O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > Comunicação > Arquivo de Notícias > Dois editais financiarão 176 novos projetos
Publicado em: 16/12/2015

Dois editais financiarão 176 novos projetos

A FAPERJ divulgou, nesta quarta-feira, 16 de dezembro, o resultado de dois de seus mais tradicionais e importantes editais: Apoio às Instituições de Ensino e Pesquisa Sediadas no Estado do Rio de Janeiro – 2015 e Apoio às Universidades Estaduais – Uerj, Uenf e Uezo – 2015, programas que vêm sendo lançados anualmente desde 2007. Com os dois programas, haverá um investimento de cerca de R$ 33 milhões na C&T do estado, e 176 novos projetos receberão recursos para o seu desenvolvimento.

Voltados a financiar a aquisição e manutenção de equipamentos e a execução de obras de infraestrutura para atender a grupos de pesquisa das universidades estaduais – Uerj, Uenf e Uezo – e das demais sediadas no estado, os dois editais são uma importante contribuição da Fundação à ciência fluminense, reafirmando o compromisso da Fundação em manter a pesquisa de qualidade no estado.

No edital Apoio às Instituições de Ensino e Pesquisa Sediadas no Estado, foram considerados no processo de avaliação dos projetos: mérito técnico-científico, originalidade, definição dos objetivos e a sua adesão aos termos deste edital; adequação do método a ser empregado no projeto ao objetivo proposto; relevância para o desenvolvimento científico, tecnológico, econômico, ambiental e social das diferentes regiões do estado do Rio de Janeiro; articulação e integração entre os diferentes pesquisadores da proposta; impacto do projeto sobre a infraestrutura disponível nas instituições para a realização das atividades de pesquisa relativas ao desenvolvimento dos projetos propostos; o caráter multidisciplinar da proposta; qualificação do proponente (coordenador) e dos pesquisadores associados, em relação às atividades previstas para a execução do projeto, quanto à qualidade e regularidade da produção científica/tecnológica divulgada em veículos qualificados e sua contribuição para formação de recursos humanos; adequação do orçamento aos objetivos e metas propostas.

Enquadradas em uma de três faixas de acordo com o montante solicitado, as propostas precisaram apresentar orçamento detalhado dos itens imprescindíveis à realização das atividades previstas. Faixa A – entre R$ 250.001 e R$ 500 mil – equipes com, no mínimo, sete pesquisadores doutores; Faixa B – entre R$ 125.001 e R$ 250 mil – equipes com, no mínimo cinco pesquisadores doutores; Faixa C – valor inferior ou igual a R$ 125 mil – equipes com, no mínimo, três pesquisadores doutores. Além desses pesquisadores, a equipe responsável pela realização do projeto também pôde incluir pós-graduandos, estagiários e funcionários técnico-administrativos do quadro das instituições partícipes. Cada equipe designou um Comitê Gestor dos equipamentos a serem adquiridos, com um mínimo de três pesquisadores do grupo proponente, cujos nomes já constavam das propostas submetidas. As propostas foram analisadas por um Comitê Especial de Julgamento, designado pela diretoria da FAPERJ. Os projetos terão prazo de até 24 meses para sua execução.

Com recursos de pouco mais de R$ 21 milhões, o programa poderá custear despesas de capital, como a aquisição de materiais permanentes e equipamentos e obras e instalações de grande porte; assim como despesas de custeio, em que se enquadram serviços de terceiros (pessoas físicas e jurídicas) com caráter eventual, incluindo a manutenção corretiva e preventiva de equipamentos e material permanente, e a realização de reparos e adaptações de bens imóveis; diárias e passagens para trabalho de campo, até o limite de 10% do montante solicitado em despesas de custeio (desde que compreendam despesas necessárias para o desenvolvimento do projeto de pesquisa); material de consumo, componentes e/ou peças de reposição de equipamentos; despesas de importação (até o limite máximo de 18% do valor do bem importado).

Já o edital FAPERJ Nº 14/2015Apoio às Universidades Estaduais – Uerj, Uenf e Uezo – 2015 contemplou 66 projetos de pesquisa. O objetivo do programa é apoiar a aquisição e manutenção de equipamentos, a execução de obras de infraestrutura e as despesas de custeio previstas em projetos apresentados por pesquisadores com vínculo empregatício/funcional com universidades estaduais do Rio de Janeiro. Foram elegíveis como proponentes equipes formadas por um conjunto de pesquisadores com vínculo empregatício ou funcional com a Uerj, Uenf ou Uezo, dentre os quais foi nomeado um coordenador, sendo os demais participantes considerados como pesquisadores associados. Os recursos alocados para financiamento deste edital são de cerca R$ 12 milhões, a serem definidos de acordo com a programação orçamentária da FAPERJ, a serem pagos em duas ou mais parcelas, dependendo da disponibilidade da Fundação.

Temas de diferentes campos do conhecimento foram contemplados, como a área de saúde, com o projeto “Reabilitação funcional em pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica na Universidade do Estado do Rio de Janeiro”, do pesquisador Agnaldo José Lopes, da Uerj, passando pela área de novas tecnologias, como o projeto “Adaptação de Laboratórios para Práticas de  Modelagem Computacional com Alto Desempenho”, proposto por Celia Martins Cortez Silva, da mesma instituição, até a área de botânica, com “Propagação e manejo de espécies perenes e ornamentais, de interesse ambiental e econômico, para a recuperação de áreas degradadas e adequação das propriedades rurais”, de Deborah Guerra Barroso, da Uenf.

Os projetos foram selecionados segundo os seguintes critérios: mérito técnico-científico, originalidade, definição dos objetivos e a sua adesão aos termos deste edital; adequação do método a ser empregado no projeto ao(s) objetivo(s) proposto(s); relevância para o desenvolvimento científico, tecnológico, econômico, ambiental e social das diferentes regiões do Estado do Rio de Janeiro; articulação e integração entre os diferentes pesquisadores da proposta; impacto do projeto sobre a infraestrutura disponível nas instituições para a realização das atividades de pesquisa relativas ao desenvolvimento dos projetos propostos; o caráter multidisciplinar da proposta; qualificação do proponente (coordenador) e dos pesquisadores associados, em relação às atividades previstas para a execução do projeto, quanto à qualidade e regularidade da produção científica/tecnológica divulgada em veículos qualificados e sua contribuição para formação de recursos humanos; e adequação do orçamento aos objetivos e metas propostas.

As propostas apresentaram obrigatoriamente plano de execução para 24 meses e foram classificadas em uma das seguintes faixas, de acordo com o montante solicitado: Faixa A – entre R$ 250.001,00 (duzentos e cinquenta mil e um reais) e R$ 500.000,00 (quinhentos mi reais) – equipes com, no mínimo, sete pesquisadores doutores; Faixa B – entre R$ 125.001,00 (cento e vinte e cinco mil e um reais) e R$ 250.000,00 (duzentos e cinquenta mil reais) – equipes com, no mínimo cinco pesquisadores doutores; Faixa C – valor inferior ou igual a R$ 125.000,00 (cento e vinte e cinco mil reais) – equipes com, no mínimo, três pesquisadores doutores.

Confira a listagem completa dos contemplados no edital Apoio às Instituições de Ensino e Pesquisa Sediadas no Estado do Rio de Janeiro – 2015 

Confira a listagem completa dos contemplados no edital Apoio às Universidades Estaduais – Uerj, Uenf e Uezo – 2015

Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes