O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > Comunicação > Arquivo de Notícias > FAPERJ sela acordo e lança edital em parceria com as universidades de Birmingham e Nottingham
Publicado em: 18/06/2014

FAPERJ sela acordo e lança edital em parceria com as universidades de Birmingham e Nottingham

Divulgação 

           
     Hai-Sui Yu (E), Ruy Marques e Malcolm Press celebram assinatura
          do acordo com as universidades de Birmingham e Nottingham

No último dia 30 de maio, em evento realizado na Academia Real de Engenharia, em Londres, a FAPERJ e as universidades de Birmingham e Nottingham, do Reino Unido, assinaram acordo de cooperação científica e tecnológica. A FAPERJ esteve representada por seu presidente, Ruy Marques, e pelo diretor científico, Jerson Lima. A Universidade de Birmingham esteve representada por seu pró-vice-chanceler, Malcolm Press, e por sua diretora para desenvolvimento internacional, Andrea Edwards. A Universidade de Nottingham esteve representada por seu pró-vice-chanceler, Hai-Sui Yu, por sua gerente para desenvolvimento internacional de pesquisas, Maeve Fitzpatrick, e por seu diretor de pesquisa e serviços de graduação, Richard Masterman. Também participaram do evento Rosimar Suzano, representando a embaixada brasileira no Reino Unido, e a professora Débora Foguel, pró-reitora de pós-graduação e pesquisa da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

A partir da assinatura do acordo, a Fundação lança nesta quarta-feira, 18 de junho, seu 33 edital em 2014, Cooperação Bilateral FAPERJ – Birmingham e/ou Nottingham – 2014. Os objetivos deste novo programa são apoiar e promover projetos conjuntos de pesquisa no âmbito do Acordo de Cooperação Científica e Tecnológica entre a FAPERJ e as universidades de Birmingham e Nottingham. Serão aceitas propostas de desenvolvimento de projetos de pesquisa conjuntos, em todas as áreas do conhecimento, nos quais haja colaboração científica entre pesquisadores com vínculo empregatício/funcional em instituições de ensino e pesquisa no estado do Rio de Janeiro e pesquisadores vinculados às universidades de Nottingham e/ou Birmingham. Também poderão ser aceitas propostas visando ao estabelecimento de novas parcerias (pump priming projects), envolvendo pesquisadores de ambas as partes.

São elegíveis como proponentes equipes de pesquisadores com vínculo empregatício/funcional em instituições de ensino superior e pesquisa sediadas no estado do Rio de Janeiro, sempre em colaboração com pesquisadores vinculados às universidades de Birmingham e/ou Nottingham. Poderão fazer parte das equipes pós-doutores com bolsas ativas de agências de fomento, bem como doutorandos. Contudo, para que doutorandos componentes das equipes possam participar do intercâmbio Brasil–Reino Unido decorrente desse programa, deverá ser solicitada autorização à FAPERJ, com apresentação do respectivo plano de trabalho a ser cumprido.

As propostas deverão ser enviadas à FAPERJ, redigidas inteiramente em língua inglesa, com abstract, além de um resumo em português, pelo proponente, por meio do sistema SisFAPERJ, com a anuência do pesquisador associado das Universidades de Nottingham e/ou Birmingham. Cada pesquisador, seja ele vinculado a instituições brasileiras ou do Reino Unido, poderá participar de apenas uma proposta, devendo o plano de trabalho ser elaborado em conjunto entre os pesquisadores das instituições.

Divulgação 
           
Os representantes da Fundação e das duas universidades inglesas estão   
confiantes no desenvolvimento conjunto de projetos entre os dois países
  
Cada projeto deverá ter duração máxima de até 24 meses, contados a partir da data da liberação dos recursos. Para a avaliação das propostas, serão considerados, entre outros critérios, mérito da proposta (excelência científica, abrangência e relevância do tema abordado, objetivos, método, originalidade, potencial de inovação científica e tecnológica, possibilidade de desenvolvimento de produtos e processos, metas globais a serem alcançadas e abordagem multi e interdisciplinar); parcerias existentes (interação e qualificação das mesmas, agregação institucional, inclusive do setor privado, quando houver; importância estratégica, benefícios e pertinência da cooperação internacional); qualificação dos coordenadores e das equipes (experiência em coordenação de projetos de cooperação internacional nos temas propostos, competência, titularidade e coprodução científico-tecnológica; capacidade de formação e capacitação de recursos humanos); coerência e adequação entre a capacitação e a experiência da equipe do projeto aos objetivos, atividades e metas propostos; adequação do orçamento aos objetivos, atividades e metas propostos; compatibilidade da infraestrutura e da equipe de apoio com a programação do projeto; viabilidade técnica e econômica da proposta em relação ao orçamento proposto; e resultados gerais esperados (publicações conjuntas, formação de recursos humanos, impactos socioeconômicos e demais benefícios mútuos que poderão ser gerados pela cooperação internacional).

Os recursos alocados para financiamento do presente edital serão de R$ 250 mil, definidos na Programação Orçamentária da FAPERJ, podendo, a critério de sua diretoria, incluir recursos adicionais, dependendo da disponibilidade decorrente de alteração na citada programação. Paralelamente, as universidades de Birmingham e Nottingham estarão lançando edital similar, com recursos financeiros equivalentes ao que está sendo praticado pela FAPERJ.

Cada proposta deverá ter o valor máximo de até R$ 60 mil e poderá contemplar até duas missões de intercâmbio, sendo uma por ano, com duração máxima de 30 dias cada; cada pesquisador poderá se beneficiar do programa de intercâmbio uma única vez durante a vigência do projeto. Propostas que visem ao estabelecimento de novas parcerias (pump priming projects) somente poderão solicitar despesas relacionadas ao intercâmbio de pesquisadores e alunos de pós-graduação.

As propostas poderão ser enviadas por meio do sistema SisFAPERJ até o dia 4 de setembro de 2014. Os resultados estão previstos para o dia 23 de outubro de 2014, após análise conjunta para seleção das propostas.

Ruy Marques resumiu: "Na semana em que a FAPERJ completou 34 anos, no último dia 16, é com satisfação que anunciamos essa nova parceria internacional. Este nosso esforço para internacionalização das atividades da FAPERJ se iniciou em 2010, com o lançamento do doutorado-sanduíche, um programa que alcançou grande sucesso e que vem permitindo a inserção de muitos de nossos doutorandos em excelentes instituições, de diversas partes do mundo. A ele se seguiu o programa doutorado-sanduíche reverso, em que doutorandos de programas de pós-graduação de instituições estrangeiras passaram a ter a possibilidade de desenvolver parte de suas teses em colaboração com pesquisadores fluminenses de muitas instituições. Não há dúvida de que esses dois programas poderão facilitar, e muito, as parcerias de nossos programas de pós-graduação com as melhores instituições estrangeiras". E continuou Marques: "Temos estimulado a vinda de pesquisadores visitantes, por curtos ou longos períodos de tempo, para nossas instituições, assim como temos participado do programa federal Ciência sem Fronteiras. Também vimos desenvolvendo parcerias com agências e instituições de muitos países, por meio de um crescente número de editais para colaboração internacional no desenvolvimento de pesquisas. É o caso do Consejo Nacional de Investigaciones Científicas y Técnicas – Conicet (Argentina), Columbia University (Estados Unidos), Universidad de La Frontera – Ufro (Chile), Fundação Nacional Suíça da Pesquisa Científica (Suíça), Sociedade Alemã de Amparo à Pesquisa – DFG (Alemanha), Institut National de Recherche en Informatique et en Automatique – Inria (França), entre outros."

Jerson Lima também se manifestou recentemente a respeito do tema. "Os esforços para a internacionalização de nossas atividades vão continuar e, tenho certeza, levarão a bons resultados. Faz parte da missão da FAPERJ a disponibilização de ferramentas para que a comunidade científica fluminense possa desenvolver parcerias que gerem produção científica conjunta na fronteira do conhecimento com pesquisadores das mais importantes instituições de ensino e pesquisa mundiais. Não há dúvida de que essa cooperação já existe, em muitos casos, mas temos que fornecer meios para que ela possa ser ampliada, com o intercâmbio de pós-graduandos e pesquisadores, tanto do estado do Rio de Janeiro para o exterior, como vice-versa."

Confira a íntegra do edital Cooperação Bilateral FAPERJ – Birmingham e/ou Nottingham – 2014 

Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes