O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > Comunicação > Arquivo de Notícias > FAPERJ divulga resultado da edição 2015/01 do APQ 1
Publicado em: 29/10/2015

FAPERJ divulga resultado da edição 2015/01 do APQ 1

“Impacto causado por resíduos industriais à saúde da população residente em condomínio habitacional de volta redonda (Fiocruz)”; “Síntese de novas 1-H-tetrazolil-quinolonocarboxamidas e prospecção biológica de sua atividade anticâncer e lesão muscular induzida (UFF)” e “Desenvolvimento e caracterização de células solares orgânicas com semicondutores nanoestruturados (IFRJ)”. Estudos científicos como esses, abordando uma diversidade de temas de interesse para a população fluminense, estão entre os 272 projetos contemplados no programa de Auxílio Básico à Pesquisa (APQ 1), edição 2015/01, no valor de cerca de R$ 5,3 milhões. O resultado está sendo divulgado nesta quinta-feira, 29 de outubro, pela Fundação.

De uma demanda de 612 projetos inscritos, 28 instituições foram contempladas, entre elas a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), com 58 propostas; seguida pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), com 53, pela Universidade Federal Fluminense (UFF), com 52 propostas, e pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), com 26. A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) teve 23 projetos aprovados; a Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf), 11; enquanto o Centro Federal de Educação Tecnológica (Cefet) e a Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) tiveram, cada uma, 8 propostas beneficiadas. A Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio), 4; a Universidade do Grande Rio (Unigranrio) e a Fundação Getúlio Vargas (FGV), 3 cada; a Universidade Estácio de Sá (Unesa), o Centro Educacional da Zona Oeste (Uezo), o Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF), o Centro Universitário Augusto Motta (Unisuam) e o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (IFRJ), 2 cada. Outras 11 instituições tiveram um projeto aprovado.

O APQ 1 é um dos mais antigos e procurados programas da FAPERJ, pois se propõe a financiar o desenvolvimento de projetos livremente escolhidos pelos pesquisadores, desde que sejam  conduzidos por pesquisadores com grau de doutor ou equivalente, em todas as áreas de conhecimento, vinculados a instituições de ensino e pesquisa sediadas no estado do Rio de Janeiro.

O julgamento dos projetos é realizado pelo corpo de coordenadores de área da FAPERJ, que procura analisar aspectos como mérito técnico-científico, originalidade, adequação do orçamento às metas do projeto e a adesão aos termos desta modalidade de auxílio. Na avaliação da proposta também foram considerados a qualificação do proponente em relação às atividades previstas para sua execução, a qualidade e regularidade de sua produção científica/tecnológica, divulgada em veículos qualificados, e sua contribuição para formação de recursos humanos nos últimos cinco anos. Não menos importante é a aplicabilidade e relevância da proposta para o desenvolvimento científico, tecnológico, econômico, ambiental e social das diferentes regiões fluminenses. Toda avaliação é comparativa com os pares das grandes áreas do conhecimento, com base na opinião de consultores ad hoc e consolidada pelos coordenadores de área da FAPERJ.

Os recursos do programa poderão ser aplicados em despesas de capital e custeio livremente escolhidas pelos proponentes e que sejam essenciais à realização do projeto, de acordo com classificador de receita e despesa do estado do Rio de Janeiro, disponível no site www.planejamento.rj.gov.br, e que estejam em consonância com as metas do projeto. Como por exemplo, no caso da aquisição de material permanente ou de consumo, serviços de terceiros, desde que eventuais, e demais itens fundamentais ao desenvolvimento da proposta. Contados a partir da liberação dos recursos, os contemplados terão 12 meses para a execução de suas propostas. O APQ 1 é um recurso exclusivo para aplicação em um projeto de pesquisa e, portanto, não contempla passagem e diárias para congresso.

“Esse programa tem sido muito utilizado pelos pesquisadores do Estado. A demanda é altamente qualificada e tem crescido significativamente nos últimos anos, mesmo considerando que os pesquisadores com bolsas de Cientistas do Nosso Estado e Jovens Cientistas do Nosso Estado não podem participar do programa. Essa alta demanda tem sido alvo da diretoria da FAPERJ, que tem alocado mais recursos para o programa. Ele é especialmente indicado para os professores e pesquisadores mais jovens e recém-contratados, para que possam iniciar suas atividades de pesquisas antes de se associarem às grandes redes de pesquisas. Como a competição é muito qualificada, é importante que sejam apresentados projetos inovadores e bem elaborados, sem perder a visão de que há enorme necessidade de se aumentar a inserção do Estado na ciência e tecnologia nacional”, observou o diretor Científico da FAPERJ, Jerson Lima Silva.

Confira a lista completa dos contemplados na primeira chamada de 2015 do Auxílio Básico à Pesquisa 1 (APQ 1)

Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes