O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > Comunicação > Arquivo de Notícias > Programa de inserção de mestres e doutores nas empresas: 16 pré-selecionados
Publicado em: 01/08/2013

Programa de inserção de mestres e doutores nas empresas: 16 pré-selecionados

A Fundação divulgou nesta quinta-feira, dia 1 de agosto, o resultado preliminar do edital Apoio à Inserção de Mestres e Doutores em Empresas Sediadas no Estado do Rio de Janeiro – 2013. Foram contemplados 16 projetos, pré-selecionados, nas cidades de Rio de Janeiro, Niterói, Campos dos Goytacazes, Duque de Caxias, Bom Jesus de Itabapoana, Porto Real e Petrópolis. O prazo para entrega da documentação para comprovação da regularidade econômica, financeira e fiscal se encerra em 20 de agosto e a divulgação dos resultados finais está prevista para ocorrer a partir de 29 de agosto, com a entrada em vigor das bolsas em 1 de outubro.

Entre as propostas estão estudos e iniciativas em áreas como transporte marítimo de cabotagem; captação, tratamento e distribuição de água; fabricação de biocombustíveis e de produtos farmoquímicos e farmacêuticos; utilização de microalgas na fabricação de biodiesel; desenvolvimento de recipientes (tubetes) com biodegradação controlada a partir de mandioca para plantio de sementes; e emprego de robô para Inspeção e Reparação de Soldas em Tubulações Submarinas, entre outros.

O edital, em sua segunda versão, manteve suas características e seu objetivo, de encurtar o caminho para o desenvolvimento de aplicações práticas de projetos científicos e tecnológicos, estimulando mestres e doutores para a execução de projetos científicos, tecnológicos e de inovação em micro e pequenas empresas (MPEs) fluminenses, ampliando sua competitividade no mercado.

Com recursos de R$ 1,5 milhão, o programa incentiva tanto a cultura da inovação nessas empresas e a participação de mestres e doutores como facilitadores desse processo quanto a transferência de conhecimento adquirido na formação acadêmica para projetos que contribuam para o desenvolvimento de produtos, processos e serviços inovadores, possibilitando o aumento da competitividade dessas empresas e, ainda, o desenvolvimento econômico e social do estado.

O proponente do projeto deve ser, obrigatoriamente, a pessoa jurídica, representada pelo responsável legal da MPE, formalmente designado em seu estatuto. Os candidatos indicados às bolsas devem possuir grau de mestre, ou doutor – de acordo com a modalidade da bolsa pretendida – obtido em programa de pós-graduação stricto sensu reconhecido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Nível Superior (Capes). Outro requisito do programa é que tanto o proponente quanto os demais integrantes associados a cada equipe comprovem experiência no tema proposto e em áreas correlatas. Isso poderá ser feito por meio de declaração de terceiros, clientes e/ou parceiros no desenvolvimento de outros produtos ou processos, e sinopse descritiva dos processos e produtos desenvolvidos.

Com duração de 12 (doze) meses, e a possibilidade de, no máximo, uma renovação por igual período, as bolsas obedecerão a diversos critérios e valores, de acordo com a qualificação e experiência do bolsista, comprovada em seu currículo Lattes, e da atividade a ser desenvolvida: Mestre-empresa 1 (ME1) - Mestre na área de execução do projeto, sem experiência em atividades de pesquisa, desenvolvimento ou inovação: R$ 2.800; Mestre-empresa 2 (ME2) - Mestre na área de execução do projeto, com ao menos três anos de experiência comprovada em atividades de pesquisa, desenvolvimento ou inovação: R$ 3.640; Mestre-empresa 3 (ME3) - Mestre na área de execução do projeto, com ao menos cinco anos de experiência comprovada em atividades de pesquisa, desenvolvimento ou inovação: 4.370; Doutor-empresa 1 (DE1) - Doutor na área de execução do projeto, sem experiência em atividades de pesquisa, desenvolvimento ou inovação: R$ 3.640; Doutor-empresa 2 (DE2) - Doutor na área de execução do projeto, com ao menos três anos de experiência comprovada em atividades de pesquisa, desenvolvimento ou inovação: R$ 4.740; Doutor-empresa 3 (DE3) - Doutor na área de execução do projeto, com ao menos cinco anos de experiência comprovada em atividades de pesquisa, desenvolvimento ou inovação: R$ 5.690.

Como contrapartida, as micro e pequenas empresas deverão apresentar, no mínimo, 10% do valor correspondente ao valor da bolsa para uso nos projetos inscritos. Em sua execução, também poderão ser empregados recursos de outras empresas que se mostrarem interessadas em participar.

Durante o segundo ano de vigência da bolsa, ocorrendo a contratação do bolsista pela empresa em que estiver desenvolvendo o projeto, a bolsa poderá ser mantida, na razão de 60% de seu valor.

Confira a listagem completa dos pré-selecionados no edital de Apoio à Inserção de Mestres e Doutores em Empresas Sediadas no Estado do Rio de Janeiro – 2013

Veja a íntegra do edital clicando aqui

Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes