O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > Comunicação > Arquivo de Notícias > Presidente do PROTEC critica governo federal na abertura do III ENITEC
Publicado em: 07/07/2004

Presidente do PROTEC critica governo federal na abertura do III ENITEC

A instalação da III ENITEC / Encontro Nacional de Inovação Tecnológica – que conta com apoio da FAPERJ –, nesta quarta-feira, 07 de julho, no Centro de Convenções da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), aconteceu em meio a críticas do presidente do Conselho Deliberativo da Sociedade Brasileira de Pró-Inovação Tecnológica (PROTEC) ao governo federal. Luiz Carlos Delben Leite, que também ocupa a presidência da Abimaq -Associação Brasileira de Indústrias de Máquinas e Equipamentos, criticou a lentidão e a burocracia de órgãos do governo federal e o contingenciamento de recursos por parte de Brasília.

““rgãos como o INPI e a Finep precisam ser mais eficientes para atender às solicitações que lhe chegam e para que o setor produtivo cumpra o papel dinâmico que sempre teve para com a economia e a sociedade”, disse Delben Leite. Sobre o contingenciamento de recursos, Leite disse que “não é possível o país dispor de verbas obtidas por meio dos fundos setoriais e contingenciar esses recursos que deveriam ser destinados à pesquisa e desenvolvimento em tecnologia e inovação”.

O Secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação do Rio de Janeiro, Wanderley de Souza, representando a governadora Rosinha Garotinho, lembrou que o país vive um momento de ‘inovação tecnológica’, e disse que no passado o assunto esteve, praticamente, restrito ao debate acadêmico, sem que se pudesse vislumbrar uma política de estado.

“O governo do Estado tem apoiado de forma inequívoca a área de Ciência, Tecnologia e Inovação”, disse Souza. “Em 2004, devemos ter um orçamento de R$ 130 milhões – 30 a mais do que o melhor ano na história da FAPERJ, em 2001, quando o governador Garotinho destinou cerca de R$ 100 milhões ao setor de C&T do Estado”, concluiu.

Souza lançou ainda um desafio à comunidade tecnológica para que esta apresente sugestões para o emprego das verbas destinadas ao setor de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D), que hoje representam 10% do orçamento destinado pelo Estado do Rio para a área de C&T. “Esperamos que no futuro esse percentual possa crescer para 15% ou 20%, mas para isso precisamos da mobilização da comunidade na apresentação de propostas”, conclamou.

O presidente do Conselho de Tecnologia da Firjan, Fernando Sandroni, representando o presidente da entidade, Eduardo Eugenio Gouvêa Vieira, afirmou que o desenvolvimento tecnológico é parte vital para que o Brasil possa no futuro fazer parte do grupo de países desenvolvidos. Pedricto Rocha Filho, diretor-presidente da FAPERJ, que em janeiro deste ano tornou-se a primeira FAP a lançar edital (Rio Inovação) com recursos dos Fundos Setoriais no âmbito do Programa de Apoio à Pesquisa em Empresas (Pappe), lembrou que a Fundação mantém seu compromisso histórico com o apoio à pesquisa e ao desenvolvimento científico-tecnológico do Estado do Rio de Janeiro. “Este fórum é importante porque diante de uma realidade dinâmica e que provoca constantes ajustes e mudanças na legislação brasileira, precisamos estar atentos à interpretação da legislação e de como podemos atuar na complementação de políticas públicas”, disse o titular da FAPERJ.

O evento continua nesta quinta-feira, 08 de julho, com quatro mesas-redondas que discutirão as Políticas Transversais. Na primeira mesa do dia, às 8h30 e que contará com a participação de Rocha Filho, o tema será os Fundos Setoriais. Em seguida, outro grupo de convidados abordará o Fomento à Inovação nas Empresas. A terceira mesa discutirá o Financiamento à Expansão da Produção. O programa termina com mesa sobre o Apoio ao Esforço Exportador.
Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes