O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > Comunicação > Arquivo de Notícias > Fábrica de Conhecimentos: para divertir e educar
Publicado em: 03/04/2014

Fábrica de Conhecimentos: para divertir e educar

Danielle Kiffer

 
   
         Crianças assistem a documentário em 3D: projeto
        itinerante leva a tecnologia tridimensional às escolas
São cada vez mais comuns os filmes em projeção 3D nos cinemas. Contudo, não é só para o lazer que essa tecnologia vem sendo empregada. Nas instituições de ensino e pesquisa e em centros difusores de ciência, como museus, ela já é utilizada com o objetivo de despertar o interesse dos estudantes e do público pelos vários aspectos da ciência. Um exemplo é o projeto Fábrica de Conhecimento, que criou um espaço próprio para essas exibições na Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf). Financiado pela FAPERJ, por meio do edital Apoio à Infraestrutura para Pesquisa nas Universidades Estaduais, ele abriga um estúdio de exibição, edição e produção multimídia, com filmadora em 3D, sala de cinema em projeção 3D e 2D com 105 lugares, e palco interativo para cinema 3D/ teatro.

Coordenador do projeto, o professor Ronaldo Novelli tem produzido documentários em 3D sobre a fauna local e sobre o rio Paraíba do Sul, que em seus 1.120 km de extensão passa por três estados – São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais – e, ao longo do tempo, vem sendo poluído pela ação humana. "Fui convidado pelo projeto Piabanha/ICMBio para fazer parte das  filmagens para documentar o monitoramento de espécies ameaçadas de extinção do rio Paraíba do Sul. Também participaram dezenas de biólogos de todo o Brasil.”  Para gravar imagens dessas espécies de peixes e crustáceos, como o peixe piabanha e o crustáceo lagosta de São Fidélis, por exemplo, ele usa uma câmera subaquática 3D e 2D da Gopro, além de câmeras não subaquáticas, compostas por duas lentes, que gravam um arquivo de vídeo 3D no sistema de memória flash P2. "Essa é uma das poucas filmadoras portáteis que gravam em três dimensões", destaca o professor, que também procura captar imagens de animais silvestres que vivem em outros habitats, como o tamanduá-mirim, a preguiça-de-coleira e a cobra jiboia, entre diversas espécies comuns da região.

Uma vez editado no estúdio, o material é reproduzido em dois poderosos projetores, ligados a filtros 3D e a uma tela de projeção também em 3D. Tudo isso é para ensino e entretenimento dos estudantes visitantes, que têm, à sua disposição, 200 óculos 3D, iguais aos utilizados nos cinemas comerciais. Segundo o pesquisador, além dos vídeos produzidos em três dimensões, há também vários títulos em 2D, a versão comum, já prontos, como A lagoa Feia e seus afluentes, Impactos na natureza, Uma visita ao Espaço da Ciência, Praias do norte fluminense, A poluição do Rio Paraíba do Sul, O tamanduá mirim, entre outros.

 
        
     Peça sobre o Rio Paraíba do Sul, de Rafael Sanchez, combina
        a encenação do teatro com cinema, em três dimensões    
Visitado frequentemente por alunos de escolas do norte e noroeste fluminense, a Fábrica busca estimular o aprendizado, produzindo material didático e ainda propagando a arte. Depois que os alunos assistem aos vídeos na moderna sala de cinema da Uenf, são encaminhados para o Espaço da Ciência da universidade – projeto que contou com apoio da FAPERJ –, onde continuam a aprender sobre a vida animal. E quando as escolas não podem ir à Uenf, é a Fábrica de Conhecimento que vai às escolas. "Temos um sistema itinerante para levar os vídeos às escolas agendadas. Assim, os documentários podem ser reproduzidos tanto no nosso auditório quanto nas escolas visitadas. São vídeos educativos, com matérias de Biologia, Física, Química e Matemática. Levamos tudo junto com o equipamento, como projetor 3D, tela 3D e óculos tridimensionais. Basta agendar conosco", conta Novelli.

Na Fábrica de Conhecimento, também acontecem apresentações teatrais. Em meados de abril, será lançada a peça Rio Paraíba do Sul, que une recursos da projeção 3D com a encenação dos atores no palco, além de poemas e prosa sobre o Rio Paraíba do Sul. A montagem, que tem duração de cerca de 40 minutos, foi idealizada pelo ator e artista plástico Rafael Sanchez.

Os equipamentos adquiridos para montar a Fábrica de Conhecimento e o material didático produzido também têm sido utilizados para a produção e difusão de um programa de TV homônimo, com lançamento previsto para abril, a ser apresentado no canal 7 da Multi TV (Via cabo), de Campos dos Goytacazes. "Temos um total de 36 minutos, divididos em três programas de 12 minutos cada", conta Novelli. Um dos programas, Surf e natureza, enfoca as principais praias da região, associando a prática do esporte à região e aos animais que ali habitam. Já Vida e costumes dos nossos animais mostra em detalhes a vida de bichos, como a preguiça-de-coleira, o que comem, seus hábitos noturnos e diurnos. E, finalmente, o Natureza total, abordando os diferentes ecossistemas da região, como manguezais e restingas. Para saber mais sobre o projeto Fábrica de Conhecimentos, acesse: http://www.fabricadeconhecimento.com.br/

Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes