O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > Comunicação > Arquivo de Notícias > Notas - Semana de 26 de julho a 1º de agosto de 2012
Publicado em: 26/07/2012

Notas - Semana de 26 de julho a 1º de agosto de 2012

Ganhador do

Nobel de Química orientará brasileiros no programa Ciência sem Fronteiras

 Cláudia Jurberg

          

    O Nobel de Química, Kurt Wütrich (E); o reitor da UFRJ,
   Carlos Levi, e o diretor científico da FAPERJ, Jerson Lima


O cientista suíço Kurt Wütrich, ganhador do Prêmio Nobel de Química 2002, participou de uma cerimônia realizada na tarde desta quinta-feira, 26 de julho, no Auditório Hélio
Fraga do Centro de Ciências da Saúde (CCS) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). O evento, que contou com a presença do reitor da UFRJ, Carlos Levi da Conceição, e do coordenador do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Biologia Estrutural e Bioimagem (Inbeb) e diretor científico da FAPERJ, Jerson Lima, e de diversos pesquisadores e estudantes da universidade, serviu para apresentar o suíço como o primeiro cientista de renome mundial a participar do programa Ciência sem Fronteiras. Wütrich irá atuar como pesquisador visitante especial do Inbeb – rede de pesquisa nacional de referência na área –, onde orientará estudantes do Programa de Pós-Graduação em Química Biológica da UFRJ. Ele já selecionou dois alunos, um de doutorado e uma pós-doutoranda, para orientar suas teses ao longo dos próximos três anos, período em que virá frequentemente ao Brasil para reuniões, aulas, palestras e seminários especiais. Graduado em farmácia e com mestrado no próprio Inbeb, Leonardo Vasquez contará com a ajuda do suíço em seus estudos sobre a síntese de proteínas dentro dos ribossomos, as fábricas de proteínas das células. Já
Luana Heimfarth, que acaba de completar seu doutorado em neurobiologia celular na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), vai aprender técnicas de ressonância magnética nuclear para aprofundar e melhorar suas pesquisas. Também vencedor de um Nobel de Química, o de 2011, o israelense Dan Shechtman negocia sua participação no programa do governo federal e deve colaborar com a UFRJ, o que fará com que a universidade passe a contar com dois laureados com o maior prêmio da ciência mundial em seus quadros. Shechtman proferiu palestra para mais de mil pessoas durante a 64 Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), que acontece desde segunda-feira, 23 de julho, até esta sexta, 27 de julho, em São Luís, no Maranhão. Até a semana que vem, Schetman visita ainda o Rio e São Paulo. Mais informações: www.ufrj.br

Divulgação
     
  Teixeira foi reitor da
 UFRJ de 2003 a 2011

Morre o economista Aloísio Teixeira, ex-reitor da UFRJ
Professor titular do Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) desde 1981 e ex-reitor da UFRJ entre os anos de 2003 e 2011, o economista Aloísio Teixeira faleceu na manhã desta segunda-feira, 23 de julho, aos 67 anos de idade, vítima de um infarto fulminante. Formado em 1978 pela Faculdade de Ciências Políticas e Econômicas do Rio de Janeiro, Aloísio tornou-se mestre pela UFRJ e doutor pela Universidade Estadual de Campinas. Na UFRJ, também era professor do Programa de Pós-Graduação em História das Ciências e das Técnicas e Epistemologia/HCTE. Em nota de pesar, o atual reitor Carlos Levi disse que "o professor Aloísio imprimiu à UFRJ a marca do diálogo, da preocupação com o acesso universal ao Ensino Superior e, sobretudo, da reflexão, características de sua longa trajetória na administração pública e no ensino. Para ele, as Ciência Humanas e Sociais deveriam ter a centralidade no processo de reestruturação da Universidade, instituição indispensável para a construção de um projeto nacional sólido para a nação". Levi foi pró-reitor de Planejamento e Desenvolvimento da universidade durante a gestão de Teixeira. A UFRJ decretou luto oficial de três dias. Mais informações: www.ufrj.br

Boletim da FAPERJ completa oito anos

Reprodução 

        
    Capa do Boletim da
        FAPERJ n 1
Próximo de chegar ao número 400 – atualmente está na edição 393 – o boletim eletrônico da FAPERJ acaba de completar oito anos de existência, com mais de 1.000 matérias publicadas. Criado com conceito editorial da jornalista Renata Moraes e elaborado semanalmente pelos jornalistas do Núcleo de Difusão Científica e Tecnológica da Fundação como um meio de agilizar o relacionamento com pesquisadores, estudantes, jornalistas, órgãos governamentais e com o público em geral, o boletim on-line vem procurando acompanhar, o mais fielmente possível, o panorama da C&T do estado do Rio de Janeiro. A cada edição, os assinantes recebem em primeira mão, não apenas informações sobre as iniciativas da instituição, seus programas de fomento e editais, mas também reportagens sobre os projetos que receberam apoio da instituição. Canais de televisão aberta e fechada têm pautado reportagens da área de C&T a partir de matérias publicadas no boletim. O que também acontece com emissoras de rádio, como a Roquete Pinto, jornais e revistas. De julho de 2004 até agora, ele vem se consolidando como um importante meio de divulgação das pesquisas realizadas com recursos da fundação e enviado a um público leitor que cresce a cada ano. Dos cerca de 15 mil usuários iniciais, ele hoje é enviado a cerca de 45 mil leitores, mais do que dobrando o universo de assinantes cadastrados em sua mala direta. Para o presidente da FAPERJ, Ruy Marques, é inegável o sucesso alcançado pelo informativo ao longo dos anos. "O Boletim FAPERJ é um veículo que se consolidou no campo da divulgação científica. Portanto, esperamos que ele mantenha a mesma atuação de qualidade ", conclui Garcia Marques. Mais informações: www.faperj.br

Fiocruz inaugura primeira fábrica pública de medicamentos da África
Farmanguinhos, a unidade de produção de medicamentos da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), inaugurou neste sábado, 21 de julho, a primeira fábrica pública de produção de medicamentos do continente africano: a Sociedade Moçambicana de Medicamentos (SMM). Instalada em Matola, província de Maputo, sul de Moçambique, a SMM irá produzir remédios para combate ao HIV/AIDS – os chamados antirretrovirais –, além de outros medicamentos. Inicialmente serão produzidos três antirretrovirais – Lamivudina+Zidovudina, Nevirapina e Ribavirina – e, futuramente, outros seis serão incluídos na lista. Além dos antirretrovirais, há previsão de fabricar 21 tipos diferentes de medicamentos, entre os quais antibióticos, antianêmicos, anti-hipertensivos, anti-inflamatórios, hipoglicemiantes, diuréticos, antiparasitários e corticosteróides. A estimativa é de que a fábrica produza cerca de 371 milhões de unidades farmacêuticas por ano, incluindo oito antirretrovirais e os demais medicamentos. A tecnologia para desenvolvimento e produção desses medicamentos será transferida gradualmente por Farmanguinhos. Uma cerimônia celebrou o início das atividades da fábrica; estiveram presentes representando o Brasil, o vice-presidente da República, Michel Temer; o presidente da Fiocruz, Paulo Gadelha; o vice-presidente de Produção e Inovação em Saúde da Fiocruz, Jorge Bermudez; e o diretor de Farmanguinhos, Hayne Felipe. Do lado moçambicano, participaram o ministro da Saúde, Alexandre Manguele; o presidente do Conselho de Administração do Instituto de Gestão das Participações do Estado (Igepe), Apolínio Panguene; o presidente da SMM, Alcino Ndeve; e a diretora executiva da SMM, Noémia Muissa. Mais informações: http://www2.far.fiocruz.br/farmanguinhos

Fapesp promove conferência sobre divulgação científica
A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) está organizando, no próximo dia 3 de agosto, a conferência “Scientific Excellence: Ways and Means of Diffusion”.  O evento, que acontece na sede da fundação (Rua Pio XI, 1.500, Alto da Lapa, São Paulo) será ministrado pelo professor emérito Bruce Alberts, do departamento de Bioquímica e Biofísica da Universidade da Califórnia, em São Francisco. Além de ter sido presidente da Academia Nacional de Ciências (NAS), no período de 1993 a 2005, Alberts atua nos conselhos consultivos de mais de 25 instituições sem fins lucrativos, incluindo a Fundação Gordon e Betty Moore, e também é editor chefe da revista Science. Mais informações: http://www.fapesp.br/eventos/alberts

UFRJ ganha Núcleo de Biocombustíveis, Petróleo e seus derivados
Um complexo de 16 laboratórios voltados para o desenvolvimento de pesquisas relacionadas à produção de biocombustíveis, biomateriais e energia, explorando o conceito de biorrefinaria, que consiste na utilização de biomassa para a produção de biocombustíveis, bioprodutos e energia, seguindo diferentes plataformas tecnológicas (bioquímica, termoquímica e oleoquímica), com mínima geração de resíduos e emissões foi inaugurado no campus Fundão da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) no dia 6 de julho. Iniciativa da Escola de Química da UFRJ, o empreendimento – batizado de Núcleo de Biocombustíveis, de Petróleo e de seus Derivados (NBPD) – recebeu da Petrobras e da Agência Nacional de Petróleo (ANP) Configurado como um complexo de pesquisas avançadas, com laboratórios e uma grande área para instalação de unidades-piloto, o núcleo abrigará competências da Escola de Química e focalizará a incorporação da renovabilidade na matriz energética fóssil. O núcleo vai trabalhar em 12 linhas de pesquisa, entre elas: valorização de biomassa aquática (macro e microalgas), inserida no Conceito de Biorrefinaria; Termodinâmica Aplicada à Indústria Petrolífera; desenvolvimento de biomateriais; e aproveitamento de biomassa residual de composição lignocelulósica para a produção de biocombustíveis e de outras substâncias químicas. O NBPD também abrigará a coordenação e a Rede da Escola Brasileira de Química Verde, que tem como meta conduzir ações científicas e processos industriais. Mais nformações: www.ufrj.br

Plataforma Lattes ganha nova versão
Durante sua palestra na 64 Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), que acontece entre os dias 22 e 27 de julho em São Luís (MA), o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marco Antonio Raupp anunciou novidades para os 2,7 milhões de usuários da Plataforma Lattes. O novo sistema passa agora a ser mais seguro para impedir a criação de currículos fictícios e outros tipos de fraudes. Entre as inovações, está a integração direta da plataforma com o banco de dados internacional do Instituto para Informação Científica (ISI). O sistema fará uma verificação automática dos artigos publicados no periódico indexado pelo instituto, impedindo a citação de material que ainda não foi publicado. Na aba sobre patentes, o pesquisador poderá incluir o número de patentes registradas no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (Inpi). Desta forma, ao lado da patente indicada, aparecerá o símbolo de certificação do instituto. Outra grande novidade da nova Plataforma Lattes é a possibilidade de o pesquisador registrar atividades de inovação, projetos desenvolvidos em parceria com empresas e órgãos públicos, ações de popularização científica, patentes e registros. Foi ampliada também a quantidade de campos para detalhar a atividade científica realizada. Com mais informações, a tendência é que a procura por pesquisas e especialistas fique mais rápida e precisa. Segundo o ministro Marco Antônio Raupp, a expectativa com as alterações é estimular cientistas a aplicar os seus conhecimentos em atividades não relacionadas à produção acadêmica. "Queremos estimular a inovação em projetos de parceria com empresas, entre outras opções. Até hoje o indivíduo que fazia inovação não era reconhecido nas avaliações [do CNPq]. Até porque a informação não estava registrada. Agora, temos condição de avaliar e estimular que essas atividades aconteçam no país", conclui Raupp. Mais informações: http://lattes.cnpq.br

Inscrições para o Prêmio Celso Furtado podem ser feitas até 31 de julho
Interessados em se inscrever para o Prêmio Celso Furtado de Desenvolvimento Regional – que promove a reflexão sobre o tema no País – têm até o dia 31 de julho. Este ano, os trabalhos serão contemplados em três categorias: produção do conhecimento acadêmico; práticas exitosas de produção e gestão institucional; e projetos inovadores para implantação no território. A iniciativa homenageia o economista baiano Rômulo de Almeida, que em sua trajetória profissional deu expressiva contribuição ao desenvolvimento socioeconômico, regional e cultural do Brasil. O prêmio é uma iniciativa da Secretaria de Desenvolvimento Regional (SDR) do Ministério da Integração Nacional. Mais informações: http://www.centrocelsofurtado.org.br/interna.php?ID_M=718

Revista eletrônica da Capes destaca curso de mestrado da Unigranrio
Durante as comemorações pelos 60 anos da Capes, em Brasília, o destaque da Revista Brasileira de Pós-Graduação (RBPG), editada por essa instituição, apontou o trabalho de mestrado da Universidade do Grande Rio (Unigranrio) em Ensino das Ciências na Educação Básica como um projeto inovador e exemplar para docentes. O tema "Didáticas específicas, novas tecnologias e formação de professores para ensino das Ciências na Baixada Fluminense: a experiência do mestrado profissional na Universidade do Grande Rio" foi selecionado junto a outros oito artigos para participar do Edital n021/2012/Capes. Segundo Herbert Gomes Martins, um dos autores do artigo e diretor da Escola de Ciência e Tecnologia da Unigranrio, o texto selecionado pela RBPG da Capes explora a (res)significação e comunicação (TICs) na formação de professores. Ele analisa a natureza das didáticas específicas e o seu papel no mestrado em Ensino das Ciências da universidade. Mais informações: www.unigranrio.br

Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos: inscrições até 3 de agosto
Jornalistas de todo o Brasil devidamente registrados no Ministério do Trabalho e Emprego (MTb) interessados em inscrever suas matérias para concorrer ao 34 Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos tem até o dia 3 de agosto para fazer sua inscrição. A premiação tem como objetivo reconhecer trabalhos que valorizam a Democracia, a Cidadania e os Direitos Humanos nas mais variadas mídias. São nove categorias: Artes (ilustrações, charges, cartuns, caricaturas e quadrinhos), Fotografia, Documentário de TV, Reportagem de TV, Rádio, Jornal, Revista, Internet e Categoria Especial (todas as mídias) que, neste ano, tem como tema "Criança em situação de rua". Mais informações: www.premiovladimirherzog.org.br

CTC da PUC-Rio participa de mais uma competição internacional de Matemática
O Centro Técnico Científico (CTC) da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) está participando, pelo terceiro ano consecutivo, da International Mathematics Competition for University Students (IMC), que vai até dia 1 de agosto na Bulgária. A universidade está sendo representada por quatro alunos do curso de Matemática que foram revelação na IMC de 2010 e 201. A IMC recebe cerca de 300 alunos de ponta de mais de 70 universidades. Os destaques são divididos pelas categorias Grand First Prize, First Prize (medalha de ouro), Second Prize (medalha de prata), Third Prize (medalha de bronze) e Honorable Mention (menção honrosa). Durante a competição, os participantes devem resolver duas provas com questões de álgebra, geometria e análise, cujas pontuações somadas determinam os vencedores. Em 2011, a PUC-Rio foi a melhor instituição brasileira na IMC e ficou em nono lugar entre todas as universidades da competição, passando à frente, por exemplo, da Universidade de Princeton (EUA), considerada uma das melhores do mundo na área de matemática. Mais informações: www.puc-rio.br

Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes