. É a segunda no ranking das FAPs. Não tivemos momento igual na nossa trajetória, em 11 anos de atividade de fomento. A Ciência no estado do Rio de Janeiro já está dando frutos que beneficiarão a população.

Fernando Peregrino
Diretor Superintendente da Faperj

Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes