O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > Comunicação > Arquivo de Notícias > Bolsas-sanduíche: mais 30 doutorandos fluminenses estagiarão no exterior
Publicado em: 07/07/2011

Bolsas-sanduíche: mais 30 doutorandos fluminenses estagiarão no exterior

Trinta novos doutorandos fluminenses estagiarão em universidades e instituições de ensino e pesquisa na Europa e Estados Unidos. São os contemplados da segunda edição do Programa de Estágio de Doutorandos no Exterior da FAPERJ, também conhecido como bolsa-sanduíche, cujo resultado foi divulgado nesta quinta-feira, 7 de julho. Com permanência prevista de quatro a 12 meses, os novos bolsistas estagiarão em diversas e prestigiadas instituições, como as Universidades de Harvard e da Califórnia, e o Albert Einstein College of Medicine, todos nos Estados Unidos; nas Universidades de Strasbourg e Paris 1, e no Institut National de Recherche en Informatique et Automatique (Inria), na França; na Universidade de Roma (La Sapienza), na Itália; no Mediterranean Institute for Advanced Studie, na Universidade Autônoma de Barcelona e na Universidade de Sevilha, na Espanha; nas Universidades do Porto, Lisboa e Aveiro, em Portugal; e na Universidade de Artes de Londres, na Inglaterra, dentre outras.

Entre os contemplados, estão doutorandos vinculados a programas de pós-graduação de diversas instituições sediadas no estado do Rio de Janeiro. A Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) foi a instituição que mais teve projetos aprovados, 14. Em seguida, vem a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), com seis projetos aprovados, e a Universidade Federal Fluminense (UFF), com quatro. A Pontifícia Universidade Católica (PUC-Rio) e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) tiveram, cada, dois projetos aprovados; o Instituto Nacional do Câncer (Inca) e a Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) tiveram, cada, um projeto contemplado.

Criado no final de 2010, o Programa de Estágio de Doutorandos no Exterior visa estimular, por meio da concessão de bolsas a doutorandos, a formação de redes cooperativas entre instituições de ensino e pesquisa estrangeiras e instituições de pesquisa fluminenses. São elegíveis, neste programa, doutorandos brasileiros (ou com visto de permanência no País atualizado), regularmente matriculados em curso de doutorado reconhecido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) em instituição sediada no estado do Rio de Janeiro e que comprovem a necessidade de desenvolver em outro País parte de seu projeto, objeto da tese que será defendida ao fim de seu curso. Para tanto, os concorrentes precisam apresentar satisfatório desempenho acadêmico e proficiência no idioma do País em que estagiarão, além de não terem recebido anteriormente outra bolsa para estágio de doutorado ou doutorado pleno no exterior.

As bolsas abrangem todas as áreas do conhecimento. Com valores de R$ 2.600 mensais, quando o estágio ocorrer no continente americano, e de R$ 3.200 mensais, quando se tratar de estágio na Europa ou no Oriente, as bolsas também incluem seguro saúde, no valor de R$ 250 mensais, pagos durante o tempo de permanência do estágio no exterior. Além da passagem aérea (ida e volta), o bolsista receberá, junto com a primeira mensalidade, um acréscimo, no valor correspondente à sua bolsa, para despesas de instalação.

O segundo período de submissão de propostas para o Programa de Estágio de Doutorandos no Exterior neste ano se iniciará em 3 de novembro, estendendo-se até 29 de dezembro. A divulgação de resultados está prevista para ocorrer em fevereiro de 2012 e as bolsas deverão ter início entre os meses de março a julho.

Nos próximos dias, o Departamento de Auxílios e Bolsas (DAB) da FAPERJ enviará e-mail aos contemplados, confirmando a seleção e solicitando algumas informações, como mês de início e término do estágio; local do estágio (país e continente) e valor da passagem aérea (ida e volta), em classe econômica. Também serão informados os procedimentos a serem adotados para a implantação das respectivas bolsas.

Resultado do edital de Cooperação Internacional FAPERJ- INRIA

Também nesta quinta-feira, foi divulgado o resultado do edital de Cooperação Bilateral FAPERJ/INRIA – 2010. São três os projetos aprovados, pelo Comitê Consultivo FAPERJ/INRIA, nesta chamada: dois do Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC) e um da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Produto de um acordo de cooperação internacional entre a FAPERJ e o Institut National de Recherche en Informatique et Automatique (INRIA), o programa se destina a incentivar a execução de projetos conjuntos entre pesquisadores de instituições fluminenses e franceses do INRIA, estimulando a mobilidade de cientistas com atuação em quaisquer áreas das ciências, técnicas da informação e da comunicação. Para submeter propostas, os proponentes devem ser pesquisadores com grau de doutor e produção científica, ou tecnológica de qualidade, especialmente nos últimos cinco anos. Precisam ainda estar ativa e produtivamente envolvidos em pesquisa relevante com o tema proposto e manter vínculo funcional em instituições de ensino superior e pesquisa, públicas ou privadas, sediadas no Rio de Janeiro, sempre em colaboração, comprovada, com pesquisadores vinculados ao INRIA. O proponente deverá também receber colaboração de pesquisadores, grupos de pesquisa e especialistas vinculados à instituição executora estrangeira, que tenham apresentado proposta correspondente ao INRIA.

Por ocasião da divulgação dos resultados do Programa de Estágio de Doutorandos no Exterior da FAPERJ e do edital de Cooperação Bilateral FAPERJ/INRIA – 2010, o presidente da Fundação, Ruy Garcia Marques, declarou que a FAPERJ deverá investir cada vez mais na internacionalização de atividades nas áreas de ciência e tecnologia. "Temos sido procurados, recentemente, por importantes instituições estrangeiras, como o Massachusetts Institute of Technology (MIT), The University of Sydney e University of Birmingham, no sentido de estabelecermos acordos de cooperação técnica. Em 2010, demos um importante passo ao criarmos o Programa de Estágio de Doutorandos no Exterior, permitindo a concessão de bolsas específicas, para a realização de estágio de pós-graduandos em instituições de excelência no exterior. Essas bolsas contribuirão com o esforço de internacionalização dos programas de pós-graduação, necessário para melhorar a qualidade de programas que visem alcançar conceitos mais elevados no processo de avaliação da Capes. Na última avaliação trienal da Capes, nossos programas já apresentaram crescimento expressivo, tanto quantitativo quanto qualitativo. Hoje, cerca de 21% dos programas de excelência (conceitos 6 e 7) estão em nosso estado, mas, sem dúvida, temos potencial para crescer bem mais. Um dos itens avaliados pela Capes é, justamente, o intercâmbio com instituições de excelência no exterior, comprovado, notadamente, pela produção científica e tecnológica conjunta. Novas ações serão implementadas. No intuito de elevar a participação de pesquisadores e de alunos de instituições fluminenses em muitos programas de grande interesse para o estado do Rio de Janeiro e para o País, continuaremos a firmar parcerias com instituições do exterior, bem como procuraremos participar de diversas parcerias já existentes entre a Capes e o CNPq e outros países."

Confira a listagem dos contemplados Programa de Estágio de Doutorandos no Exterior 2011/1

 

Confira a listagem dos contemplados no edital de Cooperação Bilateral FAPERJ/INRIA – 2010

Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes