O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > Comunicação > Arquivo de Notícias > Pesquisas em genética humana ganham força na Unigranrio
Publicado em: 14/06/2012

Pesquisas em genética humana ganham força na Unigranrio

Ascom/Unigranrio 

           
        No LabGen serão desenvolvidos estudos voltados para a 
        melhoria da qualidade de vida dos moradores da Baixada
 

A Universidade do Grande Rio (Unigranrio) inaugurou, em maio, o primeiro Laboratório de Genética Humana (LabGen) de uma universidade particular em todo o estado. Coordenado pelo professor da Unigranrio e pesquisador do Instituto Oswaldo Cruz (IOC) Pedro Hérnan Cabello, e instalado no campus 1, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, será onde, inicialmente, os pesquisadores envolvidos no projeto estudarão, entre os moradores do município, fatores genéticos que influenciam doenças crônicas, como diabetes, obesidade e hipertensão, além de doenças neuromusculares e infecto-parasitárias. O LabGen foi desenvolvido com auxílio do edital de Apoio às Instituições de Ensino e Pesquisa Sediadas no Estado do Rio de Janeiro, da FAPERJ.

Os acadêmicos de cursos relacionados à saúde promoverão uma imersão sobre estudos de doenças crônicas, degenerativas e genéticas, que vêm crescendo de importância no mundo moderno, enquanto as doenças transmissíveis de etiologia infecto-parasitárias estão diminuindo de importância. "Através do diagnóstico molecular de doenças e dos genes a elas associados poderemos, no futuro, desenvolver um tratamento precoce e uma terapia personalizada para cada paciente, o que contribuirá para prevenir sequelas e melhorar a qualidade de vida”, explica o coordenador do LabGen. As professoras de medicina da Unigranrio Verônica Marques Zembrzuski e Vivianne Galante Ramos serão responsáveis pela organização dos projetos.

Dados da Secretaria Municipal de Educação de Duque de Caxias mostraram que muitos alunos das escolas do município não possuem registro de paternidade em sua certidão de nascimento. Para isso, a equipe do LabGen se dispõe a oferecer exames de DNA para identificação de paternidade. Será o primeiro do gênero voltado para a população local, como forma de agilizar e incentivar o projeto "Toda criança tem direito à filiação", parceria entre a 1 vara de família e a Secretaria Municipal de Educação desenvolvida desde 2010. Estes testes, que ainda não estão disponíveis no setor público da cidade, agora poderão ser realizados na própria Unigranrio. "Outro objetivo fundamental é a formação de recursos humanos qualificados para o desenvolvimento técnico e científico", complementa Cabello.

Pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da Unigranrio, Emílio Antônio Francischetti é um dos responsáveis pela implantação do laboratório. “O LabGen faz parte do programa de desenvolvimento institucional da universidade, que prevê a criação de infraestrutura necessária para o alinhamento de pesquisas e estudos científicos em nossa universidade, além de incentivar os alunos a vivenciarem na prática aquilo que aprenderam na teoria e ainda contribui para melhorar a qualidade de vida dos moradores da região”, explica Francischetti.

Por último, Pedro Cabello explica que o laboratório servirá para integrar os cursos da Unigranrio na área de saúde. "Os docentes do LabGen já são os responsáveis pelas disciplinas de graduação e pós-graduação na universidade", afirma. Para ele, essa integração servirá para a melhor formação dos alunos. "Eles estarão mais bem preparados para desenvolver métodos de pesquisa alternativos e atuar em institutos nacionais e internacionais", conclui.

Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes