O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > Comunicação > Arquivo de Notícias > Livros apoiados pelo APQ 3 ganham prêmio Jabuti
Publicado em: 23/10/2014

Livros apoiados pelo APQ 3 ganham prêmio Jabuti

Danielle Kiffer



   O Auxilio à Editoração (APQ 3), da FAPERJ, vem apoiando
      livros ganhadores do prêmio Jabuti (Foto: Reprodução)
        

O Jabuti é o mais tradicional, e visado, prêmio literário no Brasil. E, nesse ano, dois livros publicados com recursos do Auxílio à Editoração (APQ 3), da FAPERJ, são finalistas da premiação, que está em sua 56 edição. O livro Antígona e a ética trágica da psicanálise, escrito pela psicanalista Ingrid Vorsatz, publicado pela editora Zahar em 2013, ficou em segundo lugar, na categoria Psicologia e Psicanálise. E o Ciência do Futuro e Futuro da Ciência - Redes e políticas de nanociência e nanotecnologia no Brasil, escrito pelo professor Jorge Luiz dos Santos Junior, publicado pela editora da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (EdUerj), em 2013, ficou em terceiro lugar na categoria Ciências Exatas, Tecnologia e Informática. A entrega dos prêmios será realizada em 18 de novembro de 2014, no auditório do Ibirapuera, na cidade de São Paulo.

Em Antígona e a ética trágica da psicanálise, a primeira questão a ser levantada é qual a conexão entre a tragédia grega e a psicanálise? A resposta estaria em Jacques Lacan, psicanalista francês que contribuiu para aprimorar e difundir o legado de Freud. Em uma de suas obras mais importantes – O seminário 7: a ética da psicanálise –, Lacan recorre à tragédia grega, mais especificamente à história de Antígona, para abordar a ética psicanalítica. Antígona abdica da própria vida pelo direito de enterrar o irmão. Foi principalmente a partir dessa  associação de Lacan que a psicanalista Ingrid desenvolveu sua tese de doutorado, apresentada ao programa de pós-graduação em Teoria Psicanalítica da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) em 2010. A pesquisa transformou-se no livro Antígona e a ética trágica da psicanálise, buscando investigar em que a tragédia antiga poderia iluminar a ética intrínseca à psicanálise. Agora, o livro tornou-se um dos vencedores do Jabuti, referência nacional em premiação literária.

Para a autora, a indicação foi uma grande surpresa. "Como não sou escritora, não imaginei que o meu trabalho pudesse ter um destaque dessa proporção, como um dos vencedores de uma premiação de tamanho prestígio. Sinto-me muito honrada e satisfeita, e destaco a grande importância do APQ 3, da FAPERJ. Que esta iniciativa tenha vida longa e que possibilite a outros pesquisadores a divulgação de seu trabalho para além dos limites da comunidade acadêmica", complementa. Ingrid Vorsatz se interessou pelo tema por sua dimensão clínica. À época da elaboração da sua tese de doutoramento, ela teve dificuldade em encontrar bibliografia específica que contemplasse o recorte proposto em sua pesquisa, que partiu da interrogação sobre o que teria levado Lacan, ao formular uma ética própria à psicanálise, a recorrer à tragédia grega e não à filosofia, origem e campo da problemática ética.

“A questão em torno da qual gira Antígona e a ética na psicanálise é complexa e difícil de resumir. Contudo, poderia dizer que a decisão de Antígona em enterrar seu irmão, mesmo com a certeza de que seria castigada com a pena de morte, segue as leis não escritas dos deuses, embora não decorra desse fato. O que mostra que não havia obrigatoriedade nessa decisão é que a irmã de Antígona escolhe não fazer o mesmo. A lei dos deuses pode ser considerada homóloga ao desejo inconsciente: aquilo que, sendo por nós desconhecido, nos move como uma determinação que, paradoxalmente, convoca o sujeito a se responsabilizar por aquilo mesmo que o determina. O questionamento que poderia surgir é até que ponto o sujeito moderno é responsável por seus atos, impulsionados pelo desejo inconsciente, da mesma forma que a personagem Antígona pagou com a própria vida por sua decisão", comenta.

O livro Ciência do Futuro e Futuro da Ciência – Redes e políticas de nanociência e nanotecnologia no Brasil estabelece uma articulação entre o desenvolvimento científico e tecnológico em relação às áreas de nanociência e nanotecnologia no País. Nele, é analisada a participação da comunidade científica no ciclo da política de nanotecnologia e nanociência no Brasil, pela identificação e interpretação das inter-relações entre os diversos atores que compõem uma complexa rede nesse campo de estudo. Para tanto, foram investigados os programas governamentais, a configuração dos grupos de pesquisa, a atuação dos movimentos sociais e o papel das empresas, tendo como marco de referência a teoria da agência, os estudos sociais em ciência, tecnologia e sociedade e a sociologia relacional, além de incluir a análise estrutural de redes sociais como importante método de trabalho.

Não é a primeira vez que livros apoiados pelo APQ 3 ganham um prêmio Jabuti. Em 2003, o Cientista do Nosso Estado Roberto Lent conquistou a mesma premiação com o livro Cem bilhões de neurônios - Conceitos Fundamentais da Neurociência, publicado pela editora Atheneu em 2002. Hoje, o APQ 3 é um dos programas mais concorridos na FAPERJ. Desde sua criação, o programa já ultrapassou a marca de 1.200 publicações. Os números são apenas mais uma forma de atestar a importância desse programa de grande relevância para a difusão da produção acadêmica e intelectual de instituições de ensino e pesquisas fluminenses. O destaque conquistado com os prêmios Jabuti mostram que o programa também é uma possibilidade real para que obras que nem sempre atendem aos critérios comerciais das editoras, apesar de seu mérito científico, cultural e pedagógico, possam se destacar e atingir um maior número de leitores.

Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes