O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > Comunicação > Arquivo de Notícias > Fundação anuncia apoio a 106 novos projetos
Publicado em: 06/06/2013

Fundação anuncia apoio a 106 novos projetos

Ao divulgar o resultado de seis diferentes editais – Apoio a projetos de pesquisa na área de Humanidades – 2013; Apoio à produção e divulgação das artes no estado do Rio de Janeiro – 2013; Apoio à implantação, recuperação e modernização da infraestrutura para pesquisa nas universidades estaduais do Rio de Janeiro – Uerj, Uenf e Uezo – 2013; Apoio à pesquisa agropecuária no Estado do Rio de Janeiro – 2013; Apoio a instituição estadual de ciência e tecnologia – Faetec – 2013; e Apoio a instituição estadual de educação superior a distância e divulgação científica – Cecierj/Cederj – 2013 – a diretoria da Fundação anuncia que financiará 106 novos projetos. Isso traduz em um total de investimentos de R$ 23 milhões na C&T fluminense.

Com 38 novos projetos contemplados, o programa de Apoio a projetos de pesquisa na área de Humanidades – 2013 beneficiará 14 instituições sediadas no estado do Rio de Janeiro. Entre elas, a Universidade Federal Fluminense (UFF) foi a que mais teve propostas aprovadas, com oito, seguida pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), com sete; e a Pontifícia Universidade Católica (PUC-Rio), com cinco. A Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) tiveram, cada, três projetos contemplados; enquanto a Universidade do Grande Rio (Unigranrio), a Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) e a Universidade Cândido Mendes (Ucam) aprovaram, cada, duas propostas. Também foram beneficiadas a Universidade Veiga de Almeida (UVA), a Universidade Severino Sombra (USS), a Universidade Salgado de Oliveira (Universo), Centro Universitário Uniabeu, a Fundação Getúlio Vargas (FGV) e a Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf).

Para financiar esses novos projetos, o edital conta com recursos de R$ 3 milhões, com os quais deverá fortalecer propostas que contribuam para o desenvolvimento nos campos das Ciências Humanas; Ciências Sociais e Aplicadas, Linguística e Letras no estado. Puderam submeter propostas equipes formadas por coordenador e pesquisadores associados com destacada experiência nas subáreas definidas no edital em que se insira a proposta, particularmente nos últimos cinco anos. O projeto apresentado também precisou demonstrar impacto sobre os programas de pós-graduação nas áreas objeto, nas instituições a que seus pesquisadores estão vinculados.

Com propostas enquadradas em uma de duas faixas, de acordo com o montante solicitado: Faixa A – entre R$ 40.001 e R$ 100 mil – mínimo de três pesquisadores doutores; Faixa B – até R$ 40 mil – mínimo de dois pesquisadores doutores, os recursos do programa se destinam a custear despesas de capital (40% do total), como a aquisição de materiais permanentes e equipamentos; enquanto os restantes 60% financiarão despesas de custeio, entre as quais se enquadram serviços; diárias e passagens; material de consumo, componentes e/ou peças de reposição de equipamentos; e despesas de importação, entre outras.

Com recursos de R$ 2 milhões, o resultado divulgado do edital Apoio à produção e divulgação das artes no estado do Rio de Janeiro – 2013 contemplou 21 novos projetos, de sete instituições fluminenses.

Voltado a estimular projetos de caráter multidisciplinar, nas subáreas de Fundamentos e Críticas das Artes; Artes Plásticas; Música; Dança; Teatro; “pera; Fotografia; Cinema; Artes do Vídeo; e Educação Artística, de demonstrem relevância e aplicabilidade para o desenvolvimento científico, tecnológico, cultural, ambiental, econômico e social fluminense, o programa visa a impacto não apenas para as instituições envolvidas, mas também para o desenvolvimento de programas de pós-graduação nas áreas-objeto. Puderam inscrever propostas coordenadores de equipe com marcante experiência na subárea em que seu projeto se insira, especialmente nos últimos cinco anos, apresentados em portfolio.

As propostas submetidas foram classificadas em uma de duas faixas, de acordo com o montante solicitado: Faixa A – entre R$ 40.001e R$ 100 mil (serão apoiadas até oito propostas nesta faixa); Faixa B – até R$ 40 mil. Dez por cento do total de recursos do programa serão destinados a cada uma das subáreas-tema – Fundamentos e Críticas das Artes; Artes Plásticas; Música; Dança; Teatro; “pera; Fotografia; Cinema; Artes do Vídeo; e Educação Artística. Desses recursos, 40% se destinam a custear despesas de capital e 60% financiarão despesas de custeio. Os projetos contemplados também terão até 24 meses para sua execução, contados a partir da data de liberação dos recursos.

Na terceira edição do edital de Apoio à implantação, recuperação e modernização da infraestrutura para pesquisa nas universidades estaduais do Rio de Janeiro – Uerj, Uenf e Uezo, 11 propostas foram aprovadas. Entre elas, há, por exemplo, projetos que pretendem desenvolver ampla investigação multidisciplinar na Ilha Grande, como forma de subsidiar a conservação e sustentabilidade da biodiversidade marinha e terrestre da região; os planos para implantação do Centro Multidisciplinar de Pesquisa em Obesidade (Cempo) na Uerj; e o programa que pesquisará doenças degenerativas e infecciosas nas populações urbanas.

Criado em 2009 para financiar a aquisição e manutenção de equipamentos, e a execução de obras de infraestrutura, com vista à recuperação e à criação de novas perspectivas para a pesquisa nas instituições estaduais fluminenses, o edital de Apoio à implantação, recuperação e modernização da infraestrutura da Uerj, Uenf e Uezo é inspirado na chamada CT-Infra, da Finep. A atual edição contou do R$ 15 milhões.


Puderam submeter propostas equipes de pesquisadores com vínculo empregatício ou funcional na Uerj, Uenf e Uezo, dentre os quais coordenador, vice-coordenador e pesquisadores associados, com grau de doutor ou equivalente, precisavam estar ativa e produtivamente envolvidos em pesquisa relevante para a proposta, que também deveriam mostrar potencial multiplicador para a geração de produtos tecnológicos e apresentar aplicabilidade e relevância para o desenvolvimento científico, tecnológico, econômico, ambiental e social das diferentes regiões fluminenses. Os equipamentos a serem adquiridos também precisavam ter escopo multiusuário e utilização multidisciplinar, sendo gerido por um comitê gestor, de, no mínimo, três pesquisadores.

Os recursos do programa serão disponibilizados para financiar despesas de capital (90%) e despesas de custeio (10%). Os equipamentos e bens permanentes adquiridos deverão permanecer nas instituições ou campiregionais das universidades que submeteram as propostas.


Pesagro, Faetec e Cecierj/Cederj: R$ 3 milhões para editais específicos


Em mais três editais específicos, outros 36 projetos foram contemplados. Em Apoio à pesquisa agropecuária no Estado do Rio de Janeiro – 2013, foram aprovados 11 propostas; no programa de Apoio a instituição estadual de ciência e tecnologia – Faetec – 2013, foram 18 beneficiados, enquanto o edital de Apoio a instituição estadual de educação superior a distância e divulgação científica – Cecierj/Cederj – 2013 aprovou sete projetos. 

Segundo o presidente da Fundação, Ruy Garcia Marques, "a FAPERJ deve ter um olhar diferenciado para instituições estaduais, como essas, em que a prática da pesquisa ainda não está completamente consolidada, notadamente pela ausência de infraestrutura adequada. Portanto, da mesma forma como já fazemos com as universidades estaduais, desde 2007, tem sido prática nossa lançar programas específicos para apoio a algumas instituições estaduais de C&T, como Pesagro-Rio e Faetec. Neste ano passamos a ter um programa de fomento voltado às atividades de pesquisa e divulgação científica desenvolvidas no CECIERJ, órgão vinculado a Secretaria de Ciência e Tecnologia que gerencia o CEDERJ, o Consórcio que reúne universidades sediadas no Rio de Janeiro para oferta de ensino a distância”.


Cada um dos três editais mantém algumas características comuns: as propostas tiveram a anuência do dirigente máximo de cada uma das instituições (Pesagro-Rio, Faetec e Cecierj); além do coordenador de cada um dos projetos e dos pesquisadores associados, a equipe pôde incluir pós-doutores, pós-graduandos, estagiários e pessoal técnico-administrativo das instituições partícipes. E entre os critérios de avaliação de propostas, foram considerados tanto o escopo multiusuário para a utilização de eventuais equipamentos e materiais permanentes solicitados quanto a relevância para o desenvolvimento científico, tecnológico, ambiental, econômico e social do estado.


No tocante ao montante solicitado, os três programas também apresentam mais uma semelhança: as propostas deveriam estar enquadradas em uma de duas faixas: Faixa A – de R$ 100.001 a R$ 200 mil; Faixa B – de R$ 50 mil a R$ 100 mil. Os recursos apoiarão despesas de capital e necessárias para o desenvolvimento do projeto de pesquisa. O prazo para execução dos projetos contemplados é de até 24 meses.

Ao edital de Apoio à pesquisa agropecuária no estado do Rio de Janeiro – 2013, puderam submeter propostas equipes de pesquisadores com vínculo empregatício ou funcional em instituições de ensino e pesquisa sediadas no estado, designando-se entre eles um coordenador, sendo os demais considerados como pesquisadores associados. Também devia integrar o grupo um pesquisador com projeto em áreas afim ao projeto, com vínculo empregatício com a Empresa de Pesquisa Agropecuária do Estado do Rio de Janeiro (Pesagro-Rio).


No caso do programa de Apoio à instituição estadual de ciência e tecnologia – Faetec – 2013, visando contribuir para implantação, adequação, modernização e otimização da infraestrutura de laboratórios e outros ambientes tecnológicos, puderam submeter propostas pesquisadores com vínculo empregatício e em atividade na Faetec, dentre os quais também foi nomeado um coordenador – com grau de doutor ou equivalente, apresentar produção científica ou tecnológica de qualidade, especialmente nos últimos cinco anos, e estar ativa e produtivamente envolvido em pesquisa relevante para a proposta –, sendo os demais participantes considerados como pesquisadores associados.


Já o programa de Apoio à instituição estadual de educação superior a distância e divulgação científica – Cecierj/Cederj – 2013 – voltado a estimular iniciativas de interiorização, difusão da educação superior e divulgação científica fluminense – visa incentivar a expansão da educação superior a distância (EAD) e a divulgação científica no estado do Rio de Janeiro. Para isso, o programa apoia projetos de pesquisadores com vínculo empregatício ou funcional na Fundação Centro de Ciências e Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro (Cecierj), consorciados com o Centro de Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro (Cederj), com vistas à melhoria das práticas de ensino-aprendizagem; à formação continuada de professores do ensino fundamental, médio e superior; da infraestrutura de laboratórios e demais ambientes tecnológicos. Na avaliação dos projetos, foram considerados tanto o escopo multiusuário para a utilização de equipamentos e materiais permanentes quanto a relevância para o desenvolvimento científico, tecnológico, ambiental, econômico e social fluminense.

 

 

Confira a listagem completa dos contemplados no edital Apoio a projetos de pesquisa na área de Humanidades – 2013

Confira a listagem completa dos contemplados no edital Apoio à produção e divulgação das artes no estado do Rio de Janeiro – 2013

Confira a listagem completa dos contemplados no edital Apoio à implantação, recuperação e modernização da infraestrutura para pesquisa nas universidades estaduais do Rio de Janeiro – Uerj, Uenf e Uezo

Confira a listagem completa dos contemplados no edital Apoio à pesquisa agropecuária no estado do Rio de Janeiro – 2013

Confira a listagem completa dos contemplados no edital Apoio à instituição estadual de ciência e tecnologia – Faetec – 2013

Confira a listagem completa dos contemplados no edital  Apoio à instituição estadual de educação superior a distância e divulgação científica – Cecierj/Cederj – 2013

Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes