O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > Comunicação > Arquivo de Notícias > R$ 3 milhões para melhoria do ensino e popularização da C&T
Publicado em: 14/06/2012

R$ 3 milhões para melhoria do ensino e popularização da C&T

A Fundação lança nesta quinta, 14 de junho, dois editais em áreas fundamentais para o desenvolvimento fluminense: a democratização da ciência e tecnologia, em especial entre a população mais jovem; e o ensino na rede pública, apoiando iniciativas que permitam o aprimoramento do processo de ensino-aprendizagem ou da infraestrutura das escolas. Para isso, estão sendo investidos um total de R$ 3 milhões na sexta edição dos editais Apoio à difusão e popularização da ciência e tecnologia no estado do Rio de Janeiro – 2012 e Apoio à melhoria do ensino em escolas da rede pública sediadas no Estado do Rio de Janeiro – 2012, que vêm sendo lançados, anualmente, desde 2007.

Para ambos os editais, podem submeter projetos equipes formadas por um conjunto de pesquisadores com vínculo empregatício/funcional em instituições de ensino e pesquisa, ou em museus fluminenses, que desenvolvam ações para a divulgação científica e tecnológica, inclusive sob a forma de redes ou consórcios. As propostas deverão ser encaminhadas pelo coordenador de cada equipe, com anuência de sua instituição de origem. O coordenador do projeto deve ter grau de doutor ou comprovar marcante experiência na área, especialmente nos últimos cinco anos, estar ativa e produtivamente envolvido em projetos que envolvam atividades nas duas áreas-objeto dos editais. A equipe também poderá incluir mestres, pós-graduandos, estagiários de graduação e funcionários técnico-administrativos do quadro das instituições partícipes.

Com características semelhantes às de edições anteriores, Apoio à difusão e popularização da ciência e tecnologia no Estado do Rio de Janeiro – 2012 se destina a democratizar a informação nos campos da ciência e da tecnologia e a produção dela decorrente, cujos resultados possam ser operacionalizados em políticas e medidas a serem adotadas no estado do Rio de Janeiro e pelo poder público em geral.

Com recursos de R$ 1,5 milhão, o edital receberá propostas enquadradas em uma de duas faixas, de acordo com o montante solicitado: A – com valor máximo de cada proposta é de R$ 100 mil, perfazendo o total de R$ 500 mil disponibilizados para esta faixa; B – com valor máximo de cada proposta – R$ 50 mil, perfazendo um total de R$ 1 milhão disponibilizados para esta faixa. Desses recursos, 30% financiarão despesas de capital, como a aquisição de materiais permanentes e de equipamentos; enquanto os restantes 70% custearão despesas de custeio, em que se enumeram reparos e adaptações de bens imóveis; serviços de terceiros (pessoas físicas e jurídicas) com caráter eventual para manutenção de equipamentos e material permanente e para a realização de pequenos reparos e adaptações de bens imóveis; diárias e passagens,  desde que compreendam despesas necessárias para o desenvolvimento do projeto de pesquisa;  material de consumo, componentes e/ou peças de reposição de equipamentos; e despesas relativas à importação de equipamentos.

O prazo para submissão de propostas se estende até o dia 9 de agosto, sendo necessário que se faça a entrega da documentação impressa do projeto até o dia 17 do mesmo mês. A divulgação dos resultados está prevista para acontecer a partir de 4 de outubro.

Já o programa de Apoio à melhoria do ensino em escolas da rede pública sediadas no Estado do Rio de Janeiro – 2012, voltado a promover iniciativas que contribuíam para a melhoria do ensino, seja pelo estabelecimento da excelência nas escolas da rede pública do estado; pela formação, a capacitação e a atualização de professores das escolas da rede pública; pela melhoria da infraestrutura necessária ao ensino da rede pública fluminense; pela promoção do intercâmbio de instituições de ensino superior e pesquisa com escolas da rede pública do estado.

Os recursos para tanto somam igualmente R$ 1,5 milhão, dos quais 30% serão destinados a projetos envolvendo escolas públicas fora da região metropolitana do Rio de Janeiro. As propostas deverão estar classificadas em uma de duas seguintes faixas, de acordo com o montante solicitado: A – entre R$ 30.001 e R$ 60 mil – mínimo de três pesquisadores doutores; e B – até R$ 30 mil – propostas individuais. Independentemente do auxílio concedido, os proponentes de projetos aprovados poderão ainda solicitar até duas bolsas de treinamento e capacitação técnica (TCT) para professores das escolas públicas envolvidas no projeto; até duas bolsas de iniciação científica (IC) para alunos de graduação; e até quatro bolsas de pré-iniciação científica (Jovens Talentos) para alunos de ensino médio das escolas envolvidas.

Os recursos do programa financiam despesas de capital, como a aquisição de materiais permanentes e equipamentos; e despesas de custeio, em que se enquadram serviços de terceiros (pessoas físicas e jurídicas) com caráter eventual para manutenção de equipamentos e material permanente e para a realização de pequenos reparos e adaptações de bens imóveis; diárias e passagens, desde que compreendam despesas necessárias para o desenvolvimento do projeto de pesquisa;  material de consumo, componentes e/ou peças de reposição de equipamentos; e despesas para importação de equipamentos.

De acordo com o cronograma do edital, o prazo para submissão de projetos se encerra no dia 16 de agosto, com a entrega da documentação impressa das propostas devendo ser feita até o dia 24 do mesmo mês. A divulgação dos resultados será feita a partir do dia 4 de outubro.

Segundo o diretor científico da FAPERJ, Jerson Lima Silva, os dois editais têm sido muito importantes em aproximar a ciência da sociedade. "No caso do edital de Apoio à Melhoria do Ensino em Escolas Públicas, os pesquisadores que coordenaram projetos são unânimes em afirmar que os resultados obtidos superaram em muito as expectativas. Ao colocarem a ‘mão na massa’, jovens estudantes e professores de escolas públicas entram em contato com o lado lúdico da descoberta científica. Ao levar a ciência a um público leigo, os projetos apoiados pelo edital de Apoio à Difusão e Popularização da C&T têm contribuído para desmistificar a pesquisa científica e tecnológica, em que todos precisam ser atores na sociedade do conhecimento.”

Confira a íntegra do edital Apoio à difusão e popularização da ciência e tecnologia no estado do Rio de Janeiro – 2012

Confira a íntegra do edital Apoio à melhoria do ensino em escolas da rede pública sediadas no Estado do Rio de Janeiro – 2012

 

Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes