O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > Comunicação > Arquivo de Notícias > Governadora abre a 12ª Bienal Internacional do Livro no Riocentro
Publicado em: 12/05/2005

Governadora abre a 12ª Bienal Internacional do Livro no Riocentro

 

Aberta oficialmente pela governadora Rosinha Garotinho nesta quinta-feira, 12 de maio, no Riocentro, a Bienal Internacional do Livro promete atrair um público recorde nesta sua 12 edição. Os organizadores esperam registrar a passagem de cerca de 600 mil pessoas até o dia 22, data de encerramento. O diretor-presidente da FAPERJ, Pedricto Rocha Filho, compareceu à cerimônia de inauguração, realizada no auditório Fernando Sabino, no Pavilhão Azul do complexo. A FAPERJ participa do evento com um estande no espaço reservado à Associação Brasileira das Editoras Universitárias (Abeu), no Pavilhão Vermelho.
 
“A Bienal já é parte da agenda de eventos da cidade e só perde em público para o réveillon e o carnaval”, lembrou a governadora em seu discurso. Ela destacou a importância de atrair os jovens para a literatura. “A leitura é a janela para o mundo e nosso maior desafio é a formação de novos leitores”, disse. Nos próximos dez dias, estão previstas mais de cem sessões literárias reunindo 240 escritores brasileiros e 30 estrangeiros. Cerca de 900 editoras estão representadas nos quatro pavilhões do Riocentro.

Como nas duas últimas edições do evento, a FAPERJ, participa da Bienal com uma exposição de livros, manuais, coletâneas científicas, mapas, catálogos e CDs. A Fundação dispõe de um programa de apoio à edição de livros chamado de Auxílio à Editoração (APQ3). “Esse programa surgiu como instrumento de apoio à edição de livros, manuais, números temáticos de revistas e coletâneas científicas, que nem sempre atendem aos critérios comerciais das editoras”, explica Rocha Filho.

O programa viabiliza também a produção de CDs, DVDs, sites/portais, catálogos e similares que divulguem e documentem resultados de pesquisas, debates acadêmicos, repositórios e fontes. “Esta linha de auxílio tem garantido, desde a sua criação, a publicação de um expressivo número de títulos. Os livros são publicados em parceria com editoras, que os remetem às livrarias. Um pequeno número é enviado à FAPERJ para doação a instituições da área acadêmica e científica e a bibliotecas públicas”, conclui o diretor-presidente da Fundação. 

Paralelamente à exposição do material, a FAPERJ elaborou um programa de debates que serão realizados no Café Universitário – um espaço especialmente preparado pela Abeu para receber palestrantes e convidados (veja programação abaixo). O estande da associação, de 800m2, reúne 62 editoras universitárias.

Governadora destaca programa de apoio à leitura

Em seu discurso, Rosinha Garotinho destacou a presença do governo do estado na Bienal através do estande da FAPERJ, instituição vinculada à Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação. Ao enfatizar que hoje vivemos na sociedade da informação, ela disse que o livro continua sendo um importante instrumento para o alcance da cidadania e lembrou algumas iniciativas do governo estadual para ampliar o acesso da população às diversas manifestações literárias. “A partir do mês de junho, vamos distribuir 1,5 milhão de livros de poetas brasileiros e autores de renome estrangeiros a alunos da 3 a 8 série nas escolas públicas do estado. Isso representa um investimento de R$ 4,5 milhões”, disse. Os livros incluem obras de autores consagrados, como Machado de Assis, Olavo Bilac, Monteiro Lobato e Castro Alves.

 

O secretário estadual de Educação, Arnaldo Niskier, falando de improviso, elogiou a disposição de Rosinha Garotinho em apoiar a cultura e a literatura no estado, apesar das dificuldades de caixa do governo. “A governadora tem sido generosa com nosso projeto de incentivo ao livro no estado, o único da federação que em breve contará com uma biblioteca em todos os seus 92 municípios”, disse.

O jornalista Pedro Bial foi o mestre de cerimônias da solenidade de inauguração do evento, que este ano presta homenagem à França. Na mesa principal, além da governadora, estavam Paulo Rocco, organizador do evento, editor e presidente do Sindicato Nacional dos Editores de Livro; Jean de Gliniasty, embaixador da França no Brasil; José Henrique Paim Fernandes, presidente do Fundo Nacional do Desenvolvimento para Educação (FNDE), representando o Ministro da Educação; Arnaldo Niskier, secretário estadual de Educação; Ivan Junqueira, presidente da Academia Brasileira de Letras (ABL); e Ricardo Macieiras, secretário municipal das culturas, representando o prefeito César Maia.


Programação de palestrantes ligados à FAPERJ

 

15/5 18h às 19:50 Maria Antonieta Rodrigues
Tema: Revitalização do Parque Paleontológico de São José em Itaboraí

17/05 16h às 17:50 Ismar Carvalho
Tema: Fósseis

18/5 18h às 19:50 Mônica Savedra
Tema: Política de Lingüística no Brasil e no Mercosul

19/5 20h às 20:50 Chris Rodrigues
Tema: Cinema e Produção

20/06 14h às 15h Francisco Caruso
Tema: Difusão Científica

21/5 14h às 15:30 Deise Quintiliano
Quem tem medo de Jean-Paul Sartre?

Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes