O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > Comunicação > Arquivo de Notícias > Seminário na Uerj destaca o uso das imagens nas pesquisas sociais
Publicado em: 03/11/2011

Seminário na Uerj destaca o uso das imagens nas pesquisas sociais

Débora Motta

 

 
    
    Entre as atrações do seminário estão as palestras dos
    pesquisadores internacionais Bill Nichols e Irène Jonas
Uma imagem vale mais do que mil palavras. A frase, que já foi dita exaustivamente, se aplica bem aos estudos antropológicos, que vêm utilizando a força das imagens como uma importante ferramenta para a compreensão do homem em suas dimensões social e cultural. Para discutir as diversas experiências de uso das imagens nas pesquisas sociais e a difusão e distribuição de produtos audiovisuais, um evento vai reunir na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) pesquisadores do Brasil, Argentina, Chile, México, Estados Unidos, Portugal e França. Trata-se do III Seminário Internacional Imagens e Narrativas, que será realizado nos dias 23 e 24 de novembro e terá como destaque as conferências, com tradução simultânea, do professor americano de cinema Bill Nichols, da San Francisco State University, e da socióloga francesa Irène Jonas.

Autoridade internacionalmente conhecida e autor de obras de referência sobre documentário contemporâneo e filme etnográfico, Bill Nichols falará sobre “Documentário e representação da realidade”, na quinta-feira, dia 24, às 18h. Já o tema “Fotografia de família e as transformações em seu uso” será abordado pela socióloga Irène Jonas, em sua conferência, no dia 23, às 18h. De acordo com a coordenadora geral do evento, Clarice Ehlers Peixoto, que é professora do Departamento de Ciências Sociais da Uerj e também coordenadora do grupo de pesquisa Imagens, Narrativas e Práticas Culturais (Inarra), o seminário será uma oportunidade de intercâmbio entre pesquisadores de diversos pontos do Brasil e do exterior. “A ideia do seminário é oferecer um encontro que permita a aproximação entre os principais grupos de antropologia visual do País e trazer a contribuição de pesquisadores estrangeiros relevantes”, diz a professora.

 

Entre os representantes latino-americanos, estarão no seminário Lourdes Roca (Instituto Mora, no México), Carmen Guarini (Universidade de Buenos Aires, Argentina) e Gastón Carreño (Escuela de Antropología Universidad Academia de Humanismo Cristiano, do Chile). Também participarão a antropóloga e cineasta portuguesa Catarina Alves Costa (Universidade Nova de Lisboa), o diretor do Canal Universitário do Rio de Janeiro (UTV) Emilio Gallo e a diretora de audiovisual da Terra Brasilis Filmes, Lara Velho. O debate terá ainda a presença de Sylvia Caiuby Novaes e Paula Morgado, da Universidade de São Paulo (USP); de Cornélia Eckert, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS); de Etienne Samain, da Universidade de Campinas (Unicamp); de Marco Antônio Gonçalves, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ); de Lisabete Coradini, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN); de Peregrina Capelo, da Universidade Federal do Ceará (UFC); de Ana Luiza C. da Rocha, do Instituto Latino-Americano de Estudos Avançados e da UFRGS.

 

Segundo Clarice Ehlers Peixoto, observa-se nos últimos anos uma expansão, no País, das pesquisas com imagem relacionadas ao campo da antropologia visual. “Desde o início da década de 1990, a pesquisa antropológica no Brasil têm lançado mão de instrumentos de imagem, como vídeos e fotografia, por exemplo. Hoje, quase todas as universidades públicas têm laboratórios de antropologia visual”, avalia a professora, que tem doutorado em Antropologia Social e Visual pela renomada instituição francesa École des Hautes Etudes en Sciences Sociales. Ela destaca que o público poderá apreciar, gratuitamente, um pouco dessa produção acadêmica nacional e internacional durante o seminário. “Os filmes etnográficos produzidos por estes pesquisadores e seus núcleos de pesquisa estarão disponíveis para exibição em cabines multimídia individuais durante o evento”, diz a pesquisadora. “Estes filmes, voltados para a análise dos processos sociais e culturais, são expressão da antropologia visual que fazemos no Brasil”, completa.

 

O evento conta com o apoio da FAPERJ – pelo Programa de Auxílio a Eventos (APQ 2) –, da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPCIS) da Uerj e da Cinemateca da Maison de France. A Associação Brasileira de Antropologia (ABA), por meio do Grupo de Trabalho de Antropologia Visual da Associação Brasileira de Antropologia (GTAV-ABA), também apoia o evento. A iniciativa é do Inarra, grupo de pesquisa cadastrado no CNPq e ligado ao Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da Uerj. Criado em 1994, o Inarra vem, desde então, atuando na formação de pesquisadores no campo da antropologia visual. Coordenado por Clarice Peixoto, ele reúne estudantes de graduação, de pós-graduação e pesquisadores diversos interessados em refletir sobre a narrativa imagética e em aplicá-la na pesquisa antropológica, procurando estimular o uso de imagens (fixas e em movimento) nas pesquisas sociais.

 

III Seminário Internacional Imagens e Narrativas

Dias 23 e 24 de novembro 2011, das 9h às 17h30. Conferências às 18h.
Teatro Noel Rosa, Uerj (Rua São Francisco Xavier, 524, Maracanã, zona norte do Rio).
Inscrições gratuitas pelo site www.inarra.com.br (vagas limitadas) ou clicando aqui

Veja aqui a programação completa

Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes