O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > Comunicação > Arquivo de Notícias > Fundação entrega outorgas a Cientistas e Jovens Cientistas do Nosso Estado
Publicado em: 05/09/2013

Fundação entrega outorgas a Cientistas e Jovens Cientistas do Nosso Estado

 Lécio Augusto Ramos

        
 Ruy Marques, Gustavo Tutuca, Luiz Fernando Pezão e o
Governador Sérgio Cabral entrgam termos de outorga

Pesquisadores do mais alto nível acadêmico e gestores em ciência, tecnologia e inovação se reuniram na manhã desta quinta-feira, 5 de setembro, no Salão Nobre do Palácio Guanabara, para prestigiar a cerimônia de entrega dos termos de outorga relativos aos editais
Cientistas do Nosso Estado (CNE) e Jovens Cientistas do Nosso Estado (JCNE). Ao todo, foram laureados 200 pesquisadores – 100 CNE e 100 JCNE. Considerados programas-símbolo da FAPERJ, eles financiam bolsas, por até 36 meses, com o objetivo de custear despesas de pesquisas nas diversas instituições do estado do Rio de Janeiro, realizadas por cientistas de reconhecido mérito.

O governador Sérgio Cabral destacou a importância da perenidade das ações de fomento da FAPERJ, como os programas CNE e JCNE. Com os termos de outorga entregues na solenidade, a Fundação passou a contemplar 560 Cientistas do Nosso Estado e 360 Jovens Cientistas do Nosso Estado. No triênio em que são contemplados, os pesquisadores laureados se comprometem a desenvolver ao menos três atividades científicas ou tecnológicas junto a alunos de escolas públicas sediadas no estado, em uma importante ação para a difusão e popularização da ciência e da tecnologia. "Que os editas Cientistas e Jovens Cientistas do Nosso Estado sejam não apenas uma marca do nosso governo, mas uma marca institucional, e que tenham continuidade em outras gestões", disse Cabral. 

Cabral recordou que seu governo foi o primeiro a respeitar o repasse dos 2% da receita tributária líquida estadual à FAPERJ, o que resultou em uma mudança radical no patamar dos investimentos da Fundação. "As três universidades estaduais – Uerj, Uenf e Uezo – apresentam excelente avanço em sua consolidação, mas não foram somente elas, mas também todas as demais instituições científicas e tecnológicas sediadas no Estado, sejam elas públicas ou privadas”, ressaltou. O governador elogiou ainda a atual administração da Fundação, sob a responsabilidade do presidente Ruy Garcia Marques. "A governança da FAPERJ é transparente. O Palácio não se envolve, só vê os resultados", afirmou Cabral, que se referiu ainda à recente posse de Marques como membro titular da Academia Nacional de Medicina (ANM) como um orgulho para a instituição.

Lécio Augusto Ramos
        
Luiz Cesar Ribeiro recebe seu termo de outorga,
observado por Ruy Marques (E) e Gustavo Tutuca    


O presidente da FAPERJ, Ruy Garcia Marques, reconheceu o apoio que a Fundação vem recebendo desde o início da atual administração estadual, o que vem propiciando regularidade no pagamento dos auxílios e bolsas para o desenvolvimento da pesquisa em todas as instituições de ensino e pesquisa científica e tecnológica sediadas no estado, sejam públicas ou privadas. "Desde 2007, o volume de recursos financeiros disponibilizados e efetivamente executados pela FAPERJ aproxima-se de R$ 1,8 bilhão, uma cifra sequer imaginada previamente. Nesse período, a FAPERJ lançou mais de 180 editais, abrangendo todas as áreas do conhecimento e todos os setores de atividades profissionais", resumiu Marques, lembrando que, somente em 2013, a FAPERJ já lançou 36 editais.

O vice-governador Luiz Fernando Pezão destacou a importância da ciência, tecnologia e inovação para o desenvolvimento estadual. "Lembro quando Cabral, antes de tomarmos posse, em 2006, definiu como um dos seus focos o compromisso de investir na ciência e no meio ambiente", disse Pezão, sobre os recursos destinados à FAPERJ e à Fundação Estadual de Conservação Ambiental na atual gestão. E prosseguiu: "Estão para ser instalados 17 novos institutos de pesquisa no País e 14 deles serão instalados dentro da cidade do Rio de Janeiro. Foi uma conquista inimaginável nos últimos sete anos", ponderou.

O secretário estadual de Ciência e Tecnologia, Gustavo Tutuca, destacou a relevância da cerimônia de entrega de outorgas da Fundação. Segundo ele, o panorama para o desenvolvimento da ciência estadual é positivo. "O estado do Rio de Janeiro está em um bom momento de desenvolvimento econômico, de atração de investimentos e de realização de eventos internacionais. Para o crescimento sustentável do estado, é cada vez maior a importância dos investimentos em ciência, tecnologia e inovação. Principalmente a inovação, que faz girar essa hélice. E a FAPERJ tem sido fundamental nesse cenário", disse Tutuca.

Palácio da Ciência: a futura sede da FAPERJ e da ABC

Antes da cerimônia de entrega de outorgas do CNE e JCNE, houve uma reunião no Palácio Guanabara para apresentação ao Poder Executivo do projeto de restauração do edifício que abrigará a nova sede da FAPERJ, situado na Rua da Alfândega, no Centro do Rio. O mesmo prédio que será o novo endereço da Fundação em 2014 vai receber as instalações da Academia Brasileira de Ciências (ABC), e será conhecido como o Palácio da Ciência. "O edital para licitação desse projeto já está no Tribunal de Contas do Estado e será licitado em breve. A partir do ano que vem teremos a inauguração do Palácio da Ciência. É bom ver o estado do Rio de Janeiro na vanguarda do pensamento e da pesquisa", ressaltou Cabral.

O presidente da Academia Brasileira de Ciências (ABC), Jacob Palis, comemorou os esforços para a entrega do Palácio da Ciência no próximo ano. "Esse será um motivo de festa para a ciência do Rio de Janeiro e do País", disse. E acrescentou: "Não foi à toa que a ABC outorgou a Cabral, oficialmente, o título de 'Governador da Ciência' e grande benemérito da ABC. Registro a importância da gestão estadual nesse processo."

Lécio Augusto Ramos 

           
      Na plateia, pesquisadores e autoridades de todo o estado
              prestigiaram a cerimônia no Palácio Guanabara

Em nome de todos os contemplados pelos editais Cientistas e Jovens Cientistas do Nosso Estado, os pesquisadores Andréa Deslandes (JCNE) da Universidade Gama Filho (UGF); Luiz Cesar Ribeiro (CNE) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e Alessandra Mattos Saliba (JCNE) da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e Jose Marcus de Oliveira Godoy (CNE), da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), receberam seus respectivos termos de outorga das mãos de Cabral, Pezão, Tutuca e Marques.

Entre muitos outros, compareceram à cerimônia o presidente da Academia Nacional de Medicina (ANM), Pietro Novellino; o diretor-geral do Instituto Nacional de Câncer (Inca), Luiz Antonio Santini; o presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), Paulo Melo; o reitor da Universidade Federal Fluminense (UFF), Roberto Salles; o reitor do Centro Universitário Estadual da Zona Oeste (Uezo), Alex Sirqueira; o pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (Uenf), Antônio Amaral, representando o reitor da universidade; e o vice-presidente de Produção e Inovação em Saúde da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Jorge Bermudez, representando o presidente da instituição, Paulo Gadelha.

Representando a FAPERJ, estiveram presentes na solenidade a presidente do Conselho Superior da FAPERJ, Eliete Bouskela; o diretor científico, Jerson Lima Silva, o diretor de Tecnologia, Rex Nazaré Alves; o diretor de Administração e Finanças, José Enio Pinto do Prado, o chefe de gabinete da Presidência, Roberto Dória; entre diversos funcionários e assessores.

Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes