O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > Comunicação > Arquivo de Notícias > Notas – Semana de 21 a 27 de novembro de 2019
Publicado em: 22/11/2019

Notas – Semana de 21 a 27 de novembro de 2019

Próximo ‘Diálogos da Inovação’ vai discutir as inovações no agronegócio
Dando prosseguimento à série Diálogos da Inovação, especialistas vão debater na próxima quarta-feira, 27 de novembro, a partir das 16h, na Casa Firjan, o tema “Inovações no agronegócio: como a tecnologia pode ajudar o setor a se tornar mais sustentável, eficiente e produtivo?”. Entre os palestrantes, estão a chefe geral interina da Embrapa Solos, Petula Nascimento; o cofundador e diretor da São Paulo Ventures, Francisco Jardim; e a "head" de Inovação do Grupo Mantiqueira, Amanda Pinto. O mediador será o diretor de Tecnologia da FAPERJ, Maurício Guedes. Eles vão analisar o potencial de inovação da indústria brasileira, além de discutir como o agronegócio pode se tornar o vetor da inovação nas mais diversas áreas, como IOT, big data, robótica e genética, para se tornar a alavanca do desenvolvimento no País. A série Diálogos da Inovação é uma iniciativa da FAPERJ e da Casa Firjan, que fica na Rua Guilhermina Guinle, 211, em Botafogo. Evento gratuito. Mais informações: https://www.firjan.com.br//eventos/dialogos-da-inovacao-no-agronegocio.htm

Startup Rio Café Inovação e Experiência sobem a Serra e vão a Petrópolis
O programa Startup Rio – uma parceria da FAPERJ com a Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI), promove na próxima quarta-feira, dia 27 de novembro, o evento "Startup Rio Café – Inovação e Experiência", que será realizado em Petrópolis, das 10h às 18h, na sede da Cervejaria Bohemia (Rua Alfredo Pachá, 166, Centro). O objetivo é levar a experiência e a metodologia Startup Rio para todo ecossistema da Região Serrana fluminense, especialmente, as startups. Após a abertura, às 10h30, haverá um debate, às 11h, sobre o tema “Quais são as ações promotoras de Inovação e Empreendedorismo de Petrópolis?”. Às 13h, haverá Credenciamento e welcome break, com exposição das startups (Mentor app, Empati Games, Sabe +). Às 14h, será a vez do painel “Juventude Empreendedora”, com foco em estudantes do ensino médio, de graduação e empreendedores; às 15h30, será realizado o World Café; e, às 16h, o painel Oportunidade para Inovar em Petrópolis vai discutir “Qual o papel do poder público no empreendedorismo e inovação?”. Mais informações: https://www.sympla.com.br/startup-rio-cafe--inovacao-e-experiencia-sobem-a-serra-de-petropolis__723228?fbclid=IwAR3hJ95L-AlQUACcxDZLzJ8HfuJSZnsaN8mIT5kzQFjSYZqdXZR6_xW45Cw 

Serrapilheira seleciona 24 pesquisadores para receber R$ 100 mil
O Instituto Serrapilheira abriu na segunda-feira, 18 de novembro, as inscrições para a 3ª Chamada Pública de Apoio à Pesquisa Científica. O objetivo é selecionar até 24 jovens pesquisadores com perguntas fundamentais ambiciosas nas áreas de Ciências Naturais, Ciência da Computação e Matemática. Os contemplados receberão apoios financeiros de até R$ 100 mil, cada. O prazo para o envio das propostas termina no dia 18 de dezembro de 2019, às 15h (horário de Brasília). Como nas chamadas anteriores, o Serrapilheira procura pesquisadores criativos com perguntas que busquem, sobretudo, compreender questões fundamentais da ciência, mesmo que os projetos envolvam estratégias de risco. Por acreditar que a diversidade é essencial para a ciência de qualidade, promovendo a pluralidade de ideias, o instituto encoraja a candidatura de mulheres, pesquisadores negros e de outros grupos sub-representados. Os requisitos são que o candidato tenha vínculo permanente com alguma instituição de pesquisa no Brasil e tenha concluído o doutorado entre 1º de janeiro de 2012 a 31 de dezembro de 2017. Mulheres com um filho têm o prazo estendido em um ano e aquelas com dois ou mais filhos têm direito a dois anos a mais. Os cientistas contemplados com R$ 100 mil serão reavaliados após um ano. Até três deles serão selecionados para receber novo apoio de até R$ 1 milhão, para investir em suas pesquisas por três anos. “Apoiamos projetos em longo prazo porque a ciência de qualidade precisa de tempo para ser desenvolvida”, afirmou o diretor-presidente do Serrapilheira, Hugo Aguilaniu. “A pesquisa básica é rodeada de incertezas, mas tem o potencial de mudar o mundo”, completou. O Serrapilheira vai além de uma ser apenas fonte de financiamento. “Queremos colocar os jovens cientistas em rede, de modo que matemáticos possam encontrar biólogos ou físicos, por exemplo, e muitas colaborações interessantes surjam dali”, destaca a diretora de Pesquisa Científica, Cristina Caldas. “Oferecemos treinamentos, encontros anuais, estimulamos ações de divulgação científica, ciência aberta e diversidade. Procuramos ser, sobretudo, um parceiro ativo na construção de um ambiente favorável à pesquisa de excelência”. Parte do processo seletivo pede que o candidato responda a questões que o farão refletir sobre qual é a sua grande pergunta fundamental e como está inserida em um contexto mais amplo. “Estamos fazendo um convite para que os jovens cientistas mergulhem nas incertezas e os desconhecidos de suas áreas”, completa Caldas. Confira o edital completo aqui. Criado em 2017, o Serrapilheira é o primeiro instituto privado de fomento à ciência no Brasil. Com suas duas Chamadas Públicas de Apoio à Pesquisa, já apoiou 95 pesquisadores e um projeto de metaciência, a Iniciativa Brasileira de Reprodutibilidade. Mais informações: https://serrapilheira.org

Professor do Instituto de Letras da Uerj recebe prêmio na ABL
O professor titular do Instituto de Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) e escritor Roberto Acízelo de Souza recebeu da Academia Brasileira de Letras (ABL) o Prêmio Senador José Ermírio de Moraes de 2019. A solenidade ocorreu na terça-feira, 19 de novembro, às 17h, no Salão Nobre do Petit Trianon, na sede da ABL, Centro do Rio. Autor do livro E a literatura brasileira, hoje? Estudos de crítica, história e teoria literárias, Acízelo foi presidente da FAPERJ durante o ano de 1998. O prêmio resulta de parceria entre a Academia e o Instituto Votorantim. É conferido anualmente à obra que se destaque no seu gênero. Neste ano, o livro premiado se situa no gênero ensaio da área de humanidades. De acordo com seu regulamento, cabe à ABL a indicação do vencedor, o que é feito em sessão ordinária dos acadêmicos. “Da minha parte, além de surpreso – pelo regulamento, não há inscrições para o prêmio, sendo a obra livremente escolhida pelos integrantes da Academia –, fiquei, naturalmente, muito honrado com a premiação”, disse o autor. A obra premiada reúne alguns ensaios e entrevistas que abordam questões literárias e sócio-político-culturais da atualidade, como o lugar da literatura e das humanidades na era da diversidade. Trata também de problemas históricos, como as concepções de romances anteriores à consolidação do formato moderno do gênero. Roberto Acízelo de Souza nasceu na cidade do Rio de Janeiro, em 1949. Graduou-se em Letras pela Uerj, obteve o grau de doutor na mesma área pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e fez estudos de pós-doutorado na Universidade de São Paulo (USP). Foi professor de Teoria da Literatura da Universidade Federal Fluminense (UFF) de 1976 a 2002, e, desde 1986, é professor titular de Literatura Brasileira do Instituto de Letras da Uerj. Entre os livros mais recentes do autor, estão: Do mito das musas à razão das letras (2014), Variações sobre o mesmo tema (2015), Um pouco de método (2016), Na aurora da literatura brasileira (2017), Historiografia da literatura brasileira: introdução (2018), Teoria da literatura: trajetória, fundamentos, problemas (2018). A obra E a literatura, hoje? Estudos de crítica, história e teoria literárias também foi publicada em 2018. A ABL está localizada na Avenida Presidente Wilson – 203, Castelo, no Centro do Rio.

INCT em Entomologia Molecular lança vídeo no Youtube sobre mosquitos transgênicos
O Instituto Nacional em Entomologia Molecular (INCT-EM) acaba de lançar seu canal no Youtube com o vídeo de uma roda de conversa virtual, que reuniu três pesquisadores especialistas em entomologia molecular para falar sobre os benefícios e riscos do uso de mosquitos transgênicos no combate a doenças como a dengue, chikungunya e zika vírus. O vídeo pode ser acessado no site: https://www.youtube.com/watch?v=d6rRDM0WMfQ. Participam do programa os pesquisadores Helena Araújo, professora e pesquisadora do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Denise Valle, do Laboratório de Biologia Molecular de Flavivírus da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), e Pedro Lagerblad, coordenador do INCT em Entomologia Molecular, professor do Instituto de Bioquímica Médica da Universidade Federal do Rio de Janeiro – os três integrantes do INCT em Entomologia Molecular, que reúne dezenas de grupos de pesquisa que estudam Biologia básica de insetos em todo o Brasil. O objetivo do vídeo é promover uma aproximação entre cientistas, alunos da graduação e pessoas interessadas no tema da pesquisa científica sobre mosquitos. Outro objetivo é divulgar a produção científica e contribuir com produção audiovisual de qualidade sobre mosquitos transgênicos, um tema muito buscado no Youtube, e com larga oferta de vídeos que disseminam informações falsas e teorias da conspiração. Durante a roda de conversa, os pesquisadores abordam um pouco do que vem sendo pesquisado sobre mosquitos transgênicos nas universidades brasileiras e os riscos e benefícios dessa técnica como forma de controle do mosquito e de combate a doenças como dengue, chikungunya e zika. Os participantes também comentam o debate recente, na academia, a respeito do polêmico artigo publicado pelo pesquisador Jeffrey Powell na revista Scientific Reports, da Nature, que foi repudiado por pesquisadoras e pesquisadores brasileiros que co-assinam o trabalho. O INCT-EM tem como missão promover a pesquisa científica de alta qualidade, a educação e a difusão do conhecimento dentro do contexto da entomologia contemporânea. É integrado por grupos de pesquisa das principais universidades e institutos de pesquisa, de diversos estados do País. Mais informações: http://www.inctem.bioqmed.ufrj.br/

DAAD Rio realizará evento informativo sobre doutorado na Alemanha
O Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico no Rio de Janeiro (DAAD Rio) vai organizar, no dia 3 de dezembro, um evento informativo sobre doutorado na Alemanha. Serão apresentados os programas de bolsa do DAAD e, em particular, oportunidades na Freie Universität Berlin e na Technische Universität München, que são universidades representadas pelo escritório do DAAD no Brasil. Mais informações: http://bit.ly/PhDRJ19

Uerj firma acordo de cooperação com a Universidade Politécnica de São Petersburgo
Na última segunda-feira, dia 18 de novembro de 2019, às 10h, a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) recebeu a visita da delegação da Peter The Great St-Petersburg Polytechnic University (POLYTECH) – Russia, para celebrar o convênio de cooperação técnica-científica entre as duas universidades. Algumas áreas terão destaque nessa nova parceria: Tecnologia da informação, Matemática aplicada, Engenharia Mecânica, Biotecnologia, Biocomputação, Letras, História e Filosofia. A delegação da POLYTECH foi formada pelo reitor Andrei Rudskoi; o vice-reitor Dmitry Arseniev; o secretário Vladislav Zhivulin e a coordenadora do Departamento de Cooperação Internacional, Lana Kalikin. Estiveram presentes também o cônsul-geral da Rússia no Rio de Janeiro, Vladimir Tokmakov, e o adido consular Artem Fomin. Pela Uerj estavam presentes o reitor, Ruy Garcia Marques; a sub-reitora de Graduação Tania Maria de Carvalho Netto; o sub-reitor de Pós-graduação e Pesquisa, Egberto Gaspar de Moura; a sub-reitora de Extensão e Cultura, Elaine Ferreira Torres; a diretora da Cooperação Internacional da Uerj, Cristina Russi; e os professores Marcia Amorim, Elaine Borin e Oscar Barbosa, assessores da Diretoria de Cooperação Internacional. Mais informações: https://www.uerj.br

Mast promove o V Seminário de Preservação de Patrimônio Arqueológico
Para incentivar a discussão relacionada à preservação do patrimônio arqueológico, o Museu de Astronomia e Ciências Afins (Mast) vai realizar, de 25 a 29 de novembro, o V Seminário de Preservação de Patrimônio Arqueológico.  A iniciativa é direcionada a todos os públicos, em especial universitários das áreas afins, professores, arqueólogos e museólogos. Para isso, conta com conferências, debates, workshops, minicursos e sessões de apresentação de trabalhos e pôsteres que enfatizam os desafios relacionados à promoção desse tipo de patrimônio cultural. O seminário acontecerá no Auditório do Prédio Ronaldo Mourão do Mast. Mais informações: http://www.mast.br/sppa/programacao.html

International Aids Society promove Webinar
A International Aids Society (IAS) promove o Webinar "Mensagens-chave da 10ª Conferência sobre Ciência e HIV (IAS 2019)", no próximo dia 28 de novembro, a partir das 11h30. O evento contará com a participação de Beatriz Grinsztejn, chefe do Laboratório de Pesquisa Clínica em DST e Aids, do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas da Fundação Oswaldo Cruz (INI/Fiocruz), integrante do Conselho de Administração da IAS para a América Latina e Caribe, e de Fernanda Côrtes, pesquisadora do Laboratório de AIDS e Imunologia Molecular, do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz). Fundada em 1988, a IAS é a maior associação mundial da área e reúne pesquisadores, gestores e representantes de movimentos sociais de 180 países que trabalham em todas as frentes na busca da redução global do impacto do HIV. Para fazer a sua inscrição acesse o site do evento. Mais informações: www.ini.fiocruz.br

Primeira Árvore Solar brasileira vence prêmio de inovação JEC Awards Innovation, na Ásia
Na era da tecnologia e da inovação, as criações que se destacam são aquelas que consideram um conjunto de aspectos, entre eles, a diminuição dos impactos ambientais. Com essa perspectiva, a Árvore Solar Sustentável, desenvolvida no Rio de Janeiro pela startup Fly to the Sun, foi selecionada como um dos 450 melhores projetos colaborativos sustentáveis no mundo pelo prêmio asiático de inovação JEC Awards Innovation 2019. Capaz de gerar iluminação para espaços urbanos, a árvore chamada “Smart Station” também provê energia para recarregar celulares, patinetes, bicicletas, além de rotear Wifi e está apta para interagir com o público por meio de um aplicativo. O projeto recebeu na quinta-feira, 14 de novembro, o prêmio em uma cerimônia na Coreia do Sul, na Ásia. Como primeiro produto da linha Smart, a árvore é a materialização das propostas de unir  tecnologia e a preservação do ambiente, priorizando a utilização de matéria prima retornável, como filmes fotovoltaicos orgânicos e resinas recicláveis de ultima geração. A Smart Station é fruto do trabalho em equipe de Daniel Plitz, Yago Santos, Elson Teófilo, Joana Recalde, coordenados pela designer Venétia Santos, doutora em Ergonomia e Engenharia de Produção pelo Conservatoire National des Arts et Métiers (CNAM-Paris) e pelo Instituto de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Coppe/UFRJ). Além de Smart Station, a equipe já criou bolsas, coberturas para praia, aeroportos e meeting points de shopping; e sapatos solares, recicláveis e compostáveis, todos decorrentes das pesquisas nacionais e parcerias internacionais. Venétia comanda a startup Fly to the Sun, nascida há um ano com foco em desenvolver produtos sustentáveis e adaptados para cidades inteligentes. A professora  acredita na utilização das novas tecnologias para melhor aproveitamento dos recursos naturais e enfatiza o objetivo de buscar gerar o mínimo de impactos negativos no meio ambiente.

Evento na Fundação Casa de Rui Barbosa marca o aniversário de 40 anos do Lacre
 
A Fundação Casa de Rui Barbosa vai realizar na próxima sexta-feira, dia 29 de novembro, das 14h às 18h, um evento em homenagem aos 40 anos de criação do seu Laboratório de Conservação e Restauração de Documentos Gráficos (Lacre), voltado à pesquisa, capacitação e preservação dos acervos da Casa. Para comemorar a data, será realizado um debate com pessoas que contribuíram para a criação da memória do espaço, como ex-servidores, professores, alunos, estagiários, bolsistas e colaboradores, que darão depoimentos sobre suas vivências no Lacre e o impacto em suas carreiras. Mais informações: http://www.casaruibarbosa.gov.br/ 

Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes