O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > Comunicação > Arquivo de Notícias > Jerson Lima assume a presidência da FAPERJ
Publicado em: 10/01/2019

Jerson Lima assume a presidência da FAPERJ

Por Ascom Faperj

Jerson Lima: para o novo titular da FAPERJ, o estado do Rio de
Janeiro tem papel determinante para o sucesso de pesquisas
de ponta realizadas no País
(Foto: Lécio Augusto Ramos)
 

“Precisamos restabelecer a capacidade de investimento da FAPERJ para resgatar o histórico protagonismo do estado do Rio de Janeiro na pesquisa científica e tecnológica no País”, disse o professor e pesquisador Jerson Lima Silva, que assumiu no dia 3 de janeiro, a presidência da FAPERJ. Ele foi convidado para a função pelo secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (C,T&I), Leonardo Rodrigues, e pelo governador Wilson Witzel, empossado no comando do Executivo estadual no primeiro dia do ano. Para o novo titular da FAPERJ, os recursos investidos em C,T&I são uma garantia de retorno para o estado, seja em desenvolvimento econômico, seja no plano social. “Somos o segundo estado em produção do conhecimento no País, atrás apenas de São Paulo. O estado do Rio de Janeiro continua tendo papel determinante para o sucesso de pesquisas de ponta realizadas no País. Dois exemplos disso são os avanços tecnológicos alcançados na extração do pré-sal e as pesquisas relacionadas às doenças transmitidas pelo Aedes aegypti, Zika, Chikungunya e Dengue”, destacou.

Professor titular do Instituto de Bioquímica Médica Leopoldo De Meis, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) desde 1997, Lima Silva é o vigésimo a ocupar o cargo de presidente da FAPERJ. Coordenador do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Biologia Estrutural e Bioimagem (Inbeb), o professor também coordena o Centro Nacional de Ressonância Magnética Nuclear Jiri Jonas. Pesquisador reconhecido, Lima Silva é membro efetivo da Academia Brasileira de Ciências desde 1999, membro da Academia Mundial de Ciências (TWAS) para o Avanço da Ciência em Países em Desenvolvimento, e, em 2011, tornou-se um dos membros titulares mais jovens da centenária Academia Nacional de Medicina (ANM), na Seção de Ciências Aplicadas à Medicina.

Pesquisador 1A do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), o pioneirismo de seu trabalho em Biologia Estrutural lhe valeu inúmeros prêmios e distinções incluindo a concessão da Ordem Nacional do Mérito Científico pela Presidência da República do Brasil, na classe de Comendador (2002) e na classe de Grã-Cruz (2009). Tais pesquisas levaram a avanços no entendimento do enovelamento das proteínas, da formação de complexos multimoleculares, tais como vírus, e da formação de agregados proteicos e proteínas com a conformação alterada. Estes últimos são responsáveis pela fisiopatologia de inúmeras doenças humanas, tais como câncer, doença de Parkinson e doenças causadas por Príons.

De acordo com Lima Silva, que foi diretor Científico da FAPERJ de 2003 até meados de 2018, é necessário recuperar, paulatinamente, os meios que garantam a retomada de pesquisas importantes que foram prejudicadas com a grave crise econômica e fiscal que atingiu o estado do Rio de Janeiro desde 2015. “Nossa prioridade será utilizar o fomento para estimular um aumento da qualidade e quantidade da produção do conhecimento, investir na formação de recursos humanos e fazer chegar as inovações nas empresas”, disse.

Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes