O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > Comunicação > Arquivo de Notícias > Cinema e biologia: projeto aguça a vontade de aprender dos alunos
Publicado em: 17/05/2018

Cinema e biologia: projeto aguça a vontade de aprender dos alunos

Danielle Kiffer

   
Felipe Xavier (à esq.), diretor de fotografia, Ubiracy Pataxó, o
entrevistado, e Luiz Andrade, durante gravação na Bahia: imaginação e
 
recursos cinematográficos para expandir aprendizado (Foto: Divulgação)

A curiosidade é a força motriz para o saber. E, justamente para incentivar o aprendizado de jovens estudantes, o biólogo, pesquisador e professor do Instituto de Biologia da Universidade Federal Fluminense (UFF) Luiz Antonio Botelho de Andrade desenvolveu projeto que disponibiliza on-line uma série de vídeos com o título “Quem foi que disse”. Criados para aguçar a vontade de aprender dos alunos e do público em geral, os vídeos educativos exploram temas interessantes e atuais, com base na Biologia. “Nós, professores, estudamos a vida inteira para falarmos para cerca de 10 mil pessoas, ao longo de uma vida produtiva. Um filme, se bem elaborado, pode atingir esta marca de uma só vez, estimulando jovens e adolescentes para o estudo de ciências e Biologia”, explica Andrade. Os vídeos, entrevistas e textos de apoio estão disponíveis no site: www.labaciencias.com

No total, já foram produzidos mais de uma dezena de vídeos. O mais recente aborda a síndrome de Down sob os mais diversos aspetos, incluindo questões sociológicas, médicas, psicológicas e culturais. Já o vídeo Sobre a causa sagrada de Darwin faz uma abordagem de três momentos históricos: o encontro de Charles Darwin com a brutalidade da escravidão no Brasil; a discussão acerca do darwinismo social e as políticas eugenistas no Brasil Império; e a constatação do racismo durante o Brasil República. Este último fez tanto sucesso que até ganhou ares internacionais, sendo exibido no Centro Cultural Brasil – São Tomé e Príncipe, na África.

Outro destaque é o premiado Sobre esta tal de zika, um documentário que traça toda a trajetória da epidemia e ressalta a importância do trabalho dos profissionais de saúde, dos cientistas, das universidades e instituições de pesquisa e das agências de fomento, como a FAPERJ e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), além do Sistema Único de Saúde (SUS), no enfrentamento das epidemias e de suas consequências, como a que acarretou um tremendo impacto social no País – as crianças com microcefalia.

Para a produção de cada um desses vídeos, Andrade precisou mobilizar esforços, além de muita dedicação: ensaios com atores, entrevistas com cientistas e professores, roteiros que são cuidadosamente escritos e cenários bastante variados. Para ele, vale tudo para que todos possam aprender um pouco mais, unindo diversão e saber. “Seguindo a intuição do filósofo francês Gaston Bachelard ao dizer que ‘tanto na ciência, como na arte, o que buscamos é um elo com o mundo’, trabalho com a premissa de que este elo pode ser criado, ou facilitado, pelas atividades lúdicas do cinema unidas ao aprendizado”, diz o biólogo.

Atualmente, Andrade e equipe estão trabalhando na produção de mais dois filmes, a serem lançados em breve. Um aborda vida e obra do médico sanitarista e sorologista Vital Brazil (1865-1950) e, o outro, a trajetória do médico sanitarista e parasitogista Carlos Chagas (1879-1934). “O nosso trabalho mostra que é possível produzir material didático interdisciplinar, intercultural e lúdico em ambiente universitário. Uma dificuldade é, certamente, a financeira. Entretanto, nesse sentido, foi providencial o apoio do CNPq e da FAPERJ. Em breve, pretendemos buscar mais financiamento para envolver mais professores da rede pública municipal em nossas produções e em oficinas de filmagem e edição, entre outros projetos”, finaliza Andrade. Com tamanho empenho, os alunos só têm a ganhar.

Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes