Como era o acesso dos setores populares à cultura escrita, à educação e à leitura durante o período imperial no Brasil? Na coletânea Cartografias da cidade (in)visível, artigos de diversos pesquisadores mostram que apesar de excludente, o sistema em vigor à época oferecia formas de transmissão e de acesso à cultura letrada. Mais >>

Nas savanas de clima seco e árido do Nordeste brasileiro, preguiças-gigantes, mastodontes e tatus-gigantes eram parte da fauna local. Estudando os sítios paleontológicos da região, pesquisadores desvendam como era a vida, a flora e a fauna daquela área ao longo dos últimos 125 milhões de anos. Mais >>