O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > Comunicação > Arquivo de Notícias > Entrega de outorgas da FAPERJ marca importância do estado
Publicado em: 23/05/2013

Entrega de outorgas da FAPERJ marca importância do estado

 Carlos Magno

    
       Em sua fala, Cabral ressaltou que o estado vem retomando 
      a sua posição de destaque como produtor de conhecimento
A retomada do lugar de destaque do Rio de Janeiro no setor da ciência, tecnologia e inovação (C,T&I) e o balanço positivo da FAPERJ marcaram a cerimônia de entrega dos termos de outorga de sete editais da Fundação, realizada nesta segunda-feira, 20 de maio, no Salão Nobre do Palácio Guanabara. Na solenidade, foram outorgados 232 pesquisadores contemplados no programa de Apoio a Projetos Temáticos; Pós-Doutorado Nota 10; Estudo de Temas Relacionados à Saúde e Cidadania de Pessoas Idosas; Apoio a Equipes Discentes em Projetos de Base Tecnológica para Competições de Caráter Educacional; Criação e Implementação de Assessoria Internacional em Instituições Científicas e Tecnológicas; Criação e Implementação de Núcleos de Inovação Tecnológica em Instituições Científicas e Tecnológicas; Apoio a Editoras de Instituições Científicas e Tecnológicas. Ao todo, os recursos disponibilizados nos sete programas somam aproximadamente R$ 34 milhões.

Durante a cerimônia, o governador Sérgio Cabral ressaltou que o estado do Rio de Janeiro vem retomando a sua posição de destaque tanto como polo atrativo de novos centros de pesquisa quanto como produtor de conhecimento. "Atualmente, 17 centros de pesquisa e inovação tecnológica estão sendo instalados no território nacional e 14 deles ficarão dentro dos limites territoriais do estado do Rio de Janeiro. Certamente o elevado número de PhDs existente em nossas instituições de ensino e pesquisa é um fator determinante para atração destes novos centros", afirmou Cabral. O governador louvou também o trabalho dos pesquisadores da FAPERJ, que recebem apoio exclusivamente pelo mérito, na capacidade cientifica e na qualidade das propostas apresentadas à Fundação. "Sem esquecer que nosso objetivo é incentivar que o progresso da ciência seja acompanhado do progresso da qualidade de vida da população", acrescentou.

 Carlos Magno
     
 Ruy Marques destacou que, em seis anos e meio, a Fundação   
      investiu mais de R$ 1,7 bilhão, em mais de 150 editais
     
O governador destacou ainda que o estado também passa por um crescimento no setor educacional profissionalizante e técnico. "Nos últimos cinco anos, a Fundação Centro de Ciência e Educação Superior à Distância do Estado do Rio de Janeiro (Cecierj) passou de 10 mil para 30 mil alunos formados por ano em todas as universidades públicas do estado, por meio do consórcio Cederj. Já pela Fundação de Apoio à Escola Técnica do Estado do Rio de Janeiro (Faetec), são formados, em média, 280 mil alunos no ensino profissionalizante e 13 mil no ensino técnico. Em primeiro lugar, isso significa empregabilidade e mão de obra qualificada para atuar, por exemplo, no crescimento vigente do estado que se prepara para receber grandes e importantes eventos internacionais", exemplificou Cabral.

O vice-governador Luiz Fernando de Souza Pezão destacou a importância da interiorização dos fomentos da FAPERJ e lembrou ainda que o governo tem buscado alcançar o crescimento econômico aliado ao desenvolvimento da sociedade. "Esses dois fatores têm ajudado a atrair empresas e empregos para o todo o estado. O Rio de Janeiro, sem dúvidas, está voltando a ser protagonista no cenário nacional e internacional", afirmou Pezão.

Para o secretário estadual de Ciência e Tecnologia, Gustavo Tutuca, mesmo em momentos de dificuldade, o governo vem garantindo, desde 2007, o repasse dos 2% da arrecadação líquida do estado para a FAPERJ. Com isso, este ano, estará garantido um montante de R$ 340 milhões para investimentos em ciência e tecnologia, por meio de diversos editais. Gustavo Tutuca destacou ainda outras duas realizações da Fundação: uma é seu empenho em promover fóruns de debates abordando diferentes temas, a exemplo dos dois primeiros, que abordaram o Desenvolvimento de Fármacos, em março, e a Cooperação Internacional em Ciência, Tecnologia e Inovação, em abril; a outra é buscar parcerias para programas de fomento em conjunto com o setor privado, como a Amil Life Science e a Rede D`Or, como forma de facilitar a aproximação entre academia e empresa.

Ao falar sobre a importância e as particularidades de cada um dos sete programas em destaque na solenidade, o presidente da FAPERJ, Ruy Garcia Marques, anunciou em primeira mão que o valor das bolsas do inédito programa Pós-Doutorado Nota 10 será reajustado já no primeiro mês de vigência. "Cabe lembrar que, desde 2007, uma das metas da Fundação foi investir na formação de recursos humanos e na fixação definitiva dos pós-doutores em nossas instituições de ensino, para evitar ao máximo a evasão para outros estados e até mesmo países", afirmou Marques.

 Carlos Magno

      
      Ruy Marques, Pezão, Cabral e Tutuca parabenizaram
        pessoalmente um contemplado de cada programa

O presidente da FAPERJ fez ainda um balanço sobre o crescimento da instituição. "Nos últimos seis anos e meio, o volume de recursos financeiros disponibilizados e efetivamente executados pela Fundação superou a marca de R$ 1,7 bilhão, uma cifra sequer imaginada previamente. Lançamos, nesse período, mais de 150 editais, que abrangeram todas as áreas do conhecimento e setores de atividades profissionais", disse Marques. Ele destacou ainda que o estado do Rio de Janeiro assumiu o compromisso com a prática de pagar em tempo hábil os recursos destinados aos contemplados em cada edital. "Isso vem sendo rigorosamente cumprido. O aumento expressivo do orçamento da Fundação, aliado ao pagamento previsível e absolutamente em dia, vem modificando radicalmente o patamar da pesquisa em todas as instituições de pesquisa e tecnologia sediadas no estado do Rio de Janeiro, sejam elas públicas ou privadas, municipais, estaduais ou federais."

Para falar em nomes dos pesquisadores contemplados no edital Apoio a Projetos Temáticos, foi convidado Fernando Lázaro Freire Junior, professor da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (Puc-Rio) e diretor do Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF). Fernando Lázaro, que desenvolve pesquisas inovadoras com o grafeno, destacou o crescimento da FAPERJ tanto no aspecto orçamentário como também sob o ponto de vista de sua autonomia. "Nos últimos anos, a Fundação passou a atuar efetivamente como uma agência de fomento, com uma agenda própria articulada com as prioridades do estado. Dessa forma, tem contribuído de forma decisiva pra consolidar a posição privilegiada que o estado do Rio de Janeiro tem no cenário de ciência, tecnologia e inovação, o que pode ser constatado ao observamos o aumento das notas dos programas de pós-graduação em várias áreas do conhecimento."

Em nome de todos os contemplados no programa Pós-Doutorado Nota 10, a pesquisadora Priscila Alves Maranhão, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, ressaltou a importância deste edital. "Esta iniciativa permite grande incentivo ao crescimento profissional e pessoal na área acadêmico-científica e também ao desenvolvimento de pesquisas de alto nível. Com este auxílio, nós bolsistas podemos nos dedicar em tempo integral aos nossos projetos." Sob a orientação da professora Eliete Bouskela, Priscila realizará pós-doutorado do programa de Pós-Graduação em Fisiopatologia Clínica e Experimental (Fisclinex), da Uerj.

 Paul Jurgens
        
  Para o pesquisador Fernando Lázaro, nos últimos anos, a FAPERJ   
    ganhou autonomia e passou a atuar com uma agenda própria
  
Messias Gonzaga Pereira, da Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf), recebeu seu termo de outorga, representando os 128 novos projetos contemplados no programa Apoio a Projetos Temáticos; Jussiano Martins Rodrigues, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ),  representou os 30 bolsistas contemplados no programa de Pós-Doutorado Nota 10; Pedro Hernan, da Universidade do Grande Rio (Unigranrio), foi o representante dos 28 contemplados no programa de Apoio a Estudos de Temas Relacionados à Saúde e Cidadania de Pessoas Idosas (Pró-idoso); Elton Rodrigo de Souza Sereno, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (IFRJ), recebeu seu termo de outorga, representando os 20 projetos contemplados no edital de Apoio a Equipes Discentes em Projetos de Base Tecnológica para Competições de Caráter Educacional; Renato Crespo Pereira, da Universidade Federal Fluminense (UFF), representou os oito projetos contemplados no programa de Apoio à Criação e Implementação de Assessoria Internacional em Instituições Científicas e Tecnológicas; Ralph Santos, da Universidade Estadual da Zona Oeste (Uezo), recebeu seu termo de outorga em nome dos dois contemplados no edital de Apoio à Criação e Implementação de Núcleos de Inovação Tecnológica em Instituições Científicas e Tecnológicas; e Ítalo Moriconi, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), representou os seis novos projetos contemplados no programa Apoio a Editoras de Instituições Científicas e Tecnológicas.

A cerimônia, que contou com grande número de representantes da comunidade científica e tecnológica e de autoridades, também teve a presença do presidente da Alerj, deputado Paulo Melo; do reitor da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), Ricardo Vieiralves; do reitor da Pontifícia Universidade Católica (PUC-Rio), padre Josafá Carlos de Siqueira; do reitor da Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf), Silvério de Paiva Freitas; do reitor do Centro Universitário Estadual da Zona Oeste (Uezo), Alex Sirqueira; do secretário municipal de Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro, Franklin Dias Coelho, representando o prefeito Eduardo Paes; do diretor geral do Centro de Estudo e Pesquisa do Envelhecimento (Cepe), Roberto Magalhães; da presidente do Conselho Superior da FAPERJ, Eliete Bouskela; do diretor de Tecnologia da Fundação, Rex Nazaré; e do diretor de Administração e Finanças, Cláudio Mahler, além de muitas outras personalidades.

Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes