O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > Comunicação > Arquivo de Notícias > Fundação realiza entrega de termos de outorga de cinco editais
Publicado em: 03/04/2014

Fundação realiza entrega de termos de outorga de cinco editais

Débora Motta

                                                                          Érica Ramalho
    
   Ruy Marques agradeceu o apoio de Sérgio Cabral, o "Governador 
           da Ciência", que deixa o cargo nesta sexta-feira
 
Um balanço da expansão das atividades da FAPERJ durante os quase oito anos da gestão do governador Sérgio Cabral, que deixa o governo nesta sexta-feira, 4 de abril, foi a tônica da cerimônia de entrega de 517 termos de outorga da Fundação, realizada no Jardim de Inverno do Palácio Guanabara na manhã nesta terça-feira, 1 de abril. Na ocasião, o governador Sérgio Cabral passou para a FAPERJ o patrimônio de sua primeira sede própria. Ato contínuo, também foi assinado o termo de cessão de três andares do edifício, pela FAPERJ, à Academia Brasileira de Ciências (ABC). As duas instituições vão dividir o edifício localizado à Rua da Alfândega números 42 ao 48, no Centro do Rio, que foi denominado Palácio da Ciência e está em reforma, com previsão de entrega para 2015.

As 517 outorgas entregues são relativas a cinco editais, que somam o total de R$ 36 milhões: Apoio a Grupos Emergentes de Pesquisa, Apoio a Equipes Discentes em Projetos de Base Tecnológica para Competições de Caráter Educacional, Apoio à Pesquisa Clínica em Hospitais Universitários sediados no Estado do Rio de Janeiro, Apoio à Cooperação Bilateral FAPERJ/ Conicet (Argentina) e Apoio Básico à Pesquisa (APQ 1).

Na abertura da cerimônia, foi exibido um vídeo institucional, em que o presidente da Fundação, Ruy Garcia Marques, destacou o recente aumento da capacidade de financiamento da instituição, que de 2002 a 2006 destinava uma média de R$ 100 milhões por ano à ciência, tecnologia e inovação fluminenses, e desde 2007 vem repassando uma média de R$ 300 milhões anuais. Naquele ano, Cabral assumiu seu primeiro mandato, com o compromisso de cumprir o repasse dos 2% da arrecadação tributária líquida estadual à Fundação, conforme previsto na Constituição Estadual, mas não colocado em prática pelas administrações anteriores. Hoje, a FAPERJ financia mais de 12.000 projetos anuais, entre auxílios e bolsas.

Depois da exibição do vídeo, o governador Sérgio Cabral ressaltou o desenvolvimento da C&T estadual nos últimos anos e as boas perspectivas para a área no futuro próximo. “Temos grandes centros universitários e de pesquisa e o maior número de profissionais com PhD por 100 mil habitantes – 50 –, o que se equipara à Europa. Hoje, temos pesquisadores e empreendedores financiados pela FAPERJ em todas as 92 cidades do estado. A arrecadação do estado não para de crescer e o percentual da instituição está garantido”, afirmou Cabral. E foi além: “A nova sede da FAPERJ e da ABC será o lugar de encontro e reencontro de professores e pesquisadores, em um prédio histórico, projetado pelo mesmo arquiteto do Hotel Glória, Lambert Riedlinger.”

O vice-governador, Luiz Fernando Pezão, que estará à frente do governo estadual a partir da próxima sexta-feira, 4 de abril, expressou sua satisfação ao ver que o orçamento do estado chegou a 2014 com a marca de R$ 84 bilhões e ao presenciar os esforços para a interiorização da pesquisa e da inovação. Segundo Pezão, o governo estadual tem estimulado o desenvolvimento de trabalhos científicos em todo o território fluminense. “Temos disponibilizado ferramentas importantes para o desenvolvimento da pesquisa e da inovação nas cidades do Rio de Janeiro”, disse, em uma alusão à presença da FAPERJ em todos os 92 municípios fluminenses.

O secretário de Ciência e Tecnologia, Gustavo Tutuca, que vai se desincompatibilizar do cargo também esta semana, reconheceu a coragem do governo em cumprir efetivamente o repasse de 2% da arrecadação tributária líquida do estado e agradeceu o empenho de Ruy Marques e de toda a equipe da FAPERJ durante o período em que esteve à frente da secretaria. “Gostaria de agradecer e dar o testemunho de como o governo encarou a ciência e a tecnologia como fundamentais para o desenvolvimento do estado”, disse Tutuca.  

Palácio da Ciência: nova sede para FAPERJ e ABC

 Lécio Augusto Ramos
      

Jacob Palis cumprimenta Sérgio Cabral depois de assinar o termo de
cessão em que a ABC recebe
da FAPERJ três andares do Palácio da Ciência        

O presidente da ABC, Jacob Palis, se emocionou ao receber oficialmente a cessão da nova sede da academia. “No dia 3 de maio de 2016, a ABC completará 100 anos. Desde a sua fundação, ela ainda não teve uma sede à altura da sua importância nacional. Tal fato nos coloca em descompasso com outras academias, enquanto nossa ciência alcança avanços contínuos”, justificou Palis, citando a boa infraestrutura das academias de ciências que teve a oportunidade de visitar no Chile, na Índia, na China e na África do Sul. “Mesmo sem uma sede adequada, a ABC organizou encontros internacionais e o Fórum Mundial da Ciência”, completou.   

O presidente Ruy Marques também agradeceu ao governador pela doação do prédio, que vai estreitar ainda mais os laços entre as duas instituições. “Não é uma sede qualquer, é um belíssimo edifício histórico no Centro da cidade. Já há muito a FAPERJ e a ABC vêm ‘namorando’. O ‘namoro’ vem dando tão certo que decidimos morar juntos a partir de 2015”, brincou Marques. Como reconhecimento à doação do prédio, os presidentes da ABC e da FAPERJ realizaram a entrega de duas placas ao “Governador da Ciência”.

O namoro com a ABC vem dado tão certo que decidimos morar juntos a partir de 2015”, disse Marques. Como reconhecimento à doação do prédio, os presidentes da ABC e da FAPERJ realizaram a entrega de duas placas ao “governador amigo da ciência”. Em seguida, assinaram o termo de cessão de uso dos três andares do edifício para a ABC.

Ruy Marques aproveitou a ocasião para analisar a expansão do investimento realizado pela Fundação recentemente. “Desde 2007, foram mais de 220 editais, abrangendo todas as áreas do conhecimento e os diversos setores produtivos. Nesse período, o volume de recursos financeiros disponibilizados e efetivamente executados superou R$ 2,1 bilhões”, resumiu Marques. E prosseguiu: “Com orçamento previsto para 2014 superior a R$ 440 milhões, somente considerando-se recursos do estado, teremos investido mais de R$ 2,5 bilhões na C,T&I do Rio de Janeiro, em oito anos.”

O médico e professor da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), Mário Fritisch Toros Neves, discursou em nome dos pesquisadores contemplados com termos de outorga. “Ao ser convidado para falar em nome dos outorgados, me senti honrado e preocupado em representar a comunidade científica, que é heterogênea, com diferenças de idade entre pesquisadores jovens e experientes, e diferenças entre instituições, metas e ambições. Mas há um ponto em comum entre os pesquisadores: a determinação em fazer pesquisa avançada, mesmo em condições adversas”, avaliou Neves. “O investimento do governo, especialmente através da FAPERJ, já trouxe e está trazendo melhorias na qualidade dos recursos humanos do estado, que geram conhecimento com aplicabilidade direta para a sociedade”, acrescentou.  

Para receber os termos de outorga dos cinco editais, alguns pesquisadores contemplados foram convidados. Fernando Virgilio Roig e Livia Melo Villar representaram os agraciados no programa Apoio à Cooperação Bilateral FAPERJ/Conicet, Soniza Vieira Alves Leon e Walter Araújo Zin receberam as outorgas pelos contemplados no edital Apoio à Pesquisa Clínica em Hospitais Universitários; João Roberto Quadros e Paulo Henrique Maranhão, pelo edital Apoio a Equipes Discentes em Projetos de Base Tecnológica para Competições de Caráter Educacional; André Oliveira Guimarães e Guilherme Sotelo representaram os contemplados pelo Apoio Básico à Pesquisa (APQ 1) e, por último, Marcelo Abidu Figueiredo e Marcos Vicente Moreira representaram os contemplados no edital Apoio a Grupos Emergentes de Pesquisa no Estado do Rio de Janeiro.

Estiveram presentes à cerimônia diversas autoridades, pesquisadores e representantes da comunidade científica e tecnológica, como os reitores da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Carlos Levy; da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), Ricardo Vieiralves; da Universidade Federal Fluminense (UFF), Roberto Salles; da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (Uenf), Silvério Paiva; do Centro Universitário Estadual da Zona Oeste (Uezo), Alex da Silva Sirqueira; da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), padre Josafá Carlos de Siqueira; e do Centro Universitário Geraldo di Biasi (UGB), Geraldo di Biasi.

Também prestigiaram a solenidade o chefe de gabinete da Casa Civil, Leonardo Espíndola; o presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), deputado Paulo Melo; o diretor científico da Fundação, Jerson Lima Silva, o diretor de Tecnologia, Rex Nazaré, o diretor de Administração e Finanças, José Enio Prado, o chefe de gabinete, Roberto Dória, e a presidente do Conselho Superior da FAPERJ, Eliete Bouskela, além de outros assessores e funcionários da instituição.   

Após a solenidade, Ruy Marques, acompanhado pelo secretário de C&T, do presidente da ABC, do subsecretário Alexandre Vieira, do assessor de Planejamento e Gestão da Fundação, Alfredo Coutinho, do diretor de Tecnologia, e do diretor de Administração e Finanças, realizaram uma visita às obras em curso no Palácio da Ciência, que foram iniciadas em 10 de fevereiro de 2014.

Sobre os editais

Apoio a Grupos Emergentes de Pesquisa: Destina-se a pesquisadores com até 10 anos de doutoramento, com plano promissor e bem desenvolvido. Para este edital, foram empregados R$ 20 milhões. Cada grupo de três pesquisadores receberá até R$ 200 mil por projetos, enquanto que projetos encaminhados por seis pesquisadores receberão até R$ 400 mil.

Apoio a Equipes Discentes em Projetos de Base Tecnológica para Competições de Caráter Educacional: Para apoiar alunos em projetos de iniciação ou pré-iniciação foram destinados R$ 500 mil. O objetivo é permitir aos discentes aplicarem conhecimentos teóricos na execução de projetos práticos, com a finalidade de participarem em competições cujo objeto seja a experiência com nova tecnologia, inovação ou empreendedorismo, especificamente de caráter educacional.

Apoio à Pesquisa Clínica em Hospitais Universitários sediados no Estado do Rio de Janeiro: O objetivo é apoiar a aquisição e manutenção de equipamentos, bem como obras de infraestrutura, para a execução de projetos de pesquisa clínica em seres humanos. O financiamento total é de R$ 6 milhões.

Apoio à Cooperação Bilateral FAPERJ/ Conicet: Para este edital, foram disponibilizados R$ 2,5 milhões. Cada projeto receberá o valor máximo de R$ 100 mil e terá direito a duas missões de intercâmbio, uma por ano, com duração máxima de 30 dias. Foram aceitas propostas de projeto conjunto em todas as áreas do conhecimento nas quais haja colaboração científica entre pesquisadores de instituições de ensino e pesquisa fluminenses e pesquisadores do Conicet.

Apoio Básico à Pesquisa (APQ 1): Como em edições anteriores, o programa – uma das modalidades de fomento mais antigas da Fundação – continua se mantendo como um dos  mais concorridos e esperados. Dos 605 projetos inscritos, que totalizaram uma demanda de R$ 15,2 milhões em pesquisas voltadas para todas as áreas de conhecimento, foram contemplados 307 projetos – o equivalente a R$ 7,4 milhões, com origem em 30 diferentes instituições.


Veja o vídeo exibido na cerimônia de entrega de termos de outorga

Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes