O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > Bolsas > Bolsa de Bancada para Apoio a Pesquisador Visitante - BAPV
Publicado em: 12/04/2017 | Atualizado em: 11/10/2017

Bolsa de Bancada para Apoio a Pesquisador Visitante - BAPV

Finalidade

As “Bolsas de Bancada para Apoio a Pesquisador Visitante - BAPVs” destinam-se unicamente a cobrir despesas com transporte, alimentação e estadia, referentes às rubricas de passagens e diárias (Custeio), de pesquisadores de reconhecida excelência, oriundos de outros estados ou do exterior e a convite de um pesquisador fluminense (proponente/ coordenador e/ou “orientador”), que desenvolverão atividades na mesma instituição de ensino e pesquisa sediada no Rio de Janeiro do pesquisador e/ou “orientador” proponente.

As “BAPVs” são oferecidas nas diversas áreas do conhecimento. Priorizam o intercâmbio do conhecimento em CT&I para o desenvolvimento e fortalecimento do capital humano e da pesquisa do estado do Rio de Janeiro e País.

A proposta deve ser submetida pelo pesquisador fluminense (proponente) que desempenha a função de coordenador e/ ou “orientador” do projeto e visita do pesquisador.

Requisitos e Condições

Os requisitos e as condições a seguir são válidos e indispensáveis para a pré-qualificação, análise de mérito, julgamento e aprovação das propostas. A ausência ou insuficiência de informações sobre quaisquer deles implicará a desclassificação da proposta.

A solicitação da bolsa será efetuada pelo coordenador/ “orientador” fluminense (proponente), responsável pela proposta e o convite ao pesquisador visitante, além da inscrição do projeto no SisFAPERJ e prestação de contas. Para esta modalidade, os tipos de proponente elegíveis são: pesquisador com grau de doutor e “Cientista do Nosso Estado” ou “Jovem Cientista do Nosso Estado”. Outras modalidades de proponentes não serão aceitas pelo sistema.

Não é permitido o acúmulo com outro financiamento de agência de fomento nacional para a mesma finalidade, sendo de incumbência do beneficiado requerer a suspensão ou o seu cancelamento, se for o caso.

A FAPERJ reserva-se o direito de suspender ou cancelar a bolsa a qualquer momento, em função da desistência do pesquisador visitante ou alteração do cronograma e plano de trabalho, sem a devida concordância da Fundação ou decorrente de qualquer situação considerada desabonadora para o erário público; situação em que será exigida a devolução do investimento realizado.

Do proponente (coordenador e/ou “orientador”)

  • O proponente deve ser, obrigatoriamente, pesquisador/ “orientador” brasileiro, naturalizado ou com visto de permanência no País, com grau de doutor e “Cientista do Nosso Estado” ou “Jovem Cientista do Nosso Estado”.
  • Apresentar excelente produção científica na sua área de atuação.

Do pesquisador visitante

  • Ter reconhecida excelência nacional e internacional na sua área de atuação.
  • Ter vínculo empregatício com instituições de ensino e pesquisa, excetuando-se as do estado do Rio de Janeiro.
  • Não residir no estado do Rio de Janeiro.

Das obrigações

Do proponente

  • Submeter o projeto no SisFAPERJ acrescido de:
  1. CV Lattes do proponente; CV original do pesquisador visitante proveniente de instituições internacionais (versão original e em português) ou CV Lattes do pesquisador visitante proveniente de instituições nacionais, excetuando-se as do estado do Rio de Janeiro;
  2. Tabela de produção científica dos últimos 5 (cinco) anos do proponente;
  3. Anuência do dirigente máximo da instituição fluminense do proponente;
  4. Carta convite do pesquisador proponente (coordenador/ “orientador”) para o pesquisador visitante, justificando a importância e relevância da visita à instituição e para o estado do Rio de Janeiro;
  5. Carta de aceite do pesquisador visitante e da sua instituição de origem;
  6. Plano de trabalho acrescido de cronograma das atividades que serão desenvolvidas pelo pesquisador visitante;
  7. Orçamento propositivo, discriminando: valor das passagens (em classe econômica ou equivalente) e total de diárias, de acordo com o período de permanência do pesquisador visitante no estado do Rio de Janeiro e aplicando-se o valor base do CNPq para diárias no País.
  • Para o encerramento do processo é obrigatória a “Prestação de Contas”, conforme orientações apresentadas nas “Instruções para Prestação de Contas”, disponível no site da FAPERJ.
  • A interrupção da visita acarretará na obrigação de restituir os valores despendidos com a bolsa, salvo se motivada por caso fortuito, força maior, circunstância alheia a sua vontade ou doença grave devidamente comprovada. A avaliação dessas situações fica condicionada à aprovação pela Diretoria da FAPERJ.
  • A inobservância das obrigações apresentadas nos itens anteriores implicará o dever de ressarcir todas as despesas havidas, atualizadas na data do ressarcimento. A avaliação dessas situações fica condicionada à aprovação pela Diretoria da FAPERJ.

Do pesquisador visitante

  • Executar as atividades propostas no plano de trabalho, cumprir o cronograma e entregar os comprovantes de despesas necessários para a prestação de contas à Fundação pelo pesquisador proponente.

Duração e Benefícios da Bolsa

A bolsa terá vigência de um período máximo de 3 (três) meses, não se admitindo prorrogação de prazo, e deverá ser solicitada de acordo e proporcionalmente ao tempo de permanência do pesquisador visitante, apresentado no cronograma e plano de trabalho do projeto. As atividades deverão ser desenvolvidas na instituição de ensino e pesquisa do pesquisador proponente, no estado do Rio de Janeiro.

O pesquisador proponente receberá uma cota de BAPV para um período igual ou inferior a 30 (trinta) dias de permanência do pesquisador visitante no estado, não podendo exceder o período máximo de permanência no estado de 90 (noventa) dias de visitação. Neste caso, o pesquisador proponente fará jus a três cotas de BAPV.

Os seguintes itens poderão ser solicitados na rubrica de Custeio:

  1. passagens nacionais ou internacionais em classe econômica ou equivalente para o transporte do pesquisador visitante;
  2. diárias no País considerando o valor aplicado pelo CNPq para a permanência do pesquisador visitante no estado.

 

*Observação: recomenda-se a aquisição das passagens para o pesquisador visitante, após o depósito da primeira cota da BAPV, na conta do Bradesco do pesquisador proponente.

 

Mais informações:

Dúvidas Frequentes

Download – Manual de utilização do SisFAPERJ”  (.pdf)

Licença maternidade

Valores das Bolsas e Auxílios e Auxílio Instalação (.pdf)

Calendário para solicitação de bolsas e auxílios

Declaração de inexistência de vínculo empregatício e/ou estatutário e de outra fonte de rendimento

Formulário para encaminhamento de relatório 

Índice geral das áreas do conhecimento

Setores

Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email Compartilhar no WhatsApp
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes