O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > Comunicação > Arquivo de Notícias > Notas – Semana de 17 a 23 de agosto de 2017
Publicado em: 17/08/2017 | Atualizado em: 22/08/2017

Notas – Semana de 17 a 23 de agosto de 2017

Abertura do Fórum do Confap em Belém destaca potencial da ciência na Amazônia
Autoridades científicas e políticas de todo o Brasil estiveram reunidas na noite desta quarta-feira, dia 16 de agosto, em Belém, no Pará, na solenidade de abertura do 3° Fórum Nacional do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap) de 2017, que vai até esta sexta. A solenidade marca as comemorações dos 10 anos da Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas (Fapespa) e o posicionamento dos Estados brasileiros pelo compromisso do repasse regular de recursos, pela interrupção dos cortes nos investimentos em Ciência, Tecnologia e Inovação no País e pela retomada da visão da Ciência como plataforma para o desenvolvimento social e econômico do País. Estiveram presentes o secretário de Políticas e Programas de Pesquisa e Desenvolvimento do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Jailson de Andrade; o reitor da Universidade Federal do Pará (UFPA) e presidente da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), Emmanuel Zagury Tourinho; o chefe de Ciência, Tecnologia e Inovação da Delegação da União Europeia no Brasil, Alejandro Zurita; o diretor de Cooperação Institucional do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), José Ricardo de Santana; o diretor de Desenvolvimento Científico e Tecnológico da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), Wanderley de Souza; e a representante da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), Edna Castro. A cerimônia foi aberta pelo presidente da Fapespa, Eduardo Costa, e encerrada pela presidente do Confap, Maria Zaira Turchi. Também estavam presentes presidentes, diretores científicos e representantes das 26 Fundações que compõem o Conselho. A cerimônia reuniu ainda cientistas, pesquisadores, professores e membros da comunidade científica do Estado. A presidente do Confap, Maria Zaira Turchi, ressaltou que o Brasil todo está reunido em Belém e vai debater grandes temas, neste Fórum, para o avanço da CT&I. “Junto às Fundações que compõem o Fórum, aqui conosco, estão as agências federais e os organismos internacionais, reforçando essa importância da ciência. Em momentos difíceis, precisamos nos manter unidos, em sinergia, para mostrar para os governos estaduais, para o governo federal e para a sociedade, a relevância da ciência para o desenvolvimento do País”, pontuou. Mais informações: http://confap.org.br/news 

ABC e Finep promovem seminário internacional sobre inovação
Nos dias 28 e 29 de agosto, a Academia Brasileira de Ciências (ABC), em parceria com a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), promove o "International Seminar on the Promotion, Development, Support and Evaluation of Innovation". O encontro, gratuito e aberto ao público, visa discutir a inovação no Brasil. O evento acontece na sede da ABC e contará com a presença dos presidentes da ABC e da Finep, Luiz Davidovich e Marcos Cintra, respectivamente, além de especialistas convidados. A dificuldade encontrada pelas agências de financiamento em avaliar os resultados tangíveis e intangíveis dos programas de inovação desenvolvidos com recursos públicos motivou a organização do encontro. O seminário tem, assim, como objetivo, a criação de um espaço de diálogo em que será possível analisar e discutir metodologias e experiências de organizações governamentais e empresas privadas, nacionais e internacionais, de programas de promoção e financiamento da inovação. A intenção dos organizadores é suscitar um denso debate nos itens que auxiliarão na formulação e consolidação de uma plataforma de avaliação a ser utilizada por agências como a Finep. O encontro abordará questões cruciais para o estabelecimento de uma cultura de inovação. As sessões foram organizadas de forma a trazer múltiplos olhares sobre o tema, incluindo não só conferencistas que são referência no país, como também a participação de especialistas estrangeiros. Ao final das conferências, o membro titular da ABC e professor da Coppe/UFRJ Edmundo Albuquerque de Souza e Silva conduzirá sessão especial, onde serão apresentadas as conclusões e sugestões metodológicas que poderão ser úteis no aprimoramento das plataformas de avaliação de inovação no Brasil. O seminário conta com o apoio do Instituto de Pós-Graduação e Pesquisa em Engenharia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Coppe/UFRJ) e do Programa de Engenharia de Sistemas e Computação da instituição (Pesc/Coppe). Para participar do evento, é preciso se inscrever previamente. A programação completa do seminário e o link para inscrição estão disponíveis neste link. A ABC vai emitir certificado de participação a quem solicitar. Mais informações: http://www.abc.org.br/centenario

Pesquisadora da FGV lança projeto para elaboração do Dicionário Carioca de Favelas
A professora e pesquisadora Sonia Fleury, do Programa de Estudos da Esfera Pública (PEEP), da Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas da Fundação Getúlio Vargas (FGV/Ebape), está lançando o projeto de pesquisa Dicionário Carioca de Favelas, que tem como objetivo criar uma plataforma Wiki que reúna os conhecimentos produzidos sobre as favelas cariocas, além de permitir a criação coletiva de verbetes, documentos e iconografia. O projeto pretende também abrigar Bibliotecas Virtuais dedicadas ao tema. O Dicionário Carioca de Favelas busca suprir uma lacuna em área transdisciplinar do conhecimento, que é o estudo das favelas, reunindo os conhecimentos produzidos em diferentes eixos temáticos, tais como o histórico sobre o local (incluindo linha do tempo, instituições e personalidades e condições socioeconômicas), as políticas públicas de urbanização, segurança e sociais. Também estarão contempladas informações sobre associativismo e sociabilidade, cultura e formação da juventude, dentre outros, bem como acervos bibliográficos e fotográficos existentes em outras instituições. A iniciativa baseia-se em plataforma Wiki e pretende gerar um resultado dinâmico, cumulativo e aberto à produção coletiva. O Dicionário Carioca de Favelas e as Bibliotecas Virtuais de Favelas contam com apoio financeiro da Rede de Pesquisa e Conhecimento Aplicado da FGV e do Conselho Nacional de Pesquisa (CNPq). Os projetos têm a colaboração do Coletivo de Estudos sobre Violência e Sociabilidade (Cevis), do Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Cevis/Uerj), do Instituto de Computação da Universidade Federal Fluminense (UFF), do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Ippur/UFRJ), do UrbanData Brasil – Banco de Dados sobre o Brasil Urbano, da Universidade de São Paulo (USP), do Núcleo Piratininga de Comunicação (NPC), da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e de grupos e associações das comunidades Santa Marta, Cidade de Deus e Alemão. A primeira reunião da equipe do PEEP com as instituições parceiras para delineamento das funções de acordo com a metodologia, estrutura e dinâmica de implantação do Dicionário e Bibliotecas virtuais aconteceu no dia dia 14 de agosto de 2017, na Ebape. De 2010 a 2012, a pesquisadora Sonia Fleury realizou, com o apoio da FAPERJ, a pesquisa “Cidadania e discriminação como critérios de análise da política pública”, que avaliou os resultados da implantação de Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) nas favelas na construção da cidadania e na abolição de práticas discriminatórias nos serviços públicos. Mais informações: http://ebape.fgv.br 

Historiador Frank Trentmann, da Universidade de Londres, dá palestras no Rio
O Grupo de Estudos do Consumo promove o Ciclo Internacional de Palestras “Consumo, Cultura Material e Transição Energética”, com o historiador Frank Trentmann, da Universidade de Londres. Serão duas palestras. A primeira, “Material Self: Uma nova história dos seres humanos e das coisas”, será realizada no dia 4 de setembro, às 14h, na sede do CPDA (Programa de Pós-Graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento Agrícola, da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (CPDA/UFRRJ), que fica na Av. Presidente Vargas, 417 – 6º andar, Centro. A segunda palestra, “Culturas Materiais de Energia: Novas perspectivas sobre as transições energéticas na vida cotidiana”, vai ocorrer no dia 5 de setembro, às 14h, na sede do Instituto de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração da UFRJ (Coppead) – localizado na Rua Pascoal Lemme, 355 – CT2 3º andar, Cidade Universitária, Ilha do Fundão. O evento tem vagas limitadas. Ciclo Internacional de Palestras Consumo, Cultura Material e Transição Energética – EVENTOS

Abertas as inscrições para o Hackathon Acadêmico Embrapa 2017 em Seropédica
Já estão abertas as inscrições para o Hackathon Acadêmico Embrapa 2017, uma maratona de programação para o desenvolvimento de tecnologias digitais para o campo, voltada para estudantes de ensino médio, técnico ou superior. A Embrapa Agrobiologia, situada em Seropédica (RJ), está participando dessa iniciativa, tendo como foco a produção sustentável e propondo como desafio o tema Soluções mobile para produção sustentável com foco em atributos funcionais de plantas da Mata Atlântica e controle biológico conservativo. A intenção é que os estudantes desenvolvam soluções tecnológicas que auxiliem agricultores e extensionistas no seu dia a dia, contribuindo para a sustentabilidade agrícola. Os alunos poderão optar por trabalhar com um dentre dois tópicos: desenvolver um aplicativo que auxilie na escolha de plantas nativas da Mata Atlântica para restauração e adequação de áreas rurais às determinações do Código Florestal, relacionando atributos das espécies, como produtos gerados, época de sementes, ocorrência e desempenho no campo; ou desenvolver uma solução que vise à diversificação de cultivos agrícolas para atender às necessidades dos agentes naturais de controle de pragas. Podem participar alunos e profissionais recém-formados, agrupados em equipes com estudantes do Ensino Médio, Técnico ou Superior, além de egressos formados há menos três anos. Os estudantes deverão formar equipes por instituição de ensino, compostas por dois a cinco integrantes, e o número máximo de inscritos para o desafio é de 30 pessoas (no caso da Embrapa Agrobiologia). Cada equipe contará com padrinhos, especialistas da Embrapa nos respectivos temas, que vão acompanhar e subsidiar os participantes com informações para o desenvolvimento das soluções. A primeira etapa do Hackathon na Embrapa Agrobiologia será um encontro presencial, no dia 21 de setembro, a ser realizado na sede da instituição, em Seropédica. Nesse momento, os times conhecerão os padrinhos e terão uma visão geral sobre o tema. O desenvolvimento dos protótipos deverá ser feito até o dia 17 de outubro e o resultado final será divulgado no dia 19 do mesmo mês. As inscrições do Hackathon Acadêmico 2017 estão abertas até 13 de setembro. Mais informações e inscrições: www.embrapa.br/hackathon ou pelo tel.: (21) 3441-1500 

Vital Brazil promove evento científico para alunos do Ensino Médio
O Instituto Vital Brazil, em parceria com a Universidade Federal Fluminense (UFF), Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio), Colégio Salesiano Santa Rosa, Instituto de Matemática Pura e Aplicada (Impa), Desenvolvimento e Inovação em Ensino de Ciências (Dieci) e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), realizam o II Congresso Científico Tecnológico para o Ensino Médio. O evento, que acontece no Colégio Salesiano Santa Rosa (R. Santa Rosa, 207, Niterói), em 26 de agosto, tem como objetivo promover a divulgação científica para alunos do Ensino Médio e professores de ciências da natureza e matemática. O congresso contará com a participação de 30 escolas públicas e particulares do entorno da sede do Vital Brazil, em Niterói. As inscrições devem ser feitas até o dia 20 de agosto, no site: www.salesianoniteroi.com.br/SR. As vagas são limitadas e os inscritos deverão levar um quilo de alimento não perecível para a entrada no evento. O público-alvo são alunos do ensino médio e professores de biologia, física, matemática e química. Mais informações: www.vitalbrazil.rj.gov.br 

CTC/PUC-Rio desenvolve sistema de realidade virtual para tratamento psiquiátrico
Dados da Associação Internacional de Empresas de Transporte Aéreo indicam que cerca de 113 mil brasileiros viajam de avião por ano. Mas, mesmo com toda procura por destinos nacionais e internacionais, há quem desista de um emprego ou de visitar parentes distantes exclusivamente pelo medo de usar o avião como meio de transporte. Para ajudar a quem passa por isso, um universo de cerca de 10% a 40% da população mundial, segundo o laboratório de estresse e sociedade na Universidade de Reims, na França, o Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro (IPUB/UFRJ) oferece, gratuitamente, um serviço que foi batizado de Livre para Voar, e que conta com o suporte tecnológico do Departamento de Informática do Centro Técnico Científico (CTC) da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), cuja equipe de especialistas desenvolveu um sistema de realidade virtual que simula as diversas etapas pelas quais os passageiros passam ao chegarem no aeroporto e também durante uma viagem de avião. A iniciativa faz parte do estudo Avaliação da eficácia de um protocolo de terapia cognitivo-comportamental e realidade virtual para o medo de avião, de Helga Rodrigues, psicóloga cognitivo-comportamental e doutoranda do IPUB/UFRJ, situado na Praia Vermelha, em Botafogo. Com oito sessões, ou duração média de dois meses, o tratamento é feito com a utilização do Oculus Rift (dispositivo de realidade virtual), permitindo ao paciente passar por diversas fases que abordam vários níveis de interação, desde uma ambientação com lugares neutros, até a experiência de estar dentro de um avião, da decolagem e de uma viagem com e sem turbulência. Todo o sistema de realidade virtual criado pelo CTC/PUC-Rio foi feito sob a orientação do IPUB, seguindo o protocolo de tratamento. Mais informações: https://livreparavoarufrj.wordpress.com e medodevoarufrj@gmail.com 

Culturas indígena e africana são destaque nos novos cursos do Prolem: inscrições até esta sexta
Já pensou em aprender Guarani Mbyá ou Yorubá? O Programa de Línguas Estrangeiras Modernas (Prolem) – espaço acadêmico vinculado ao Departamento de Letras Estrangeiras Modernas do Instituto de Letras da Universidade Federal Fluminense (UFF) – oferece, pela primeira vez, cursos desses idiomas, já no segundo semestre de 2017, com o objetivo de minimizar as desigualdades étnicas e raciais do ensino superior no Brasil. O Yorubá é um idioma de origem africana, da família linguística nigero-congolesa, falado por pelo menos 22 milhões de pessoas no mundo, principalmente na Nigéria, Benim, Togo e Serra Leoa. Já o Guarani Mbyá pertence à família Tupi-guarani e é usado por diferentes povos indígenas em países como Paraguai, Argentina, Uruguai, Bolívia e também o Brasil. De acordo com a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, complementada pelas leis 10.639/03 e 11.645/08, o ensino de história e cultura afro-brasileira e indígena passou a ser obrigatório em todos os níveis do sistema educacional brasileiro. Visando implementar essa proposta de cunho social, o Prolem agora oferece os cursos de Yorubá e Guarani Mbyá com duração de quatro semestres. A oferta dos cursos é parte do projeto Encontro de Saberes, surgido no marco da elaboração e implementação de políticas de inclusão e ações afirmativas no Instituto de Inclusão no Ensino Superior e na Pesquisa (INCTI), Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Universidade de Brasília (UnB) e no Ministério da Ciência Tecnologia e Inovação (MCTI), implantadas em diversas universidades públicas brasileiras, em nível de graduação e pós-graduação. O objetivo do Encontro de Saberes é mapear, avaliar e interpretar o efeito das políticas de inclusão étnica e racial no ensino superior, especialmente seu impacto nos campos político, epistemológico, sociológico e geopolítico. As aulas de Guarani Mbyá serão ministradas aos sábados, das 8h30 às 11h45, e as de Yorubá às terças-feiras, das 18h30 às 21h40 e sábados das 8h30 às 11h45. As matrículas devem ser realizadas presencialmente no Prolem, 3º andar (sala 316) do bloco B do Campus do Gragoatá, até esta sexta-feira, dia 18 de agosto com vagas limitadas. Mais informações: (21) 2629-2517 e prolem.atendimento@gmail.com

Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email Compartilhar no WhatsApp
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes