O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > Comunicação > Arquivo de Notícias > Aplicativo Opa! promove ambiente tecnológico mais humanizado a estudantes
Publicado em: 19/07/2018 | Atualizado em: 31/08/2018

Aplicativo Opa! promove ambiente tecnológico mais humanizado a estudantes

Danielle Kiffer

         
Raphael (à esq.), Eduardo e Márcio: trio criou o aplicativo
que está conquistando o mundo. (Foto: Divulgação)

Um ambiente de ensino mais humanizado e tecnológico. Unir essas características que parecem antagônicas, a princípio, é uma das principais propostas do aplicativo Opa! (Olhando para o Aluno), que vem transformando, pouco a pouco, a relação do estudante com as instituições de ensino. No celular, tablet ou computador, a plataforma, com suas múltiplas funcionalidades, traz o aluno para o centro desse universo de aprendizado, que ultimamente vem se tornando um meio cada vez mais comercial. “Queremos que o estudante seja lembrado por sua importância no aprendizado e não somente quando não paga a mensalidade”, diz Marcio Torres, um dos criadores e desenvolvedores do aplicativo e diretor executivo da startup Opa!. Aliás, esse foi mote inicial para que tudo começasse. Torres, há alguns anos, passou por uma situação financeira delicada e não conseguiu pagar a universidade. Receoso de não finalizar o curso e avançar na vida profissional, as únicas mensagens que ele recebia constantemente da faculdade eram os avisos de atraso no pagamento. “Eu já estava passando por uma situação difícil e tudo só piorava: eu era apenas um número ali naquele universo acadêmico.” Passadas as dificuldades, Torres se uniu aos tecnólogos Raphael Carvalho e Eduardo Sobral,  para formar uma startup e colocar a ideia do aplicativo em prática. Com o programa StartUp Rio, da FAPERJ, conseguiram desenvolver e validar o produto em cerca de um ano. “Esse edital foi essencial para a existência desse aplicativo, pois ele nos apoiou e nos conectou com o mundo corporativo”, diz Torres.

O Opa!, que já tem como clientes diversas instituições de ensino, como a Universidade Estácio de Sá, pretende fazer com que o aluno se sinta importante no ambiente educacional e, em consequência, isso se reflita em seu desempenho acadêmico e escolar. “Somos a plataforma mobile que percebe o aluno, promovendo pertencimento mesmo antes do vestibular. Por meio de um algoritmo próprio, aproximamos candidatos e universidades, cuidando para que do vestibular à graduação o aluno tenha uma experiência fantástica. O Opa! promove comunicação, registro de presença e avaliações, entrega em tempo real avisos sobre cancelamento de aulas ou eventos e mostra indicadores importantes, como engajamento com conteúdo, qualidade da infraestrutura e até mesmo limpeza do campus”, conta Raphael Carvalho, um dos desenvolvedores do aplicativo.

Em uma de suas funcionalidades, o aplicativo percebe o aluno por GPS, exclusivamente no ambiente da universidade e, caso esteja ausente, a plataforma imediatamente envia uma mensagem: “Sentimos sua falta”. E não é só isso: com o aplicativo, é possível realizar chamadas na sala de aula mais rápidas e sem a utilização de papel, pois o professor conseguirá perceber, com o celular, todos os alunos que estão presentes. Uma outra característica do Opa! pode soar como um verdadeiro sonho para muitos alunos de graduação, pois ele elimina uma das grandes chatices da vida universitária: filas e muitos reais empenhados para conseguir tirar cópia daquele texto indicado pelo professor. Com o uso do aplicativo, o arquivo pode ser disponibilizado e compartilhado on-line. Sem mencionar que o Opa! envia para o aluno lembretes dos próximos testes, aviso de cancelamento de aulas e até mostra o tempo de deslocamento do aluno até a instituição de ensino.

O Opa! surgiu de um grande desafio, e hoje, a equipe decola sem fronteiras. Já criaram até um aplicativo similar para ser utilizado em creches, o Opa! Kids, e estão formando uma parceria com a prefeitura municipal do Rio de Janeiro para oferecer o serviço a estudantes de creches e do ensino fundamental de forma gratuita, possibilitando aos pais desses alunos acompanharem a rotina de seus filhos pelo celular. Além disso, a startup fechou contrato com a Associação dos Estudantes Angolanos em Portugal (Aeap) para o fornecimento da tecnologia do Opa! para mais de cinco mil estudantes em Portugal. “Nesse caso, além de toda a infraestrutura que o aplicativo promove, ele também auxiliará na ambientação desses alunos em um país diferente”, explica Torres. Atualmente, Carvalho está em Portugal para conhecer melhor o mercado de lá e ampliar os horizontes da Opa!. “Há um tempo, recebemos a visita de uma comitiva do governo português na Startup Rio e percebemos que havia grande market fit entre nossa proposta de valor e a visão de inovação deles. Depois disso, participamos de eventos e da maior feira de startups do mundo, a Web Summit, e confirmamos que Portugal seria uma excelente porta de entrada para a Europa. Participamos de alguns desafios em aceleradoras, chegando a ficar em 3º lugar em um programa da startup Braga, onde decidimos montar base e iniciar a conquista de mercado”, conta Carvalho.

O aplicativo está fazendo tanto sucesso que tem colecionado prêmios e clientes. O mais recente foi o 6º lugar na listagem Top 10 Education, da 100 Open Startups, e o contrato com um dos mais tradicionais grupos educacionais do Rio, o Degrau Cultural. “Eu, Eduardo e Raphael estudamos na Faetec [Fundação de Apoio à Escola Técnica] e nutrimos imenso carinho por essa instituição e pelo estado do Rio de Janeiro. Queremos melhorar o ambiente de ensino da nossa cidade e devolver, com o nosso trabalho, todos os benefícios que recebemos para chegar até onde chegamos”, finaliza Torres. Mais informações: http://www.opaeducacao.com.br/home

Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes