O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > A obra sob o enfoque do artista
Publicado em: 14/08/2002

A obra sob o enfoque do artista

A obra sob o enfoque do artista

A reforma da sede da FAPERJ foi realizada em tempo recorde: 54 dias. Até a arquiteta responsável, Fernanda Metello, de 29 anos, surpreendeu-se com o resultado do trabalho que realizou com o colega de profissão Marcello Santiago. A dupla procurou fazer um projeto de bastante impacto visual, já que a proposta do presidente da instituição, Fernando Peregrino, era buscar traduzir nessa mudança a nova filosofia de sua administração. Fernanda e Marcello construíram um ambiente claro, integrado e ainda brincaram com cores fortes: o laranja e o verde.


Faperj 2000: Qual foi a proposta do projeto?
Fernanda: Quisemos construir um espaço com uma estética agradável e funcional. Durante todo o tempo, pensávamos em criar impacto visual. Quem conhecia a sede surpreende-se, hoje, a partir da entrada. Por isso, optamos pelo uso do laranja na parede da recepção. Queremos quebrar o estigma de "velho" e "feio"que acompanha os prédios públicos.

Faperj 2000: Como eram as instalações da FAPERJ?
Fernanda: Não havia integração. Existia um corredor escuro, com diversas portas fechadas e as pessoas não se viam. Ninguém sabia quem estava trabalhando do outro lado. Nós abrimos tudo. O aproveitamento da luz natural foi uma das premissas básicas, assim como as divisórias de vidro. Todos agora podem se enxergar.

Faperj 2000: Para o feng shui, o laranja significa alegria. Em que vocês se basearam para escolher as cores?
Fernanda: Não nos baseamos nessa teoria chinesa. Pensamos em criar contrastes. Buscamos a estética de impacto.

Faperj 2000:É importante trabalhar num ambiente cuidado e bonito?
Fernanda: É, claro. Acho extremamente importante e estou tentando demonstrar isso na dissertação de mestrado que estou terminando na COPPE. Pela universidade, eu, Marcelo e outro colega, Luiz Othon Bezerra de Mello, fizemos o projeto das 120 delegacias legais do estado. Esse trabalho está sendo a base para o meu estudo. Quero falar como o ambiente de trabalho interfere no comportamento do usuário, na produtividade. No caso das delegacias, interferiu no comportamento dos policiais e até mesmo no dos cidadãos. Na dissertação, analiso a transparência dos ambientes. A idéia é romper a barreira de comunicação entre as pessoas.

Faperj 2000: O que você diria da reforma da FAPERJ?
Fernanda: Acho que o objetivo foi atingindo. O ambiente de trabalho pode vir a ser um dos componentes para a motivação de funcionários quando planejado de acordo com as funções que são exercidas naquele local ou quando alinhados com os objetivos traçados pela instituição. O caso da transparência dos ambientes, nestes dois exemplos, da FAPERJ e da Delegacia Legal, eram desejados e necessários. Os funcionários estão mais integrados. Hoje é mais fácil perceber que a FAPERJ está viva. Fiquei orgulhosa.

Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes