O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > Comunicação > Arquivo de Notícias > Fundação e Idor investem em pesquisa clínica e translacional
Publicado em: 12/06/2014

Fundação e Idor investem em pesquisa clínica e translacional

 

Para financiar projetos em pesquisa clínica e translacional, que visem inovações tecnológicas e em serviços na área biomédica, formando recursos humanos altamente qualificados e promovendo o avanço científico e melhorias sociais, a diretoria da Fundação, em parceria inédita com o Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino – Idor, está lançando, nesta quinta-feira, 12 de junho, a primeira edição de seu edital Apoio à realização de pesquisas clínicas e translacionais no Estado do Rio de Janeiro – FAPERJ/Idor.

Para tanto, o programa financia, por três anos consecutivos, pesquisadores que proponham propostas originais e inovadoras que, para seu desenvolvimento, fortaleçam redes de cooperação científica, colaborações institucionais, nacionais e internacionais, promovam o repatriamento de jovens cientistas brasileiros e a integração de pesquisadores estrangeiros, com vistas ao avanço científico e tecnológico em saúde fluminense.

As propostas de pesquisa e solicitações de bolsas devem estar inseridas nas seguintes linhas temáticas: Neurociências e neuropsiquiatria (neuroimagem estrutural e funcional, neurotecnologia, mecanismos moleculares e vias de sinalização, modelagem computacional, neuroplasticidade, interfaces cérebro-máquina, acidente vascular cerebral); Doenças inflamatórias, autoimunes, cardiovasculares, respiratórias, metabólicas, gastrointestinais, renais, hepáticas, neoplásicas, degenerativas, vasculares, medicina intensiva, mecanismos moleculares e metabólicos em sepse e síndromes infecciosas, biomarcadores metabólicos, genéticos e de imagem em envelhecimento, demência, marcadores de gravidade e prognósticoCusto-efetividade e qualidade em medicina (introdução de novas tecnologias de diagnóstico, tratamento e monitoramento, novos procedimentos e produtos, farmacoeconomia, gestão e controle em ambientes hospitalares de alta complexidade, medicina de emergência, métricas de impacto em qualidade).

O programa concede cinco modalidades diferentes de apoio: para pesquisas individuais ou em equipes; bolsas para pós-doutores (recém-doutores – PDR), para pesquisadores visitantes – nacionais e estrangeiros (PV), para Treinamento e Capacitação Técnica (TCT níveis 1-5), e para pesquisador I (doutores com comprovada experiência nas linhas temáticas deste edital, liderança e produção científica de alto nível, e capacidade comprovada para captação de fomentos à pesquisa e para a formação de mestres e doutores) e pesquisador II (doutores titulados há, ao menos, cinco anos, com comprovada experiência nas linhas temáticas deste edital). Profissionais com vínculo celetista ou estatutário não poderão ser candidatar-se às bolsas.

Podem submeter propostas pesquisadores doutores atuando individualmente ou em equipe. No caso de equipes, deverá ser nomeado um coordenador, ficando os demais integrantes considerados pesquisadores associados. Caberá ao coordenador manter, obrigatoriamente, vínculo empregatício ou funcional em instituição de ensino, pesquisa e de saúde sediada no estado. Ele também será responsável pelo encaminhamento da proposta. Da equipe também poderão fazer parte pós-graduandos, estagiários e funcionários técnico-administrativos das instituições partícipes.

Com recursos da ordem de R$ 10 milhões – R$ 5 milhões da FAPERJ e o restante do Idor, o programa contemplará até dez propostas e financiará despesas de capital, como a aquisição de materiais permanentes e equipamentos; e despesas de custeio, em que se enquadram serviços de terceiros (pessoas físicas e jurídicas) com caráter eventual, incluindo a manutenção corretiva e preventiva de equipamentos e a realização de reparos e adaptações de bens imóveis; diárias e passagens, poderão ser solicitadas desde que compreendam despesas necessárias para o desenvolvimento do projeto de pesquisa, não sendo permitidas diárias e passagens para participação em reuniões científicas; material de consumo, componentes e/ou peças de reposição de equipamentos; e despesas de importação.

Na avaliação das propostas, serão considerados, entre vários critérios, seu o caráter inovador, sua relevância no fortalecimento de redes de pesquisa que envolvam equipes do Idor e de outras instituições fluminenses, brasileiras e estrangeiras; quando aplicável, a existência de ensaios pré-clínicos concluídos que respaldem a proposta apresentada; sua capacidade em promover iniciativas inovadoras em tecnologias, serviços e produtos na área biomédica, com alto potencial de aplicação ou de mudança de paradigmas conceituais no setor da saúde; seu potencial de impacto, benefício na qualidade de vida e na saúde da população; e sua relevância para o desenvolvimento científico, tecnológico, econômico, ambiental e social do estado.

As propostas serão analisadas em duas etapas: na primeira, pelo comitê gestor do programa FAPERJ/Idor, que poderá solicitar alterações de metas, de composição das equipes e de orçamento. Na segunda etapa, por um comitê especial de julgamento, constituído por pesquisadores da área de saúde, a ser designado pela diretoria da Fundação. Os projetos contemplados terão vigência de 36 (trinta e seis) meses para a sua execução.

O prazo para submissão on-line dos pré-projetos, na etapa I, se estenderá até 14 de agosto. A divulgação dos resultados na etapa I será feita a partir de 4 de setembro, enquanto a submissão on-line de propostas na etapa II poderá ser feita de 5 de setembro a 2 de outubro. Na etapa II, os resultados deverão ser divulgados a partir de 6 de novembro.

O diretor-presidente do Instituto D'Or de Pesquisa e Ensino, Jorge Moll Neto, celebrou a iniciativa do edital conjunto. "Parabenizo a todos pelo lançamento deste edital, que representa uma parceria inédita do Idor com a FAFERJ, e o compromisso das duas instituições com o fortalecimento da pesquisa e do desenvolvimento científico do estado do Rio de Janeiro." Para o presidente da FAPERJ, Ruy Marques, o programa é mais uma das parcerias que a Fundação vem firmando com empresas. “Vimos trabalhando no sentido de que possamos realizar mais parcerias com empresas privadas. Primeiro, foi com a Peugeot-Citröen, com o lançamento de um edital conjunto no final de 2013. Agora, nessa importante parceria com a Rede D’Or, esperamos a submissão de boas propostas que possam realmente levar a melhorias sociais e à formação de excelentes recursos humanos na área da saúde. Em breve, estaremos lançando um novo programa com a Vale. Essas interações com empresas privadas duplicam a nossa capacidade de fomento, ao mesmo tempo em que se amplia o apoio ao desenvolvimento científico e tecnológico no nosso estado. Vamos continuar trabalhando para que possamos selar novas parcerias, como essas", resume.

 

Confira a íntegra do edital Apoio à realização de pesquisas clínicas e translacionais no estado do Rio de Janeiro – FAPERJ/Idor

Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes