O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > Comunicação > Arquivo de Notícias > Saudável Mente: com games, animação e histórias em quadrinhos, exposição informa sobre câncer
Publicado em: 23/08/2018 | Atualizado em: 27/08/2018

Saudável Mente: com games, animação e histórias em quadrinhos, exposição informa sobre câncer

Por Ascom FAPERJ* 

Estudantes observam a exposição e acessam o conteúdo dos
painéis, via QR Code de seus celulares (Fotos: Divulgação) 

Como forma de tratar a temática câncer de forma lúdica para jovens, a exposição Saudável Mente mostra, através de histórias em quadrinhos dos personagens Thiago e Mila, como é na juventude que se adquire bons hábitos de saúde, e como esses repercutirão ao longo de toda vida. A mostra também informa como hábitos negativos, como sexo sem preservativo, exposição ao sol sem protetor solar, cigarro, falta de exercícios físicos e uma alimentação inadequada, terão consequências no futuro.

Idealizada pelo Núcleo de Divulgação do Programa de Oncobiologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), em parceria com o Museu Ciência e Vida, da Fundação Centro de Ciências e Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro (Cecierj), e apoiada no edital Apoio à Difusão e Popularização da Ciência e Tecnologia no Estado do Rio de Janeiro, da FAPERJ, a exposição também contou com recursos financeiros da Fundação do Câncer para continuar com a divulgação do tema em outros espaços. Itinerante, a mostra foi montada para difundir informações especialmente para jovens ouvintes, surdos e cegos, no Museu Ciência e Vida, de Duque de Caxias. Para atrair o interesse dos jovens, o assunto é abordado através de histórias em quadrinhos, vídeos de animação e games. Cada um dos painéis conta com audiodescrição para público cego e vídeos em Libras para surdos. Para acessar esse conteúdo, o visitante pode usar um leitor QR Code com o próprio celular.

Interativa, a mostra atende a jovens surdos, cegos e ouvintes

Depois de permanecer durante um ano e meio no Museu Ciência e Vida, a exposição seguiu para o Museu da Vida, na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), onde permanecerá até novembro de 2018. Só na semana passada, ela foi vista por um grupo de 32 alunos do Instituto Nacional de Surdos que puderam acessar o conteúdo dos painéis, via QR Code de seus celulares e ainda participar de uma roda de conversa com mediadores e intérpretes. Em menos de dois meses de exibição na Fiocruz – de 12 de junho até esta semana, a mostra já foi vista por mais de 2.139 pessoas, teve mais de 24 grupos de escolas agendadas, e mais o público que foi conferir sem ter feito agendamento.

A exposição pode ser visitada de terça a sexta, de 9h às 16h30, e aos sábados, de 10h às 16h. O salão de exposições temporárias está localizado próximo ao prédio-sede do Museu da Vida, que fica no campus da Fiocruz (Avenida Brasil, nº 4.365, Manguinhos). Para mais informações sobre a visita, entre em contato com o Centro de Recepção, pelo telefone (21) 2590-6747 ou com o e-mail museudavida@fiocruz.br

* Com informações da Assessoria de Comunicação da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz)

Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes