O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > Programa da FAPERJ apóia inovação tecnológica nas pequenas empresas
Publicado em: 14/08/2002

Programa da FAPERJ apóia inovação tecnológica nas pequenas empresas

Programa da FAPERJ apóia inovação tecnológica nas pequenas empresas

A FAPERJ apresentará em outubro, o resultado do processo dea seleção dos 40 projetos inscritos no programa Tecnologia na Pequena Empresa (TPE). Uma co-missão interdisci-plinar, instituída pela Fundação, está anlisando os projetos apresen-tados no primeiro edital, para os quais serão destinados um investimento total de R$ 2 milhões.

Segundo o coor-denador tecno-lógico da FAPERJ, Luiz Fernando Legey, é cada vez maior o número de pequenas empresas e profissionais que, para realizarem suas atividades, acabam desenvolvendo projetos de inovação tecnológica, culmi-nando na criação de novos produtos e na abertura de mercados. "Infelizmente, parce-la significativa desses projetos acaba não se concretizando, pois o desenvolvimento de inova-ções precisa de investimentos que, muitas vezes, estão além das possibilidades dos peque-nos empreendedores", afirma Legey.

Ciente da importância das pequenas empresas para a economia do Rio de Janeiro, a FAPERJ lançou o TPE, cujo objetivo é apoiar pequenas empresas que estejam de-senvolvendo projetos de ino-vação tecnológica. A apresen-tação do programa foi feita na sede da Academia Brasileira de Ciências, em cerimônia que contou com a presença do ministro da Ciência e Tecno-logia, Ronaldo Sardenberg.

Investimento e aplicação

A expectativa da FAPERJ e das instituições parceiras no TPE - Firjan e Sebrae-RJ - é de que pro-fissionais ligados a pequenas empresas de base tecnológica ou a instituições de pesquisa estejam em busca de inovações (veja quadro). "O lançamento do Programa TPE contribui para desenvolver o lado tecnológico da FAPERJ, consolidando, na prática, o modelo de agência de fomento que o governo do Estado deseja para a institui-ção", destacou Fernando Peregrino, presidente da FAPERJ, durante a cerimônia, que contou, ainda, com as presenças do presidente da Finep, Mauro Marcondes Rodrigues; da vice-presidente do CNPq, Alice Abreu; e do secretário do Estado de Ciência e Tecno-logia, Wanderley de Souza, entre outras autoridades.

O TPE é dividido em duas fases: na primeira, serão con-cedidos auxílios de, no máximo, R$ 50 mil; na segunda, de, no máximo, R$ 200 mil. Os recursos serão distribuí-dos na forma de Auxílio à Inovação Tecnológica (AIT).

A primeira fase do TPE, com prazo máximo de seis meses, visa a realização de estudos sobre a adequação do produto em questão, explorando a viabilidade técnica e comercial. Já a segunda, com prazo máximo de 12 meses, visa desenvolver a inovação, expandindo os resultados da primeira fase, objetivando o mercado e concluindo, necessariamente, em pré-séries de fabricação ou em processos em estado de lançamento no mercado.

O que se espera dos projetos de Inovação Tecnológica:

  • a conversão de conhecimentos tecnológicos em novos produtos ou em novas características de produto com os quais os consumidores ainda não estejam familiarizados;
  • a conversão de conhecimentos tecnológicos em novos processos;
  • a introdução de novos modelos de produção;
  • a abertura de novos mercados;
  • o emprego de novas fontes de matérias-primas, de fatores de produção e de produtos semi-industrializados;
  • o desenvolvimento de novos tipos de organização.
Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes