O seu browser não suporta Javascript!
Você está em: Página Inicial > Comunicação > Arquivo de Notícias > Alunos da Uerj recebem bolsas da Google para trabalho em software livre
Publicado em: 31/05/2012

Alunos da Uerj recebem bolsas da Google para trabalho em software livre

Débora Motta

                                                                                 Divulgação
   
    Ricardo Fabbri, ao centro, com os alunos da Uerj selecionados
    pelo Google: 
Caio, Marcos, Pedro e Gustavo (a partir da esq.)
Cinco alunos ligados ao Instituto Politécnico da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (IPRJ/Uerj) acabam de ser selecionados pela empresa Google para trabalhar no desenvolvimento de melhorias para o Scilab, poderoso software livre voltado para soluções científicas e de engenharia. A iniciativa faz parte do programa Google Summer of Code, em que a empresa elege anualmente projetos de código aberto a serem desenvolvidos por alunos por ela financiados. A pós-graduação do Instituto Politénico da Uerj já havia sido contemplada com recursos da FAPERJ, pelo programa de Apoio à Pesquisa Básica (APQ 1), para reconstrução da sua infraestrutura de pesquisa laboratorial.

“O Scilab é um software livre amplamente utilizado em empresas e universidades, para modelagem computacional, cálculos estatísticos, processamento de imagens e análise de dados, como alternativa de qualidade ao caríssimo software comercial Matlab”, explica o professor do IPRJ Ricardo Fabbri, ex-funcionário da Google e um dos mentores oficiais para os alunos no aperfeiçoamento do Scilab. Para ele, a participação dos estudantes no projeto vem preencher uma lacuna de recursos humanos no mercado brasileiro. “No Brasil, usamos muitos softwares, mas os produzimos pouco. Existe uma forte demanda para programadores. O projeto é uma oportunidade de capacitar os alunos do IPRJ para se tornarem mão de obra qualificada na área”, destaca.

Entre os alunos selecionados, estão Gustavo Libotte, Marcos Cardinot e os irmãos Pedro Arthur e Caio Lucas dos Santos Souza, todos do quinto período do curso de Engenharia de Computação do IPRJ, que fica no campus regional da Uerj em Nova Friburgo. Desse grupo, quatro alunos receberão a quantia de cinco mil dólares, durante três meses, e realizarão o desenvolvimento de software no laboratório de visualização do IPRJ, sem precisar deixar o País. “Além de terem a experiência de trabalhar em um projeto real com a Google, eles vão trocar informações on-line com pesquisadores do instituto francês INRIA (Institut National de Recherche en Informatique et en Automatique), parceiro na iniciativa”, diz Fabbri.


O IPRJ também foi especialmente contemplado com o financiamento de um quinto aluno do Google Summer of Code, o indiano Pallan Madhavan, estudante de matemática aplicada. Ele desenvolverá, em seu país, melhorias voltadas ao pacote de processamento de imagens do Scilab, sob orientação do professor Fabbri, no Brasil. “Essa oportunidade de intercâmbio é um dos grandes atrativos do projeto”, conta Fabbri, que integra o grupo brasileiro de programadores conhecido como LabMacambira.sf.net (http://labmacambira.sf.net/ ). O período de participação dos alunos no programa vai de 21 de maio até o final de agosto de 2012.

Já o diretor do Instituto Politécnico da Uerj, Francisco Duarte Moura Neto, considera a seleção dos alunos pela Google uma vitória para a instituição, que foi prejudicada pelas fortes chuvas que atingiram Nova Friburgo no início de 2011. “Com a enchente na região, ficamos um ano e dois meses sem campus. As atividades do Instituto Politécnico foram paralisadas. Agora, estamos funcionando nas instalações da confecção Triumph Internacional e o campus ainda está em obras. Nesse contexto, a seleção desses alunos é uma conquista especial”, comemora. “Ainda não formamos a primeira turma de Engenharia de Computação, que começou em 2008. É gratificante que estudantes ainda na graduação já estejam ganhando visibilidade”, conclui.

Em 2012, de um total de 406 propostas, 180 entidades foram contempladas pelo programa Summer of Code, com 1.210 estudantes selecionados em todo o mundo, de um total de 6.685 solicitações. Mais de 10 milhões de dólares estão sendo destinados a softwares livres este ano. O objetivo da iniciativa é gerar recursos humanos altamente qualificados e desenvolver códigos reutilizáveis que a Google julga serem chave para o progresso da ciência e tecnologia.

Compartilhar: Compartilhar no FaceBook Tweetar Email
  FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Av. Erasmo Braga 118 - 6º andar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 20.020-000 - Tel: (21) 2333-2000 - Fax: (21) 2332-6611

Página Inicial | Mapa do site | Central de Atendimento | Créditos | Dúvidas frequentes