O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > Comunicação > Arquivo de Notícias > FAPERJ faz entrega de outorgas e lança livro na sede da ABC
Publicado em: 27/06/2013

FAPERJ faz entrega de outorgas e lança livro na sede da ABC

Fotos:  Lécio Augusto Ramos

    
    Jacob Palis (esq.), Ruy Garcia Marques, Gustavo Tutuca,
      Roberto Salles e Eliete Bouskela compuseram a mesa
Pela primeira vez, a Fundação faz a entrega, em uma única cerimônia, dos termos de outorga de 12 de seus programas de fomento: Apoio a Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu em Universidades Estaduais; Apoio à Pesquisa em Transplante de “rgãos e Tecidos no Estado do Rio de Janeiro; Apoio à Atualização de Acervos Bibliográficos nas Instituições de Ensino Superior e Pesquisa; Apoio à Inovação Tecnológica; Apoio a Projetos de Pesquisa na Área de Humanidades; Apoio à Produção e Divulgação das Artes no Estado do Rio de Janeiro; Apoio à Implantação, Recuperação e Modernização da Infraestrutura para Pesquisa nas Universidades Estaduais do Rio de Janeiro; Apoio à Instituição Estadual de C&T – Faetec; Apoio à Pesquisa Agropecuária no Estado do Rio de Janeiro; Apoio à Instituição Estadual de Educação Superior a Distância e Divulgação Científica – Cecierj/Cederj; Apoio às Engenharias; Apoio à inovação tecnológica no setor produtivo; e programa de estágio de Doutorando no Exterior (doutorado-sanduíche). O evento ocorreu na manhã desta última terça-feira, 25 de junho, no anfiteatro da Academia Brasileira de Ciências (ABC), onde 294 pesquisadores e empreendedores receberam seus termos de outorga, o que significou um total de R$ 50 milhões em investimentos em projetos científicos, tecnológicos e de inovação. Na ocasião, também foi lançado o livro Memórias da FAPERJ - A trajetória da agência de fomento à ciência e tecnologia do Estado do Rio de Janeiro (1980-2013), em comemoração aos 33 anos de existência da Fundação, completados em junho de 2013. Além de contar a história da FAPERJ, o livro apresenta seu relatório de atividades.

Representando o governador Sérgio Cabral, o secretário estadual de Ciência e Tecnologia, Gustavo Tutuca, frisou que o estado do Rio de Janeiro está retomando seu lugar de destaque no setor da ciência, tecnologia e inovação (C,T&I). "Atualmente, 17 centros de pesquisa e inovação tecnológica estão sendo instalados no território nacional, sendo que 14 deles ficarão dentro dos limites territoriais fluminenses." O secretário lembrou que, mesmo em momentos de dificuldade, o governo vem garantindo, desde 2007, o repasse dos 2% da arrecadação líquida do estado para a FAPERJ. Com isso, está sendo mantida uma média de R$ 350 milhões, por ano, para investimentos em ciência e tecnologia, por meio de diversos editais. Tutuca destacou a importância de três editais específicos: "O primeiro é o apoio à Faetec, que dá todo suporte ao ensino técnico do nosso estado, fundamental para dar continuidade ao desenvolvimento econômico e científico que estamos alcançando; o segundo é o apoio à Cecierj e Cederj, que vêm sendo reconhecidos com excelentes ferramentas de interiorização do ensino universitário e da divulgação científica no estado; e por último, a parceria com a Pesagro, que ajuda a desenvolver todo o setor agropecuário fluminense", afirmou. Fechando o discurso, Tutuca saudou o lançamento do livro de memórias da FAPERJ. "O livro não apenas revisita a história da instituição, mas destaca sua atuação no estado como peça-chave do sistema nacional de apoio à ciência, tecnologia e inovação."

 
Erika Cabral, do Centro Universitário da Zona Oeste, recebe   
do
secretário de C&T Gustavo Tutuca seu termo de outorga   
 
Ao falar sobre a importância e as particularidades de cada um dos 12 programas em destaque na solenidade, o presidente da FAPERJ, Ruy Garcia Marques, anunciou, em primeira mão, que o valor das bolsas do programa de estágio de Doutorando no Exterior (doutorado-sanduíche) será reajustado em 10% já a partir do próximo mês de julho, acompanhando o aumento aprovado pelo conselho superior da Fundação para as bolsas de mestrado, doutorado e pós-doutorado. Marques destacou que a cerimônia de entrega de termos de outorga é uma excelente oportunidade para mostrar à comunidade científica e tecnológica como têm sido aplicados os recursos financeiros recebidos. Ele ressalta que uma das metas estabelecidas pela FAPERJ foi de fomentar a recuperação da infraestrutura para pesquisa nas instituições de pesquisa sediadas no estado, sejam elas públicas ou privadas, estaduais, municipais ou federais. "Os resultados já são observados. Pela avaliação trienal realizada pela Capes, o crescimento da qualidade dos cursos de pós-graduação fluminense foi acentuado. Na última análise, realizada em 2010, o Rio de Janeiro passou a contar com 21% dos programas nacionais com conceitos de excelência seis e sete. Também cresceram os cursos com conceitos cinco e quatro, aliado a uma diminuição dos cursos de conceito três, que é o mínimo exigido pela Capes para que haja credenciamento. Em outubro, quando for realizada mais uma avaliação, temos certeza de que novos bons resultados serão divulgados."

Já finalizando o seu discurso, Ruy Marques também agradeceu ao secretário Gustavo Tutuca: "Quero aproveitar a oportunidade para, em nome da comunidade científica e tecnológica do nosso estado, agradecer ao secretário Gustavo Tutuca toda a atenção que ele, bem como sua equipe, representados pelos subsecretários Alexandre Vieira e Antônio Augusto Raupp, vêm dispensando à FAPERJ. Tudo isso que tem sido possível realizar, deve-se, fundamentalmente, ao importante apoio que a FAPERJ vem recebendo dos senhores secretário e subsecretário, bem como de toda a comunidade científica e tecnológica fluminense."

Para o presidente da Academia Brasileira de Ciências, Jacob Palis, a FAPERJ vem mostrando uma vitalidade impressionante nos últimos anos. "Parabenizo a atual gestão da Fundação pelo excelente trabalho que tem desempenhado para alavancar o desenvolvimento da ciência, tecnologia e inovação do Rio de Janeiro. Hoje, a FAPERJ é reconhecida e respeitada em todo o País e até internacionalmente."

Em nome dos pesquisadores contemplados no edital Apoio à Inovação Tecnológica no Estado do Rio de Janeiro, o empreendedor Luiz Cezar Sampaio Pereira, responsável pela empresa Enersud Indústria e Soluções Energéticas Ltda., do município de Maricá, destacou que os editais da FAPERJ são um filtro para o mundo real ao estabelecer os campos onde se faz necessário o trabalho de pesquisa. "As publicações, eventos, seminários e encontros realizados tiram o pesquisador de seu tradicional isolamento, levando-o a uma troca de experiência que normalmente não existiria na comunidade", afirma Pereira. Ele ressaltou ainda que a forma como a Fundação se relaciona com pesquisadores e empresas apoiados tem sido fator de estímulo e permanente desafio.

Falando em nome de todos os contemplados no programa de Apoio à Implantação, Recuperação e Modernização da Infraestrutura para Pesquisa nas Universidades Estaduais do Rio de Janeiro, o pesquisador Carlos Jorge Logullo de Oliveira, da Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf), ressaltou a importância da interiorização dos recursos. "A FAPERJ tem destinado recursos para o desenvolvimento de ciência e tecnologia em diversos municípios, como Campos dos Goytacazes, Angra dos Reis, Cabo Frio, entre muitos outros. Em contrapartida, a comunidade acadêmica tem respondido à altura, com o aumento de uma produção científica de qualidade."

 
 

   Juliana dos Santos Barobosa Neto recebe de
Jacob Palis outorga para seu doutorado-sanduíche

 

Thereza Christina Barja-Fidalgo, da Uerj, recebeu seu termo de outorga, representando os 11 novos projetos contemplados no programa Apoio à Implantação, Recuperação e Modernização da Infraestrutura para Pesquisa nas Universidades Estaduais do Rio de Janeiro; Érika Dias Cabral, do Centro Universitário da Zona Oeste (Uezo), representou os 33 pesquisadores contemplados no programa de Apoio a Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu em Universidades Estaduais; Lucio Filgueiras Pacheco Moreira, do Centro Estadual de Transplantes (CET), foi o representante dos sete contemplados no programa de Apoio à Pesquisa em Transplante de “rgãos e Tecidos no Estado do Rio de Janeiro; Demerson Nunes Gonçalves, da Universidade Católica de Petrópolis (UCP), recebeu seu termo de outorga, representando os 31 projetos contemplados no edital Apoio à Atualização de Acervos Bibliográficos nas Instituições de Ensino Superior e Pesquisa; Fátima Gonçalves Cavalcante, da Universidade Veiga de Almeida (UVA), representou os 38 projetos contemplados no programa de Apoio a Projetos de Pesquisa na Área de Humanidades; Tirlê Cruz Silva, da Universidade Castelo Branco (UCB), recebeu seu termo de outorga em nome dos 21 contemplados no edital Apoio à Produção e Divulgação das Artes no Estado do Rio de Janeiro; Pablo Pereira Corrêa Klaver, Faetec, de Campos dos Goytacazes, representou os 18 novos projetos contemplados no programa Apoio à Instituição Estadual de C&T – Faetec; Eliane Rodrigues, da Pesagro-Niterói, recebeu seu termo de outorga, representando os 11 novos projetos contemplados no programa Apoio à Pesquisa Agropecuária no Estado do Rio de Janeiro; Mônica Santos Dahmouche, da Fundação Centro de Ciências e Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro (Cecierj), representou os sete pesquisadores contemplados no programa de Apoio à Instituição Estadual de Educação Superior a Distância e Divulgação Científica – Cecierj/Cederj; Antonio Fernando Catelli Infantosi, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), foi o representante dos 29 contemplados no programa de Apoio às Engenharias; Fátima Aparecida Pimentel Vargas, produtora rural do município de Varre-Sai, recebeu seu termo de outorga em nome dos 70 contemplados no edital Apoio à Inovação Tecnológica no Estado do Rio de Janeiro; e Juliana dos Santos Barbosa Netto, da Uerj, recebeu seu termo de outorga, representando os 18 novos bolsistas do programa de estágio de Doutorandos no Exterior (doutorado-sanduíche).

A cerimônia, que contou com grande número de representantes da comunidade científica e tecnológica e de autoridades, lotando completamente o auditório da ABC, também teve a presença do reitor da Universidade Federal Fluminense (UFF), Roberto Salles; da presidente do Conselho Superior da FAPERJ, Eliete Bouskela; do presidente da Faetec, Celso Pansera; do presidente da Cecierj, Carlos Eduardo Bielschowsky; do presidente da Pesagro, Rafael Miranda; e do ex-presidente da FAPERJ, Pedrito Rocha Filho, além de muitas outras autoridades.

Lançamento do livro Memórias da FAPERJ

A cerimônia também incluiu o lançamento de uma nova publicação da FAPERJ, em comemoração aos 33 anos da Fundação: Memórias da FAPERJ – A trajetória da agência de fomento à ciência e tecnologia do Estado do Rio de Janeiro (1980-2013).

Reprodução

  
Livro destaca a trajetória da FAPERJ e sua 
importância para o fomento à C,T&I estadual    
    
Em seu discurso, Ruy Marques disse: "É para comemorar os 33 anos de existência da FAPERJ, completados em 16 de junho, que hoje estamos lançando um livro alusivo à sua trajetória, entre 1980 e 2013, intitulado Memórias da FAPERJ’. A FAPERJ tem muito para contar! Foi pensando nisso que decidimos editar esta obra, descrevendo a história da Fundação, a partir de informações retiradas de muitos documentos e também da vivência de seus funcionários e gestores, além de muitos pesquisadores e empreendedores. Mais do que um relatório de atividades da FAPERJ, a publicação também contém uma descrição sucinta das modalidades de auxílios e bolsas que vimos praticando, com menção especial aos mais de 150 programas/editais lançados desde 2007, a maioria deles inéditos, com uma execução orçamentária que superou R$ 1,7 bilhão, um valor sequer imaginado previamente. É com grande satisfação, que passo às mãos do secretário Gustavo Tutuca esta publicação, que narra a história da Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro – a nossa FAPERJ." Em seguida, Ruy Marques entregou um exemplar do livro para cada um dos demais componentes da mesa: Eliete Bouskela; Jacob Palis e Roberto Salles.

Em depoimento ao Boletim Eletrônico Semanal da FAPERJ, Ruy Marques fez questão de ressaltar a excelente qualidade da obra publicada: "É uma grande satisfação poder dizer que o livro Memórias da FAPERJ foi produzido inteiramente por funcionários da Fundação. São muitas as pessoas a quem devemos agradecimentos pelo lançamento de obra tão significativa, mas quero ressaltar a grande dedicação da coordenadora geral da publicação, Débora Motta de Oliveira, jornalista da Fundação, integrante do nosso Núcleo de Difusão Científica e Tecnológica. A seriedade e responsabilidade com que Débora tratou dos mínimos detalhes do livro são altamente elogiáveis e a ela agradeço muitíssimo pela paciência, discernimento e profissionalismo. Outra funcionária a ser destacada é a nossa designer Mirian Dias, pela qualidade impecável na apresentação de toda a obra. Sem qualquer dúvida, Débora e Mirian, além de, principalmente, Lécio, Marcelo e Sabrina, mas também muitos outros, fizeram uma grande diferença, e fica aqui realçada a nossa gratidão."

 

 

Baixar o livro: Memórias da FAPERJ – A trajetória da agência de fomento à ciência e tecnologia do Estado do Rio de Janeiro (1980-2013) (24 MB - PDF)

 

Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes