O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > Comunicação > Arquivo de Notícias > Alerj presta homenagem à Fundação e a seu presidente
Publicado em: 26/09/2014

Alerj presta homenagem à Fundação e a seu presidente

Vinicius Zepeda

Vitor Soares/Alerj 

          
         Ruy Marques (à esquerda) e o deputado Gustavo Tutuca, em dois momentos
         na Alerj: entrega da Medalha Tiradentes à FAPERJ e a comenda sendo posta
 


Segundo a sabedoria popular, muitas vezes, o sucesso decorre não apenas da competência, esforço e criatividade, mas também de um pouco de sorte. É o que se chama de "estar no lugar certo e na hora certa". Na noite desta terça-feira, 23 de setembro, em cerimônia realizada na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), em que foi feita a entrega de medalhas Tiradentes – maior honraria concedida pelo parlamento estadual a uma personalidade pública ou instituição – à FAPERJ e a seu presidente, Ruy Garcia Marques, pela contribuição de cada um para o desenvolvimento da pesquisa e do setor de ciência e tecnologia no estado do Rio de Janeiro, o ditado popular esteve presente no discurso de Ruy Marques. A medalha à FAPERJ foi proposta pelo deputado Gustavo Tutuca, enquanto a medalha outorgada a Ruy Marques já havia sido proposta pela ex-deputada Aparecida Gama, e aprovada por resolução da Alerj de março de 2010, mas ainda não havia sido entregue ao homenageado.

Em sua fala, o presidente da FAPERJ lembrou que há pouco mais de sete anos, quando assumiu a presidência da instituição, desejava contribuir pelo desenvolvimento da pesquisa científica no estado, mas jamais imaginaria o que viria meses depois. "Quando, no dia 15 de junho de 2007, pela primeira vez na história, o ex-governador Sérgio Cabral fez cumprir a legislação do estado ao repassar 2% da sua arrecadação tributária à área de C&T, isso permitiu uma elevação sem precedentes no nosso orçamento", lembrou Marques. "Assim, desde 2007, todos os pagamentos contemplados nos mais de 250 editais lançados pela FAPERJ estão rigorosamente em dia, o que tem levado a uma verdadeira revolução em todas as instituições de ensino e pesquisa fluminenses. Até dezembro, chegaremos a mais de R$ 2,5 bilhões aplicados no fomento à C, T&I no estado. Ninguém, em sã consciência, poderia sequer imaginar que isso aconteceria", complementou.

Ruy Marques contou ainda sobre sua história de vida, desde a infância em sua Bom Jesus de Itabapoana natal, passando pela Faculdade de Medicina da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj), até ocupar o cargo máximo da Fundação, destacando a importância da família em sua vida. Chegou a emocionar-se ao falar de seu falecido pai, Sebastião Pimentel Marques, e da luta de sua mãe, Leda Garcia Marques – presente ao evento – que aos 28 anos se viu sozinha para cuidar dele e de mais três irmãos. "Tamanha era a admiração que papai nutria pela medicina que deu a mim e a meus dois irmãos homens nomes de médicos. A mim, particularmente, deu o nome de seu irmão médico e meu padrinho, Ruy, que certamente foi um dos grandes responsáveis para eu me direcionar para a medicina e para a cirurgia", contou.

A entrega da medalha ficou a cargo do ex-secretário estadual de C&T, Gustavo Tutuca, que dirigiu a mesa de abertura da cerimônia, que contou ainda com a exibição de um vídeo institucional sobre os projetos apoiados pela Fundação. Tutuca falou sobre como os investimentos em segurança pública pelo governo estadual contribuíram para o crescimento econômico fluminense nos últimos anos. "Graças a investimentos nessa área, atraímos de volta investimentos em infraestrutura. Dos mais de 20 centros de pesquisa que vieram para o País, 18 deles se instalaram ou estão se instalando no Rio de Janeiro. A consequência disso é que, atualmente, o Produto Interno Bruto (PIB) do estado cresce o dobro que a média do País", afirmou.

 
Plateia lota plenário da Alerj para acompanhar o evento       

O presidente da Academia Brasileira de Ciência (ABC), Jacob Palis, falou da honra em compartilhar com a FAPERJ sua nova sede. No prédio histórico de sete andares na Rua da Alfândega, no Centro do Rio, a academia ocupará três deles. "Nós, da ABC, nos sentimos muito honrados em dividir o novo espaço com a Fundação. Nos últimos anos, a FAPERJ promoveu a C&T não apenas pelo incentivo à pesquisa no estado, mas também pela criação de parques tecnológicos nas instituições de ensino superior. Nós, cientistas, estamos felizes com a FAPERJ e com a grandeza de todos os procedimentos liderados por Ruy Marques nesse processo", finalizou.

Por último, o reitor da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), Ricardo Vieiralves – que na ocasião representou os reitores de todas as universidades fluminenses – destacou a competência do colega e professor da universidade. "Como filho da casa, Ruy Marques muito orgulha o nome da Uerj e da FAPERJ. Ele representa um dos grandes intelectuais e gestores formados por nossa instituição", salientou Vieiralves. Ele ainda elogiou o aumento dos recursos destinados à sua instituição e defendeu um avanço ainda maior. "Nos últimos anos, o governador Cabral duplicou o orçamento anual da Uerj, que ainda enfrenta sérios problemas, agora bem menores do que em anos anteriores. Mas é preciso continuar. É preciso que não haja ruptura nesse processo, e para isso, precisamos crescer ainda mais. Tenho certeza de que a área de C&T será a responsável pelo crescimento sustentável no estado do Rio de Janeiro", acrescentou.

Por último, A mesa de abertura do evento contou ainda com a presença do secretário estadual de C&T, Alexandre Vieira (Tande Vieira); do subsecretário estadual de C&T, Augusto da Cunha Raupp; e do presidente do Conselho Estadual de Educação do Rio de Janeiro (CEE/RJ). Roberto Boclin. Também prestigiaram o evento a presidente do Conselho Superior da FAPERJ, Eliete Bouskela, assim como diretores, assessores e funcionários da instituição; o presidente da Câmara de Vereadores de Bom Jesus do Itabapoana, Luciano Nunes; o presidente da Fundação Centro de Ciências e Educação Superior à Distância do Estado do Rio de Janeiro (Fundação Cecierj /Consórcio Cederj), Carlos Bielschowski; a presidente da Fundação Estadual Apoio ao Ensino Técnico (Faetec), Maria Cristina Lacerda; o reitor da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio), Luiz Pedro San Gil Jutuca; o reitor da Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf), Silvério de Paiva Freitas; o reitor do Centro Universitário da Zona Oeste (Uezo), Alex Sirqueira; o reitor do Centro Universitário Di Biase, Geraldo di Biase; o diretor de Metrologia Aplicada às Ciências da Vida do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) Wanderley de Souza, além de vice-reitores, diretores de unidades da Uerj, autoridades e membros da comunidade científica fluminense. A Academia Nacional de Medicina (ANM), da qual Ruy Marques também é membro titular, esteve representada por seu vice-presidente, Francisco Sampaio professor titular da Uerj e pesquisador 1A do CNPq, e por muitos de seus membros.

Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes