O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > Comunicação > Arquivo de Notícias > Células-tronco embrionárias: esperança polêmica em debate
Publicado em: 27/10/2005

Células-tronco embrionárias: esperança polêmica em debate

Uma das grandes polêmicas no campo da bioética, o estudo de células-tronco embrionárias será debatido por especialistas brasileiros e estrangeiros no Primeiro Encontro Brasileiro sobre Células-Tronco Embrionárias Humanas, dia 4 de novembro, na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Com apoio da FAPERJ, o encontro é uma oportunidade para discussão de aspectos científicos, legais e éticos acerca do assunto.

 

A complexidade dos problemas relacionados à pesquisa em células-tronco embrionárias e sua eventual utilização clínica exige um esforço coordenado dos cientistas e a cooperação de grupos de pesquisa de diferentes áreas. O diretor-científico da FAPERJ, Jerson Lima Silva, é um dos participantes da abertura do encontro. Para ele, o tema desperta especial interesse na comunidade científica fluminense. “O Rio de Janeiro é liderança nacional em pesquisas com células-tronco. A FAPERJ já apóia inúmeras pesquisas em células-tronco adultas em diversos editais”, lembrou.

 

A expectativa dos cientistas é grande em relação ao desenvolvimento de terapias empregando células-tronco embrionárias, que teriam potencial superior ao das células-tronco derivadas de adultos, para diferenciação controlada nos variados tipos celulares que compõem o organismo. O coordenador do Instituto Virtual de Doenças Neurodegenerativas (IVDN) da FAPERJ,  Rafael Linden, considera este aspecto fundamental no caso de doenças neurodegenerativas. “As características funcionais das células nervosas e dos circuitos de interconexões no sistema nervoso são particularmente complexas”, disse.

 

No encontro, Linden será mediador da mesa-redonda Células-tronco embrionárias humanas no Brasil e fará a apresentação do debate O potencial biotecnológico das células-tronco embrionárias humanas. Ele explicou que o tratamento do tecido nervoso lesado depende da capacidade de as células-tronco cumprirem um extenso e complexo processo de diferenciação e associação para reconstituir as populações neuronais, com sua diversidade estrutural e funcional e suas conexões corretas.

 

Também complexa é a reconstrução das populações celulares da glia, que são elementos reguladores e de suporte da atividade celular no sistema nervoso. “Espero que iniciativas como esse encontro estimulem a cooperação de cientistas e criem condições para o país avançar na área de Terapias Celulares com o emprego das células-tronco embrionárias”, opinou Linden.

 

Além da FAPERJ e do IVDN, apóiam o encontro: Projeto FAPERJ de Laboratório Internacional Permanente-LIP,  Instituto de Ciências Biomédicas-ICB, Cátedra Unesco-UFRJ de Biologia do Desenvolvimento, Programa de Pós-Graduação em Ciências Morfológicas-PCM e a  Sociedade Brasileira de Neurociências e Comportamento.

 

Entre os participantes estão os pesquisadores da UFRJ Stevens Rehen, Adalberto Vieyra Antonio Carlos Campos de Carvalho, José Garcia de Abreu, Rosalia Mendez-Otero e Roberto Lent. Também participarão do encontro o secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, Wanderley de Souza, e o pesquisador Alysson Muotri, do Instituto Salk, dos Estados Unidos, entre outros.

 

O encontro começa às 9h30 no Anfiteatro Nobre do Programa de Pós-Graduação em Ciências Morfológicas, no Fundão. A programação será encerrada com a inauguração da Unidade Experimental de Células-Tronco Embrionárias Humanas, do Departamento de Anatomia - ICB/UFRJ.

 

Programação:

 

9h30 - Abertura

Aloísio Teixeira - Magnífico Reitor da UFRJ

João Ferreira - Decano do CCS da UFRJ

Adalberto Vieyra - Diretor do ICB da UFRJ

Wanderley de Souza - Secretário C&T RJ

Jérson Lima Silva - Diretor Científico da FAPERJ

José Garcia Abreu Jr. - Chefe Departamento de

Anatomia UFRJ

Vivaldo Moura-Neto - Cátedra UNESCO-UFRJ

 

10h30 - O potencial biotecnológico das células-tronco embrionárias humanas

Stevens Rehen (UFRJ)

Apresentação: Rafael Linden (UFRJ)

 

11h - Células-tronco no Brasil: considerações e perspectivas

Antonio Carlos Campos de Carvalho (UFRJ)

Apresentação: Roberto Lent (UFRJ)

 

12h - Almoço

 

13h30 -  Mesa-redonda: Células-tronco embrionárias humanas no Brasil

Lygia V. Pereira (USP)

Lidia Andreu Guillo (UFG)

Rosalia Mendez-Otero (UFRJ)

Luiz Eugenio Mello (UNIFESP)

Carlos Alexandre Netto (UFRGS)

Mediador: Rafael Linden (UFRJ)

 

16h -Conferência Vesalius

Células-tronco embrionárias humanas como modelo de estudo da diversificação neuronal

Alysson Muotri (Salk Institute, California)

Apresentação: Roberto Lent (UFRJ)

 

17h – Inauguração da Unidade Experimental de Células-Tronco Embrionárias Humanas do Departamento de Anatomia-ICB-UFRJ

 

Confraternização

Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes