O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > Adamantinasuchus Navae
Publicado em: 28/05/2007

Adamantinasuchus Navae

Ismar de Souza Carvalho / Pedro Henrique Nobre
Apoio: Instituto Virtual de Paleontologia, CNPq, UFRJ, Museu de Paleontologia de Marília e Prefeitura de Marília / FAPERJ
Ano de lançamento: 2006

Com apenas 50 cm de comprimento, – cerca de 10 kg –  um dos menores crocodilos de que se tem notícia era mínimo se comparado aos dinossauros e outros animais com quem conviveu há 90 milhões de anos. O Adamantinasuchus navae, teve seus fósseis encontrados em rochas na região de Marília, no Estado de São Paulo e gerou importantes estudos comandados por  Ismar de Souza Carvalho e por Pedro Henrique Nobre, ambos do Departamento de Geologia da UFRJ. O trabalho apoiado pelo Programa Cientistas do Nosso Estado da FAPERJ, foi publicado na revista científica Gondwana Research. A nova espécie de crocodilomorfo tinha características únicas que podem ajudar a revelar novos aspectos da evolução desses animais e a compreender os fenômenos de extinção que ocorreram no período Cretáceo.

Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes