O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > Comunicação > Arquivo de Notícias > Cooperação científica é tema de conferência no Rio
Publicado em: 18/01/2007

Cooperação científica é tema de conferência no Rio

Segundo Jacob Palis, o evento inaugura nova fase de cooperação científica na regiãoA Academia Brasileira de Ciências (ABC) inaugura na próxima quarta-feira, dia 24 de janeiro, o que deve ser – nas palavras de seu vice-presidente, Jacob Palis – “um ciclo inovador de reuniões periódicas”, voltado para a promoção da cooperação científica nacional e internacional. Durante dois dias, cerca de 60 acadêmicos, de 40 instituições de pesquisa de países do continente estarão reunidos na Conferência Ciência Brasileira e Cooperação Científica Brasil/América Latina e Caribe. O ministro de Ciência e Tecnologia, Sérgio Rezende, apresentará a perspectiva de seu ministério para a C&T no Brasil. O evento conta com o apoio da FAPERJ.

Os presidentes do CNPq, Erney Camargo, e da Capes/MEC, Jorge Guimarães, bem como o presidente da Finep, Odilon Marcuzzo do Canto, já confirmaram presença no evento. O diretor científico da FAPERJ, Jerson Lima, é um dos pesquisadores convidados a fazer uma breve apresentação na mesa que traçará um panorama das Ciências Biomédicas no Brasil. O presidente da ABC, Eduardo Krieger, abrirá a sessão do segundo dia de trabalho com a apresentação de "Ciência no Brasil: Visão Geral".

Para Palis, a presença dos pesquisadores estrangeiros no Rio trará a oportunidade de discussão sobre novos mecanismos de intercâmbio entre os cientistas da região. “Teremos a presença de cientistas da Argentina, Chile, Peru, Venezuela, Cuba e México, que apresentarão uma visão global da pesquisa científica em seus países e de como a cooperação com outros países da região, especialmente, com o Brasil, pode expandir-se”, avalia.

Eleito em setembro para o cargo de presidente da Academia de Ciências do Mundo em Desenvolvimento (TWAS), Palis, que é professor titular do Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa), explica que muitos dos cientistas que estarão na conferência  integram a TWAS, que tem na academia brasileira sua sede regional. “Nossa academia abriga hoje igualmente o escritório da Rede de Academias de Ciências das Américas (Ianas) e do International Council for Science”, diz o matemático – um dos 300 cientistas contemplados na última edição do programa Cientista do Nosso Estado.

A atuação dos órgãos de fomento nos diferentes níveis da administração pública é elogiada pelo acadêmico. Ele destaca o trabalho em parceria do Ministério da Ciência e Tecnologia com o Ministério das Relações Exteriores para promover a presença do Brasil no cenário científico internacional. Sobre o apoio das agências de fomento ao desenvolvimento científico e tecnológico, Palis acredita que o país avançou e que estão no caminho certo: “É inestimável o apoio da FAPERJ para a conferência na cidade do Rio de Janeiro, e, mais globalmente, o papel fundamental que ela tem tido na promoção da C&T no estado”, diz. “A presença da Fundação garante que o estado continue a ser um dos maiores pólos de nosso país na área da pesquisa, área que considero crítica para o avanço socioeconômico de nosso país”, conclui.

Confira o programa da Conferência de Cooperação Científica Brasil, América Latina e Caribe
Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes