O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > Comunicação > Arquivo de Notícias > IFRJ Niterói recebe última etapa da XIX Jornada do Programa Jovens Talentos
Publicado em: 13/12/2018 | Atualizado em: 14/12/2018

IFRJ Niterói recebe última etapa da XIX Jornada do Programa Jovens Talentos

Juliana Passos

O diretor-geral do campus Niterói do IFRJ, Eudes Pereira,
fala durante a cerimônia de abertura, ao lado de Jorge
Belizário e Monica Damouche 
(Foto: Lécio Augusto Ramos)

A terceira e última etapa da XIX Jornada Jovens Talentos, realizada anualmente pelo Centro de Ciências e Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro (Cecierj), em parceria com a FAPERJ, aconteceu nesta quarta-feira, 12 de dezembro, no campus provisório do Instituto Federal do Rio de Janeiro (IFRJ), às margens da baía de Guanabara, no Caminho Niemeyer, em Niterói. Na abertura, o coordenador do evento, Jorge Belizário, saudou os 84 inscritos para a terceira etapa da jornada e fez um agradecimento especial aos orientadores, que tornaram possível a realização do evento.

A vice-presidente de Divulgação Científica do Cecierj, Monica Dahmouche, enfatizou a importância do projeto para o amadurecimento dos estudantes. Esse aprendizado passa por questões mais básicas, como a formação de hábitos de organização e um primeiro contato com o fazer científico, até pela tomada de decisão sobre o futuro profissional. “A gente tem um carinho enorme pelo programa Jovens Talentos devido à importância dele na educação científica dos jovens e o retorno que ele traz. Os estudantes ganham maturidade, autoconhecimento, capacidade de sistematização e de realização das suas escolhas”, falou.

Ao circular pelos pôsteres, Belizário não escondeu a satisfação em ver tantos estudantes empenhados em apresentar seus projetos e a transformação pela qual passaram ao longo do período. “É uma forma de mostrar o trabalho que está sendo feito. Uma comprovação do esforço efetuado, um momento ímpar”, disse. O coordenador também lembrou o crescimento do programa. Quando ele assumiu a coordenação, em 2002, eram cerca de 200 jovens contemplados. Hoje, a FAPERJ financia mais de 800 bolsistas.

Estudante do segundo ano do Ensino Médio, Caio Monteiro conta que foi convidado a entrar no programa devido ao seu excelente desempenho escolar. Sua pesquisa está vinculada ao campus de Niterói do IFRJ e busca entender a percepção dos moradores dos bairros vizinhos à região do Sapê, localizada no bairro niteroiense de Pendotiba, e como os moradores da localidade a enxergam. Ao apresentar seu pôster, Caio destacou as propagandas dos novos empreendimentos imobiliários que valorizam a área, por ser próxima a um vasto comércio e a escolas, mas que escondem a área do Sapê, de renda mais baixa. A região também vai sediar o novo campus do IFRJ, que será transferido para lá a partir de janeiro de 2019. O estudante pode ser um dos exemplos de como a bolsa ajuda a escolher a área de atuação profissional.  “É legal entrevistar as pessoas, andar pelos lugares que nunca estive, mas eu sou mais da área de Exatas. Eu gosto mesmo é de matemática. É muito mais fácil”.

Já no trabalho “Mate_Mágica_Mente”, em que se explora diferentes jogos para o ensino de matemática, ocorreu o oposto. Cursando o técnico em Edificações, João Pedro Braga revela que quer cursar Antropologia, e como seu projeto envolve Pedagogia, o que já o encaminha para a área de Licenciatura, está bastante animado. Para seu colega na pesquisa, Carlos Oliveira, o projeto o auxiliou a pensar em novas formas de aprender Matemática, uma matéria bastante importante para quem pretende ingressar no curso de Arquitetura e Urbanismo no próximo ano.

Beatriz e Déborah: estudantes querem aproximar as escolas
de São Cristóvão do Museu Nacional (Foto: Juliana Passos)

A oportunidade de participar do projeto “O Museu Nacional e as escolas de São Cristóvão: um estudo da relação” despertou o interesse das estudantes do segundo ano do Colégio Pedro II Déborah Silva e Beatriz Milanez para a importância da visitação aos museus. “Quando apareceu a oportunidade de participar desse projeto, me dei conta de que nunca tinha visitado o museu e fiquei com muita curiosidade de saber mais. Também me animei porque gosto muito de falar”, confessou Deborah. Já Beatriz foi informada do projeto por uma amiga que sabia de sua vontade de cursar História. Com o incêndio que destruiu o prédio da instituição, o objetivo do trabalho, que era aumentar a visitação de estudantes de escolas de São Cristóvão ao Museu, precisou ser alterado. Agora, o papel das estudantes é, a partir de entrevistas, saber como aproximar a comunidade do entorno, entendendo suas expectativas em relação ao Museu Nacional e levar as coleções do Museu às escolas. “Já que agora não é possível visitar o Museu, o Museu está indo até as escolas”, contou Beatriz.

A cerimônia também contou com retornos de antigos Jovens Talentos. Milena Enderson Chagas da Silva foi premiada na edição de 2014 e agora participa como jurada da área de Biológicas junto com outros 29 avaliadores. Na época em que ingressou no programa, ela cursava o Técnico em Análises Clínicas e estava focada no mercado de trabalho. Com o ingresso no projeto, ela recebeu o convite do orientador Antônio Henrique de Moraes da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) para continuar as pesquisas como graduanda em Farmácia. “Eu achava que a vida acadêmica se limitava à sala de aula. E eu me apaixonei pela pesquisa, tanto que estou aqui há cinco anos. Participei de diversas publicações e conheci diversos lugares”, relembrou orgulhosa.

Confira abaixo os vencedores de cada área na premiação da XIX Jornada Jovens Talentos, etapa de Niterói:

Exatas

1º Explorando a matemática em jogos etninomatemáticos
Aluna: Ana Carla Alves
Orientador: Wellington de Carvalho
Instituição: Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (Cefet/RJ)

2º Mate_Mágica_Mente
Alunos: Carlos Miguel de Oliveira e João Pedro Braga
Orientador: Viviane Tatagiba
Instituição: Instituto Federal Fluminense - Campus Maricá

3º Uso de smarthphones como ferramentas no ensino de Matemática aplicada ao curso técnico de edificações
Aluno: Vinícius de Oliveira
Orientador: Everton de Moraes
Instituição: Instituto Federal Fluminense - Campus Maricá

Biológicas

1º Avaliação da pressão herbívora de populações naturais de cladócero em diferentes fitoplanctonicas isoladas na Lagoa de Jacarepaguá
Aluna: Beatriz de Souza
Orientador: Marcelo Manzi
Instituição: Universidade do Estado do Rio de Janeiro

2º Construindo o saber
Alunos: Ana Paula de Olveira e Arthur Lessa
Orientadora: Débora Anjos
Instituição: Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)

3º Caracterização da matriz extracelular dos nichos de hematopoiéticos do fígado fetal de camundongos
Aluno: Gustavo Gomes
Orientadora: Jackline da Silva
Instituição: Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz)

Humanas
1º Preservação do Patrimônio histórico da Escola Técnica Estadual Ferreira Viana: Laboratório de Conservação de Documentos do Centro de Memória.
Alunos: Gabriel Silva, Maria Santos e Melina Ferreira
Orientadora: Karina Semerano
Instituição: Escola Técnica Estadual Ferreira Viana

2º Laboratório de Leituras
Alunos: Ana Flávia Ferreira Pilar Costa, Anna Beatriz Nunes de Carvalho, Beatriz Santos de Souza, Caique de Sousa Nunes, João Victor Loureiro dos Santos, Thais Galvão Costa e Jean Michel Barbosa. 
Orientadores: Ana Lígia Matos de Almeida
Instituição: Escola Técnica Estadual Ferreira Viana

3º Bertha Lutz e a sua atuação na conferência de São Francisco em 1945: a inclusão da igualdade de gênero na carta da ONU
Alunas: Sofia Pugliese e Thailany Colodino
Orientadora: Maria das Graças Freitas Souza Filho
Instituição: Museu Nacional

Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes