O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > Comunicação > Arquivo de Notícias > Para melhorar o monitoramento de pacientes
Publicado em: 11/07/2013

Para melhorar o monitoramento de pacientes

Elena Mandarim

 Divulgação/Vertotech

             
   Sistema permite que resultados de exames sejam
 transferidos imediatamente para o prontuário eletrônico
O sistema de saúde precisa de soluções rápidas e de baixo custo para dar assistência de qualidade à população. Essa foi a premissa para a empresa Vertotech do Brasil desenvolver o Avish Medical Systems, um sistema digital para monitoramento de pacientes, que armazena todo o seu histórico médico em um prontuário eletrônico, podendo, assim, ser acessado pelo médico através de qualquer dispositivo ligado à internet, como computadores, tablets e smartphones. O projeto, contemplado no edital Rio Inovação, da FAPERJ, foi coordenado pelo engenheiro Robson Branda, especialista em gerenciamento de Tecnologia da Informação (TI), na empresa Vertotech.

De acordo com Branda, o Avish Medical Systems tem vários dispositivos interligados e cada um tem sua especificidade. Na plataforma Avish Medical Records, por exemplo, fica armazenado o prontuário médico de cada paciente. Lá, além de dados, como nome, idade e sexo, ficam listados todos os exames já realizados em datas anteriores e todas as condutas médicas já prescritas. “Uma grande vantagem do prontuário eletrônico é que o médico e o cuidador responsáveis pelo paciente são avisados, por e-mail e por SMS, sempre que houver uma atualização de exames ou de prescrição de condutas. Isso é importante para agilizar o atendimento e principalmente para as tomadas de decisão, no caso de alteração dos parâmetros médicos”, afirma o empreendedor.

 Divulgação/Vertotech
           
 No prontuário eletrônico, o médico visualiza a evolução do tratamento.   
O gráfico acima, por exemplo, mostra a diminuição da pressão arterial 
 
 
Já a aferição dos sinais vitais, como pressão arterial, glicemia, massa corporal e eletrocardiograma, pode ser feita por duas bases: uma é a  Avish Kiosk, destinada às consultas presenciais com o médico. Trata-se de um software interligado aos aparelhos usados para os exames. Neste caso, o profissional seleciona quais medições serão feitas, executa os procedimentos e os resultados são transferidos automaticamente para o prontuário do paciente. A outra é a Avish Home Care, destinado ao atendimento em casa. Nesta opção, o cuidador do paciente entra no sistema e visualiza a prescrição do médico sobre quais exames devem ser feitos e, quando necessário, quais medicamentos devem ser administrados. As orientações são executadas e os resultados, assim como o registro de quais fármacos foram ministrados, são enviados para o prontuário eletrônico.

Branda ressalta que os recursos da FAPERJ foram usados principalmente na elaboração da solução Avish Home Care. Ele destaca que a ferramenta é indicada para programas de cuidados em domicílio, como o Programa de Atendimento Domiciliar ao Idoso (Padi), o Programa Saúde da Família (PSF), entre outros. “Desenvolvemos um equipamento portátil usado pelo cuidador para acessar o sistema e as prescrições médicas. O aparelho também é usado para transmitir os resultados dos exames”, conta o empreendedor.

Outra utilização das soluções Avish é na telemedicina. Branda explica que esta modalidade médica é uma excelente alternativa para o intercâmbio entre uma área atendida por médicos especialistas, como ortopedista, cardiologista, etc. e uma localidade com menores recursos, às vezes, assistida apenas por um enfermeiro ou um clínico geral. "Ambas as localidades estariam conectadas ao sistema, por meio da internet. De um lado o especialista pode consultar o prontuário eletrônico do paciente e passar as orientações médicas para que o enfermeiro ou clínico atenda o paciente de forma mais especializada. Todos os procedimentos executados são registrados automaticamente no prontuário", relata.

 Divulgação/Vertotech

                

            Atualizações de exames e de prescrições são enviadas
           para os profissionais responsáveis por e-mail e por SMS

 

Branda explica que a ideia do sistema surgiu ao se observar uma necessidade de se criar um mecanismo para melhorar a gestão dos hospitais, melhorando a comunicação entre os profissionais da saúde e agregando eficiência e agilidade no atendimento. "As soluções Avish para a saúde são aplicáveis tanto na saúde pública quanto na privada. Podem ser úteis, por exemplo, para automação de enfermarias, agilizando assim a aplicação dos exames. Outro uso é para a triagem de pacientes em emergências, ao possibilitar a identificação dos casos mais graves e que devem ter prioridade, além de direcioná-lo ao especialista mais recomendado", comenta o engenheiro. Com certeza o sistema de saúde pode se beneficiar das tecnologias disponíveis no mercado. “No futuro, poderíamos imaginar o uso desta solução tecnológica pelo Sistema Único de Saúde (SUS): cada cidadão teria o seu cartão magnético, que daria acesso ao prontuário eletrônico dessa pessoa, com toda a sua vida médica registrada”, entusiasma-se. O principal ganho é a melhoria na assistência prestada à grande população.

Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes