O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > Comunicação > Arquivo de Notícias > Diretoria da FAPERJ divulga balanço final de gestão
Publicado em: 29/12/2006

Diretoria da FAPERJ divulga balanço final de gestão

A diretoria da FAPERJ, por meio de seu diretor-presidente, divulga, na edição deste último boletim de 2006, um balanço das principais atividades realizadas pela Fundação ao longo do ano que se encerra. Ao fechar o exercício fiscal com um desembolso total de R$ 176,4 milhões, a direção da agência de fomento à ciência e tecnologia no estado faz uma avaliação positiva do desempenho da instituição no ano de 2006. “Nos últimos doze meses, a direção da FAPERJ trabalhou com empenho para garantir a consolidação de uma política de ciência e tecnologia em nosso estado”, relatou Pedricto Rocha Filho. “O ano que se encerra foi um marco na afirmação da FAPERJ como agência de fomento reconhecida junto à comunidade científica”.

O titular da Fundação, que deixa oficialmente o cargo no final deste mês de dezembro, lembrou que houve um expressivo aumento dos recursos destinados a fomentar a pesquisa no estado. “Se observarmos a evolução do orçamento da FAPERJ ao longo da última década, veremos que o governo do estado soube compreender a importância de garantir
um fluxo regular de investimentos em C&T em países de economia emergente como o nosso”, disse. “Só assim teremos condições de disputar espaços em um mercado global cada vez mais competitivo, e, de outra forma, garantir o desenvolvimento social e econômico dentro de nossas fronteiras”, afirmou.

O contraste entre os números presentes no balanço dos gastos em ciência e tecnologia pelo governo do estado nos últimos anos evidencia a importância atribuída pelo governo do estado ao setor. Enquanto em 1998 o orçamento da FAPERJ não passava de R$ 11,3 milhões, em 2006 a agência termina o ano com um desembolso que supera a casa dos R$ 162 milhões em recursos apenas do tesouro estadual. Para Rocha Filho, outra marca importante de sua gestão à frente da FAPERJ foi o fortalecimento institucional, com a consolidação do Boletim eletrônico semanal da Fundação, que abriu novos horizontes para a Divulgação Científica no estado.

A consolidação de parcerias com agências federais – segundo avaliação da direção do órgão – também merece destaque. Só no ano de 2006, por meio do lançamento de novos editais, a Fundação atraiu para o Estado do Rio cerca de R$ 13,8 milhões em recursos repassados pela União através de agências como o CNPq (MCT) e Capes (MEC). A integração com a área cultural teve seu ápice na ópera O Cientista – uma composição do maestro Sílvio Barbato baseada na vida do sanitarista Oswaldo Cruz – que lotou o Theatro Municipal em récitas no mês de dezembro.

O lançamento de novos editais e o apoio a linhas de fomento já tradicionais no calendário da FAPERJ absorveu cerca de R$ 57,4 milhões do orçamento. Em sua sexta edição, o edital Cientista do Nosso Estado, por exemplo, selecionou 300 das 817 propostas recebidas pela Fundação – número que estabeleceu um novo recorde nessa modalidade de fomento. O resultado, anunciado no dia 28 de novembro, contemplou 287 na modalidade Pesquisador Cientista e 13 na de Pesquisador Inovador. O programa é destinado a apoiar, através de concorrência, os melhores projetos coordenados por pesquisadores ou tecnólogos de reconhecida liderança em suas respectivas áreas. Já no edital Primeiros Projetos, foram 211 o número de solicitações recebidas pelo órgão.

Este ano, os recursos destinados às bolsas totalizaram R$ 35,5 milhões. A Rede Rio, por sua vez, recebeu R$ 1,98 milhões em investimentos, enquanto foram destinados R$ 77,1 milhões para o apoio descentralizado a entidades estaduais. As despesas de custeio da Fundação ficarão em R$ 4,8 milhões. Para o presidente da FAPERJ, outro ponto importante foi o avanço no processo de informatização da Fundação a partir da implementação do sistema inFAPERJ, que já vem permitindo o cadastramento e acompanhamento de processos on line.

Com a redução de um passivo de cerca de R$ 40 milhões, em 2003, para R$ 5 milhões no final de 2006, a nova diretoria da FAPERJ, que começa a trabalhar a partir de 1 de janeiro, não deverá enfrentar dificuldades para garantir a manutenção dos programas e iniciativas atualmente em andamento.

Clique aqui para ver o resumo das principais atividades da FAPERJ em 2006
Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes