O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > Comunicação > Arquivo de Notícias > Fundação divulga resultado final de edital conjunto com Universidade de Colúmbia
Publicado em: 03/07/2014

Fundação divulga resultado final de edital conjunto com Universidade de Colúmbia

Como forma de estreitar a colaboração científica entre pesquisadores da universidade americana de Colúmbia e pesquisadores de instituições de ensino e pesquisa fluminenses, a Fundação divulga, nesta quinta-feira, 3 de julho, seu apoio a 15 novos projetos, de nove diferentes instituições do estado, contemplados no programa Cooperação bilateral FAPERJ / Associação Colúmbia Global Center – 2014. Entre elas, a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) foi a que teve o maior número de projetos beneficiados, com seis, enquanto a Pontifícia Universidade Católica (PUC-Rio) aprovou duas propostas. Também foram contemplados o Instituto Nacional de Tecnologia (INT), a Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf), o Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF), a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), a Universidade Federal Fluminense (UFF), a Fundação Getúlio Vargas (FGV) e a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), com uma proposta, cada.

Com um total de recursos de R$ 4 milhões, o programa apoia propostas que abordem temas em áreas consideradas prioritárias e definidas no edital – Desenvolvimento sustentável: indicadores alternativos e complementares ao desenvolvimento; avaliação de políticas públicas com medidas de monitoramento e tecnologias de uso eficiente de recursos naturais; políticas públicas na criação de uma economia de baixo carbono e outros temas que incluam o desenvolvimento sustentável como foco da abordagem; Políticas voltadas para a área de educação: melhores práticas para instituições de ensino; reformas em políticas públicas de educação; capacitação de líderes de educação; formação de professores; programas de escolas experimentais; metodologias de avaliação educacional e outros temas que incluam a educação como foco da abordagem; Saúde: pesquisa em doenças transmissíveis, como tuberculose, sífilis, dengue e Aids; pesquisa em cardiologia e oncologia; políticas para as doenças do envelhecimento; atenção básica; desigualdades no acesso à saúde pública e outros temas que incluam saúde como foco da abordagem; Políticas públicas nas áreas de ciência, tecnologia e inovação: administração pública; e mobilidade urbana.

Puderam ser proponentes pesquisadores com grau de doutor ou equivalente, ativa e produtivamente envolvidos em pesquisa relevante para a proposta, em particular nos últimos cinco anos. Também precisavam ter vínculo empregatício e funcional em instituições de ensino superior e pesquisa sediadas no estado, sempre em colaboração com pesquisadores vinculados à Universidade de Colúmbia. Puderam integrar a equipe pós-doutores com bolsas ativas de agências de fomento, bem como doutorandos, que também podem participar de intercâmbio Brasil-Estados Unidos em decorrência do programa, com a devida autorização da FAPERJ e apresentação do respectivo plano de trabalho a ser cumprido. Os projetos submetidos deveriam contar com a anuência do dirigente de sua instituição de origem e da associação Columbia Global Center/Brasil.

Cada projeto poderia solicitar um valor máximo de R$ 400 mil e até duas missões de intercâmbio, uma por ano, com duração máxima de 30 dias. Cada pesquisador poderá fazer uso desse benefício apenas uma única vez durante a vigência do projeto. Uma vez contemplado, cada projeto poderá ainda fazer uso de até duas bolsas de pesquisador visitante (PV), duas bolsas de pós-doutorado sênior (PDS), duas bolsas de mestrado (MSC), duas bolsas de doutorado (DSC), duas bolsas de Treinamento e Capacitação Técnica (TCT) e três de iniciação científica (IC).

Especialmente designado pela diretoria da Fundação, um Comitê Especial de Julgamento avaliou, entre outros critérios, as perspectivas de parcerias: sua interação e qualificação, agregação institucional, inclusive do setor privado, quando houver; importância estratégica, benefícios e pertinência da cooperação internacional; pela qualificação dos coordenadores e das equipes, sua experiência em coordenação de projetos de cooperação internacional no tema proposto, competência, titularidade e coprodução científico-tecnológica; capacidade de formação e capacitação de recursos humanos; assim como pela excelência científica, abrangência e relevância do tema abordado, objetivos, método, originalidade, potencial de inovação científica e tecnológica, possibilidade de desenvolvimento de produtos e processos, metas globais a serem alcançadas e abordagem multi e interdisciplinar.

O programa custeará despesas de capital, como a aquisição de materiais permanentes e de equipamentos, e despesas de custeio, em que se classificam serviços de terceiros (pessoas físicas e jurídicas) com caráter eventual, material de consumo, componentes e/ou peças de reposição de equipamentos, despesas de importação, passagens aéreas Brasil-Estados Unidos-Brasil e diárias por períodos de até 30 dias nos Estados Unidos (para membros da equipe vinculados a instituições sediadas no Rio do Janeiro) e seguro-saúde, além das bolsas previstas pelo programa. Cada projeto deverá ter duração máxima de até 24 meses, a partir da liberação dos recursos.

Os proponentes contemplados deverão aguardar comunicado da FAPERJ para retirada do termo de outorga e do documento para abertura de conta bancária específica.

 

Confira a listagem completa dos contemplados no edital Cooperação bilateral FAPERJ / Associação Columbia Global Center – 2014

Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes