O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > Comunicação > Arquivo de Notícias > Café das Artes atrai público com música, poesia e literatura
Publicado em: 24/10/2013

Café das Artes atrai público com música, poesia e literatura

 Luciana Lopes

 
  No Café das Artes, Ruy Marques, Lúcia Regina de
       Lucena e o musicólogo Ricardo Cravo Albin

 
Um espaço destinado à música, poesia e literatura foi destaque entre os estandes de divulgação científica da Feira. Pela primeira vez, a comissão organizadora promove o Café das Artes, reservado especialmente para apresentações culturais e artísticas. De acordo com coordenadora do programa de Auxílio à Editoração (APQ 3), da FAPERJ, Mônica Savedra, o objetivo do Café é mostrar o fomento que a Fundação oferece para as áreas de cultura, artes e humanidades. “É importante que todos saibam que a Fundação contempla não apenas projetos de ciência, tecnologia e inovação, como também apoia projetos que estudem a música popular brasileira, que promovam arte e cultura, ou ainda que estimulem a produção literária”, afirmou Mônica.

Na quinta-feira, 10 de outubro, a música instrumental e a música popular brasileira (MPB) dividiram a programação da Manhã Musical, das 11h30 às 13h. O fagotista Aloysio Fagerlande, professor da Escola de Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), executou canções do compositor Francisco Mignone, que vão entrar no repertório de um disco a ser lançado em 2013, como resultado do edital Apoio à Produção e Divulgação das Artes, da Fundação. Foi uma oportunidade de divulgar a sonoridade do fagote, instrumento de orquestra pouco conhecido do grande público.

Em seguida, o poeta Vinicius de Moraes foi homenageado. O musicólogo Ricardo Cravo Albin, presidente do Instituto Cultural Ricardo Cravo Albin (ICCA), deu uma aula sobre a vida e obra do compositor, acompanhado por Lucia Regina de Lucena, que interpretou versos de Vinicius. Cravo Albin exibiu o livro Vinicius de Moraes, editado com apoio da FAPERJ para celebrar a promoção póstuma de Vinicius a embaixador, pelo Itamaraty. À tarde, o Café teve palestra sobre Cinema de países de língua portuguesa, com o pesquisador Jorge Luiz Cruz e o cineasta José Filipe Costa, e Performances poéticas e violão, com Juliana Hollanda, Justo D’Ávila, Thereza Christina e Karla Sabah.

Nesta sexta-feira, 11 de outubro, foi a vez de Cravo Albin apresentar, pela manhã, o projeto MPB nas Escolas. A partir das 14h30, haverá a palestra “Literatura em perspectiva – Murilo Rubião, Nelson Rodrigues e Lima Barreto”, com a participação de Flávio García, Maria Cristina Batalha e Luciana Hidalgo. Depois, a literatura continuou em foco com Poesia Falada, apresentada pelos poetas Caio Meira, Alberto Pucheu, Simone Brantes e Cláudia Roquette-Pinto.

No dia de encerramento da Feira, 12 de outubro, a programação do Café teve os debates “Música Popular e futebol: da contemporaneidade das músicas sertanejas”, por Francisco Luna; “Os letristas da MPB e sua importância, incluindo a atualidade do rap e do funk”, de Euclides Amaral e “Conversando sobre tradução”, por Maria Aparecida Andrade Salgueiro e Maria Elizabeth Chaves de Mello. O Poesia Falada apresentou os poetas Antonio Cícero, Leonardo Fróes e Carlito Azevedo.

Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes