O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > Comunicação > Arquivo de Notícias > APQ 3: próximo dos mil títulos publicados
Publicado em: 30/07/2012

APQ 3: próximo dos mil títulos publicados

Próximo de completar a marca dos mil títulos publicados, o programa de Auxílio à Editoração (APQ 3) divulga, nesta quinta-feira, 26 de julho, o resultado de sua primeira edição 2012. Entre os 62 trabalhos que receberão recursos para publicação, há temas tão diversos quanto a bem-sucedida experiência dos alunos cotistas na Uerj, em Ex-alunos negros cotistas da UERJ: os desacreditados e o sucesso acadêmico, livro de Daniela Frida Drelich Valentim sobre ações afirmativas; ou como cobras, aranhas e outros bichos venenosos podem ser vistos como animais de produção para a indústria farmacêutica, em Animais Peçonhentos – Passado e Memória na Construção de Valores, de Rejâne Maria Lira da Silva, do Instituto Vital Brazil; ou ainda a experiência das associações numa comunidade da Zona Sul carioca, apresentada em Uma favela diferente das outras? Rotina, silenciamento e ação coletiva na favela do Pereirão, de Lia de Mattos Rocha.

Com 32 projetos aprovados na área de Ciências Humanas; 13 na área de Ciências Sociais Aplicadas; 12 de Linguística, Letras e Artes; e outras seis das áreas de Engenharias, de Ciências Biológicas, de Ciências Agrárias e de Ciências da Informação, o programa beneficiou propostas de 16 instituições. A novidade nesta edição do programa foi um aumento significativo na participação de editoras universitárias, que serão responsáveis pela publicação de 26 projetos aprovados, ou seja, 41% do total.

Entre as instituições que submeteram projetos, a que mais teve propostas aprovadas foi a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), com 18, seguida pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), com 13, e pela Universidade Federal Fluminense (UFF), com 10. A Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio) teve quatro projetos aprovados, enquanto a Pontifícia Universidade Católica (PUC), a Fundação Casa de Ruy Barbosa (FCRB), a Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec), o Instituto Vital Brasil (IVB) e a Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) tiveram, cada, dois projetos beneficiados. Também foram contempladas a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), a Universidade Estácio de Sá (Unesa), a Universidade Severino Sombra (USS), o Arquivo Nacional, a Fundação Getúlio Vargas (FGV), Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) e a Universidade Salgado de Oliveira (Universo).

Uma das modalidades de apoio mais antigas da Fundação, o Auxílio à Editoração foi criado em 1999 como um incentivo a divulgação do conhecimento científico entre todas as camadas da população, nas diferentes áreas do conhecimento. "Desde sua criação, já são quase mil títulos publicados, mais da metade deles depois de 2007, como uma comprovação do efetivo apoio que vimos dispensando a este programa", afirma o presidente da Fundação, Ruy Garcia Marques.

Podem ser proponentes do programa pesquisadores com grau de doutor ou equivalente, com produção científica qualificada, especialmente nos últimos cinco anos, e que mantenham vínculo com instituições de ensino e pesquisa fluminenses. Também são elegíveis pesquisadores aposentados residentes no Estado do Rio de Janeiro, com grau de doutor ou equivalente, em regime de aposentadoria compulsória ou aposentados em outro regime de trabalho, com idade superior a 70 anos, desde que exerçam atividades junto a instituições de ensino e pesquisa sediadas no estado do Rio de Janeiro. Os critérios para a seleção de projetos visam não apenas a qualidade do material apresentado mas também sua contribuição ao desenvolvimento científico, cultural, econômico e social fluminense e a dificuldade para sua publicação no circuito comercial. Igualmente importante para a seleção é a produção científica, tecnológica ou artística-cultural do candidato nos últimos cinco anos, divulgada nos principais veículos de difusão científica ou literária. O APQ 3 financia não só a edição de livros, manuais, números especiais (temáticos) de revistas e coletâneas científicas em qualquer tipo de suporte (papel, eletrônicos etc.), mas analisa ainda solicitações para produção de vídeos, CDs e DVDs.

Para uma maior visibilidade e difusão das publicações apoiadas, a Fundação distribui essas obras entre as bibliotecas públicas do estado do Rio de Janeiro e para diversas escolas de ensino fundamental, médio e técnico, da rede pública. "Tanto quanto produzir, é igualmente fundamental que esse conhecimento seja tornado público, de modo a alcançar o seu real valor. Dessa forma, pretende-se atingir, com temas relacionados a todas as áreas do conhecimento as mentes em formação, motivando-as, inclusive, a se direcionarem para a carreira científica", conclui Ruy Marques.

Confira na íntegra a listagem dos contemplados do Auxílio à Editoração - 2012-1

Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes