O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > Ciência e Preconceito:
Publicado em: 06/11/2006

Ciência e Preconceito:

Ciência e Preconceito:
Uma História Social da Epilepsia no Pensamento Médico Brasileiro. 1859-1906
Margarida de Souza Neves
Ano de lançamento: 2006

Grande mal, mal caduco ou mal de Gotta, a epilepsia foi, no Brasil do século XIX, uma doença cercada pelo silêncio e pela vergonha. Famílias que tivessem um de seus membros acometidos procuravam esconder o problema. Mesmo os médicos mostravam que não estavam isentos ao pensamento da época. Ligando as origens da doença às emoções fortes, ao temperamento e a todo tipo de excessos, fossem sexuais ou de bebida, havia até mesmo aqueles que associavam epilepsia ao crime.

Crenças nada científicas que cruzavam os umbrais das faculdades de Medicina, deixando evidente a visão preconceituosa e o estigma que à época pairavam sobre a doença. Em Ciência e Preconceito. Uma história social da epilepsia no pensamento médico brasileiro. 1859 - 1906, a professora Margarida de Souza Neves, do Departamento de História da PUC-Rio e pesquisadora do CNPq, procurou traçar um panorama histórico da doença. Percorrendo estudos sobre a história social da cultura em geral e sobre a história social da saúde em particular, ela analisa o pensamento médico brasileiro sobre a epilepsia durante o século XIX. Diferente de outras doenças, como a varíola, a febre amarela e a loucura, a epilepsia jamais havia sido alvo do trabalho de historiadores.

O CD, portanto, reúne todo o material produzido pela equipe envolvida no projeto, desde os textos publicados pelos pesquisadores aos textos ficcionais e iconografia associados à doença. Traz também registros de interesse etnográfico sobre as formas de tratamento nas tradições populares e um acervo de informações que podem ajudar o trabalho de outros pesquisadores, além de uma listagem de links de interesse. Trata-se do mesmo material que compõe o site www.historiaecultura.pro.br/cienciaepreconceito , com os resultados da pesquisa.

Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes